REVIEW | Jogo: Exit the Gungeon

Depois de ter lançado o grande sucesso Indie “Enter the Gungeon”, a desenvolvedora Dodge Roll volta a trazer muita ação bullet hell com “Exit the Gungeon”, que mantêm a essência de seu antecessor, mas ao mesmo tempo com várias novidades e mecânicas de jogo diferentes.

Ficha Técnica:

  • Desenvolvido por: Dodge Roll, Singlecore
  • Publicado por: Devolver Digital
  • Série: Gungeon
  • Lançamento Inicial: 19 de setembro de 2019
  • Gênero: Bullet hell, Plataforma
  • Classificação Indicativa: Livre
  • Modos: 1 Jogador
  • Disponível para: Apple Arcade, Steam, Nintendo Switch

Recarregando a diversão

A história do jogo se inicia após o final de Enter the Gungeon. Depois de terem chegado ao final do calabouço (também conhecido como “balabirinto”), nossos aventureiros conseguem deixar o seu passado para traz, mas agora enfrentam um outro problema. Por conta de tanto tiroteio dentro do labirinto, a magia que mantêm as paredes de pé está enfraquecendo, e agora o local inteiro ameaça desabar. Para escapar, eles vão precisar usar uma série de elevadores, e enfrentar muitos inimigos que querem impedir a sua fuga. Usando a benção da deusa das balas Kalibre, nossos heróis lutam pelas suas vidas para sair do balabirinto.

Ação para todo lado

O objetivo principal do game é sair do labirinto usando elevadores, que estão recheados de inimigos. O combate é feito utilizando uma grande variedade de armas. Você inicia o jogo com uma pistola simples, que é abençoada pela deusa Kalibre. Essa benção faz com que a sua arma atual se transforme em outra diferente de tempos em tempos. Conforme você derrota inimigos, o seu rank aumenta. A força da sua próxima arma vai depender do quão alto está o seu rank, porém ao levar dano, o seu rank é zerado. Todas as armas são muito criativas, e algumas fazem até referência a outros jogos, como o canhão de braço do Megaman por exemplo.

Além disso, o jogador pode se esquivar rolando para frente, pulando, ou descendo de plataformas, ou seja, desde que o herói esteja no ar, nenhuma bala pode lhe atingir. Caso não tenha nenhuma forma de desviar, o jogador pode usar um ataque que limpa todas as balas da tela, e faz com que inimigos não possam atirar por cerca de 2 segundos, porém existe um limite de quantas vezes esse ataque pode ser realizado.

Ao total são 5 fases diferentes, e ao final de cada fase o jogador enfrenta um boss, que é aleatório. Após derrota-lo, o jogador tem acesso a uma loja, onde ele pode gastar dinheiro conquistado ao matar inimigos, para comprar equipamentos que vão auxilia-lo em sua jornada.

Os protagonistas

O jogador pode escolher entre 4 heróis, cada um com algum tipo de habilidade e uma rota de fuga diferente. O Soldado tem uma mira mais precisa comparado aos outros, então é um bom personagem para iniciantes. O Piloto possui um alto carisma, conseguindo desconto nas lojas. A Caçadora tem um cachorro que ajuda a coletar itens nas salas, lhe permitindo focar apenas no combate. E por último, mas não menos importante, a Condenada causa mais dano por alguns segundos depois de sofrer algum dano.

Um jogo bem difícil

Apesar de ser um jogo muito bom, alguns aspectos dele deve ser levado em consideração por alguns jogadores, já que podem não agradar. Existe uma grande aleatoriedade entre as armas que você usa, então nem sempre você vai ter a arma que você quer, e isso pode acabar custando um game over dependendo da situação.

O jogo também tem uma dificuldade elevada, e acredite, você vai morrer muito e ter que recomeçar do zero. Essas coisas não são necessariamente ruins. Pode até afastar alguns jogadores, mas também existem aqueles que amem um desafio.

Conclusão

Exit the Gungeon lembra muito jogos arcades mais antigos, por ser um jogo relativamente curto, podendo ser zerado em cerca de 30 minutos em uma tentativa, mas que tem uma alta dificuldade, fazendo com que você tente de novo várias vezes, até ir melhorando com o tempo. O jogo incentiva isso liberando mais armas, equipamentos e até personagens novos, sempre que o jogador tentar mais uma vez.

É um excelente jogo para passar o tempo, principalmente no Nintendo Switch. É um jogo perfeito para ter no portátil e poder jogar em uma viagem, por ser leve e não consumir muito a bateria do console. O game pode ser adquirido na Nintendo E-shop, Steam ou pela Apple Arcade.

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

2 Comentários

    1. A saga Gungeon no momento só tem 2 jogos. Futuramente irei trazer a review do Enter the Gungeon também, é um jogo muito bom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *