REVIEW | Jogo: Assassin’s Creed Odyssey

Depois de Assassin’s Creed Unity, a série ficou meio “queimada” com os jogadores, isso porque Assassin’s Creed 3 não foi lá bem aceito, tendo um protagonista nem um pouco carismático, e o Unity com os seus diversos bugs. Depois dos ótimos Black Flag e Syndicate, a Ubisoft teve a excelente ideia de dar uma pausa na série e recolocar as coisas nos eixos. E isso não poderia ter dado tão certo pois com essa pausa, tivemos o excelente Assassin’s Creed Origins e o fenomenal Odyssey.

Ficha Técnica:

  • Desenvolvido por: Ubisoft Quebec.
  • Publicado por: Ubisoft.
  • Série: Assassin’s Creed.
  • Lançamento: 05 de outubro de 2018.
  • Gênero: RPG de ação.
  • Classificação indicativa: 18 anos.
  • Modos: 1 Jogador.
  • Disponível para: PlayStation 4, Xbox One e Microsoft Windows.

Grécia nunca foi tão bonita

Sem sombra de dúvidas, Odyssey é o game mais bonito da série até o momento. Várias localidades da Grécia são fielmente recriadas aqui e estão lindas! Como é legal ver os templos dos deuses do panteão, casas, vestimentas, barcos… enfim, tudo da Grécia antiga está aqui e super bonito. As expressões faciais, principalmente dos protagonistas e de certos aliados e inimigos são espetaculares.

Por falar em protagonistas, pela primeira vez na série é possível escolher entre um dos dois personagens disponíveis. Um é o rapaz Alexios ou a sua irmã Kassandra. Na real? Não muda praticamente em nada de um para com o outro, sendo força, agilidade, destreza e até mesmo as missões praticamente iguais, mudando apenas o visual deles e as vozes. A propósito a dublagem em PT-BR ficou excelente.

Agora temos certas conversas no melhor estilo Mass Effect, em que podemos dar respostas que mudarão completamente o rumo da história. E isso é permanente! Então escolha bem suas respostas pois você poderá salvar uma pessoa com uma ação, mas poderá condenar uma aldeia inteira por causa disso.

Imagem relacionada

Ampla exploração

Uma das maiores inovações de Odyssey são os dois modos que o jogo apresenta logo de início. Modo exploração e modo guiado. No primeiro, temos que ser realmente um sobrevivente, um caçador e um explorador. Não temos indicações nenhuma no mapa para aonde devemos ir, o que fazer ou quem matar. Temos que conversar com cada NPC do game e captar algumas informações que podem indicar aonde devemos ir. Já no modo guiado, temos todos os objetivos, caça, tesouros e missões secundárias mostrados no mapa, assim como sempre foi na série. Isso é tão bom para os novatos, quanto para os mais veteranos que desejam um pouco mais de desafio.

O mapa geral de Odyssey está muito maior do que o game anterior, Origins e pelo menos 3 vezes maior do que o visto em Syndicate. Pode ter certeza que terá muito o que fazer em mais de 30 horas de gameplay.

Controles refinados

A jogabilidade foi aprimorada em comparação ao game anterior, dando maior liberdade para o jogador ao utilizar os comandos em meio as lutas. Os combates se parecem um pouco com os comandos da série Dark Souls, mas com um refinamento e personalidade próprias que só a Ubisoft poderia criar. Isso é uma evolução nos comandos e foi muito bem aceita.

Asssassin's Creed Odyssey | Conheça as mudanças do combate naval ...

Grinding ao infinito!

As batalhas navais voltaram e estão bem melhores do que vimos em Black Flag, que já eram ótimas! É possível entrar em batalhas navais contra outros barcos, pilhar ou simplesmente afundá-los. Podemos melhorar não só a nossa embarcação, mas também toda a tripulação, e com isso, poderemos vê-los cantando, dançando ou simplesmente trocando ordens entre eles em plena viagem marítima.

O problema aqui é que temos de fazer um grinding absurdo para conseguir juntar recursos e dinheiro para melhorar nosso navio, nossos tripulantes e até mesmo nossos personagens. Voltar novamente em certas missões para ganhar dinheiro e recursos será algo obrigatório para que possamos avançar no enredo do game. Isso se torna chato, cansativo e por vezes frustrante. Podemos ir até a loja virtual e comprar Boost’s de Experiência para ajudar no “In game”, mas pagar para ganhar não é legal e só torna a situação pior do que já é.

Ponderações Finais

Assassin’s Creed Odyssey é sem sombra de dúvidas o melhor game da série, com gráficos lindos, jogabilidade excelente, dublagem muito boa e um dos enredos mais legais. Possibilita dar respostas que podem mudar o rumo do enredo, salvar ou condenar pessoas e até levar uma aldeia toda para uma epidemia.

Excelente batalhas navais, personagens carismáticos e a possibilidade de customizar armas e armadura, Odyssey só peca mesmo no grinding. Lutar em repetidas missões para que possamos ter as melhores armas, armaduras e barcos para avançarmos no enredo pode acabar tornando o jogo massante para aqueles jogadores mais predispostos a novidades.

Atualmente o game sempre está passando por excelentes promoções, vale muito à pena pegá-lo e se deleitar!

Review com grande colaboração de Ricardo Dias.

Ígara Ferreira
Gamer desde sempre e Caçadora de Troféus faz uns bons anos, conhecida como laddyvalentine no Playstation e “a Monstra” no Youtube.