Rainbow Six Extraction procura inovar focando em uma narrativa de ficção científica, mas não convence o suficiente como jogo independente.

Rainbow Six Extraction
Ficha Técnica
Desenvolvido por: Ubisoft Montreal
Publicado por: Ubisoft
Gênero: FPS Tático
Série: Rainbow Six
Lançamento: 20 de Janeiro de 2022
Classificação indicativa: 16 anos
Modos: 1-3 Jogadores
Disponível para: Xbox One, PlayStation 5, PlayStation 4, Xbox Series X, Google Stadia, Amazon Luna e PC

 

 

A série Tom Clancy’s Rainbow Six “R6 para os íntimos” é uma referência em jogos de tiro tático, possuindo uma legião de jogadores amantes do gênero ou do autor que marca o título dos jogos: Tom Clancy. Seu último jogo – Siege – se destacou por apostar totalmente no multiplayer e deixar tudo mais divertido jogando em equipe.

Nessa série os confrontos precisam ser feitos de forma estratégica e precisa, sendo o oposto de jogos como Battlefield e Call of Duty que focam na ação.

Ameaça Archaean

Sabe aquela história clichê que vira e mexe, muda um detalhe ou outro, mas sua estrutura permanece igual? Pois R6 Extraction segue nessa linha quando falamos sobre sua história.

Um parasita denominado “Quimera” apareceu nos Estados Unidos e a organização Rainbow Six separou uma equipe para cuidar da situação. Utilizando então 18 operadores já conhecidos em Siege, criou-se a unidade dedicada “React”.

O objetivo da React não está apenas ligado a destruir a ameaça, mas pesquisá-la para melhorar nossa tecnologia, já que o inimigo também parece evoluir constantemente.

A cinematografia está realmente linda, mostrando personagens carismáticos e expressivos em uma ótima qualidade gráfica.  Além do mais contamos com toda uma localização de qualidade em português do Brasil.

É um complemento e não substituto

A mecânica também é similar ao jogo anterior, nos oferecendo operadores com características próprias e loadouts configuráveis. Entretanto existe uma grande diferença, aqui o foco não está na competição e sim na união contra a ameaça parasita. Não existem confrontos entre equipes, ou você se une com amigos para combater o perigo ou dá uma de lobo solitário.

Essa mudança traz um alívio para os jogadores de Siege, pois torna improvável que a Ubisoft cancele seu suporte tendo em vista os eSports. Porém só enfatizará a opinião dos jogadores que o jogo realmente deveria ser uma expansão por um preço mais acessível, mesmo que alguns de nós fiquem felizes com uma nova lista de troféus.

R6 Extraction 1

Para três é bem melhor

Rainbow Six Extraction permite que nos aventuremos sozinhos, mas é claro que a experiência em equipe aumenta de forma impactante nossa diversão. Podendo nos unir a um ou dois jogadores de qualquer plataforma, torna as chances de achar alguém bastante abrangentes. Inclusive por conta de dois fatores:

  • O jogo estará disponível a partir de amanhã (20) para todos os assinantes do Xbox Game Pass de forma gratuita.
  • A Ubisoft nos oferece o Buddy Pass, que possibilita que convidemos dois amigos que não possuam o jogo a entrar na equipe por duas semanas inteiras.

O elo e a camaradagem criados dentro das operações geram momentos únicos em cada partida, seja ela desastrosa ou bem sucedida. Jogando em trio é possível inovar nas estratégias e deixar o jogo bem mais fácil, por exemplo, enquanto dois operadores soltam granadas de fumaça nos inimigos, um vai atrás do refém e o pega na surdina, evitando toda uma carnificina.

R6 Extraction 4

Operações

O gameplay é viciante de uma maneira difícil de explicar. Os objetivos são aleatórios mesmo que você opte pelo mesmo mapa, diversificando bastante suas jogadas. Esses objetivos envolvem colher amostras, capturar ou abater inimigos, explodir coisas e mais uma boa quantidade de opções, sendo 13 ao todo.

Basicamente funciona assim, você escolhe um mapa e esse mapa é dividido em 3 setores. Cada setor possui um objetivo, e o jogador pode optar por concluí-lo e seguir adiante ou ser extraído em qualquer setor, isso é, se você não morrer ou falhar no objetivo – mas falhar não implica na sua morte, aumentando a fluidez ao nos permitir continuar jogando.

Como seu próprio nome já sugere, a extração é a marca do jogo, onde devemos sempre estudar se avançar ou ser extraído é a melhor opção, visto que morrer causa a perda significativa de experiência.

R6 Extraction 3

Novidades encontradas em Extraction

Apesar de ser novata na série, pude me entrosar bem com a jogabilidade, principalmente nas dificuldades iniciais. Contudo no desenvolver da campanha, quando novos mapas, inimigos e dificuldades surgem para complicar, é fácil virar um “cheetos”. Na morte do operador, ele é revestido com uma camada de proteção que se assemelha a um gigante salgadinho, e deve ficar assim até ser resgatado.

Porém não é só isso, caso esse operador não seja resgatado pelos seus amigos na operação atual, passa a ficar indisponível até você mesmo resgatá-lo em um objetivo de resgate, repetindo o mesmo mapa. Dessa forma o jogador é forçado a jogar com outros operadores e potencializá-los para ter sempre alguns backups.

Algo muito legal que pode acontecer aleatoriamente é o surgimento de um operador do mal, eles são muitos mais agressivos e resistentes que os inimigos normais. E aqui o conhecimento sobre o operador faz toda a diferença, pois assim você saberá como agir da melhor maneira possível.

R6 Extraction 2

Progresso

Existe uma quantidade satisfatória de itens a serem desbloqueados. Além do conteúdo do mapa já citado, temos também armas, acessórios e vestimentas que vamos liberando ao longo da campanha. Mas campanha parece ser uma palavra-chave aqui, já que esse jogo não parece ter uma vida útil tão acentuada, uma vez que a história acabe.

Os operadores só chegam até o nível 10, e isso não é muito difícil de conseguir. Logo após você maximizar tudo e alcançar os últimos marcos, existe uma boa chance de o jogo perder o seu brilho.

Parte Técnica

A ambientação de Rainbow Six Extraction está muito bem elaborada, com muita decoração espalhada pelos locais, além de apresentar uma bela iluminação. Os mapas também possuem bastante interação e destruição, é possível quebrar vidros e paredes, como também reforçar portas e janelas.

A trilha sonora é agradável, e a parte gráfica está excepcional. Possuindo no PlayStation 5 a opção de priorizar a resolução (4K) ou o frame rate alto. Quanto a velocidade de carregamento, quase é imperceptível.

Rainbow Six Extraction: Vale a pena?

Se você é um assinante do Xbox Game Pass, é claro. Extraction está realmente bem feito, e diverte por um bom tempo oferecendo uma campanha diferenciada. Contudo para as outras plataformas, dependerá do seu estilo de jogo. Se você curte algo mais competitivo porque é a parte do Siege que mais gosta, talvez fique um pouco decepcionado e desejá-se o jogo em forma de expansão.

Como uma novata no gênero, senti que Rainbow Six Extraction facilitou a minha entrada no mundo de R6. Tudo me pareceu intuitivo, e acompanhando outros jogadores mais experientes, ficou claro que ele possui uma dificuldade bem menos acentuada do que a que eu encontraria em outros jogos da franquia. Sendo assim, seja como uma porta de entrada ou uma extensão da sua aventura, se você curte FPS tático, é bom já registrar o nome Extraction na sua lista de futuras aquisições.

Para mais notícias sobre games, largue o controle e clique aqui.