Sally Face é um jogo indie com 5 capítulos lançados entre 2016 e 2019, mas que só chegou ao PlayStation agora em abril de 2022. O game consiste em uma jogabilidade simples e direta, porém um tanto diferenciada, onde você acompanhará o protagonista, Sal Fisher, e seus amigos a investigarem acontecimentos estranhos no prédio de apartamentos Addison e na cidade local.

Ficha Sally Face
Ficha Técnica
Desenvolvido por: Portable Moose
Publicado por: Portable Moose
Gênero: Aventura, Puzzles e Terror Psicológico
Série: Sally Face
Lançamento: Inicial – 16 de agosto de 2016 / para PlayStation – 15 de abril de 2022
Classificação indicativa: 18 anos
Modos: 01 Jogador
Disponível para: Nintendo Switch, PlayStation 4, PlayStation 5 e PC

 

Simples, mas misterioso e macabro

Antes de tudo Sally Face aborda questões consideradas delicadas, como automutilação, suicídio e entre outros, podendo gerar gatilhos, caso esteja passando por algum momento difícil evite jogá-lo e busque ajuda.

Sally Face já começa de maneira misteriosa, onde você já se vê no controle de um personagem com o rosto totalmente enfaixado onde parece ser um hospital. A partir disso já é possível imaginar o nível em que o jogo se passará. Não se preocupe, ele irá te causar estranheza e desconforto e será macabro além dos limites com o desenrolar da história. É difícil comentá-lo sem entregar pontos importantes, mas de maneira geral você estará no controle de Sal Fisher, um garoto de uns 15 anos que utiliza uma máscara protética e acabou de se mudar com seu pai para o prédio de apartamentos Addison, onde tudo começa a se desenrolar. Antes disso você já saberá que Sal teve seu rosto desfigurado e perdeu sua mãe numa espécie de acidente, mas não terá muitos detalhes.

Início de Sally Face no hospital

Ande pelo prédio e conheça os moradores, faça amizades e veja como a trama se desenrola. Você passará a maior parte do tempo no edifício, indo de um lado para o outro investigando e vasculhando cada corredor e apartamento conforme tudo acontece, e apesar de serem apenas 5 capítulos, acredite, serão capítulos suficientes para acontecer muita coisa estranha: fantasmas, uma seita, assassinatos, até você sendo preso, mas vamos evitar os spoilers.

Coisas estranhas em Sally Face

Um tanto cansativo, porém intrigante

Em Sally Face você fará muito do mesmo, já que praticamente grande parte do jogo se passa no mesmo lugar, e você estará sempre indo e vindo por ele. Apesar disso, ele consegue criar ambientes criativos e agradáveis de certa forma, o que torna a mesmice até interessante, e os puzzles serem desafiadores ajuda muito nesse aspecto. Além disso, foram utilizados vários designs diferentes na elaboração do jogo nos últimos capítulos, o que também o torna diferenciado, como por exemplo, do nada em um pedaço do capítulo você estar em um cenário cartoonesco ou tridimensional.

Designs diferenciados em Sally Face

Sally Face tem uma história misteriosa um pouco difícil de explicar em uma linha contínua de raciocínio, mas conforme os capítulos avançam as lacunas vão sendo preenchidas, por isso, leia tudo que estiver disponível, diálogos, cartas, objetos, todo conhecimento te trará facilidade no entendimento como um todo. Cada documento disponível tem um objetivo. O enredo acaba por deixar algumas brechas para interpretação e o jogo não termina fechado, ele próprio anuncia uma continuação, mas até o momento não existem notícias de quando ela acontecerá, e com certeza Sally Face ainda tem muito a contar.

Ultimos capítulos de Sally Face

O design, a trilha e a qualidade

Sally Face é trabalhado em diferentes designs como já falado anteriormente, mas o principal é o desenho em 2D, onde seu personagem só vai pra direita e pra esquerda e interage com itens no cenário. Os ambientes são ricos em detalhes e é fácil definir quando existe algo no espaço para interagir, como recolher um clips de papel no chão por exemplo. Os personagens não têm uma fala sonora, somente escrita e a mesma pode ser localizada em português, você terá bastante coisa pra ler, prepare-se. A trilha sonora é diversificada com os cenários e acontecimentos, em vários momentos você terá algum som mais no estilo rock ao fundo, assim como o jogo também sabe os momentos assertivos de fazer total silêncio.

 

Sally Face. Vale à pena?

Sally Face é um jogo de curta duração, sendo possível concluí-lo em aproximadamente 6 horas. Apesar de ter uma jogabilidade simples, sua história é muito intrigante e envolvente, e ele consegue se diferenciar no modo como ela é contada e por seu próprio design de desenvolvimento muito criativo. Vários pontos do enredo causam um incômodo necessário, mas esse é apenas um dos objetivos do próprio jogo. Sally face é um jogo linear, onde você não terá outra escolha a não ser seguir em frente conforme os acontecimentos se desenrolam. De maneira geral não é um jogo para todos devido a sua temática, onde aborda assuntos que podem ser considerados delicados para algumas pessoas, mas traz uma experiência única e surpreendente.

O Teoria Geek agradece a Portable Moose pela chave de PlayStation 4 fornecida para a produção dessa análise.


Confira mais matérias como essa clicando aqui!