A Plague Tale: Innocence é um jogo de ação e aventura, com suspense e modo furtivo desenvolvido pela Asobo Studio e publicado pela Focus Home Interactive. Lançado para PC, PlayStation 4 e Xbox One em 2019. E por ter conquistado críticas positivas e responsável pelo aumento da receita da produtora, já existe rumores que uma sequência está sendo produzida e deve chegar em 2022.

A Plague Tale: Innocence
Ficha Técnica
Desenvolvido por: Asobo Studio
Publicado por: Focus Home Interactive
Gênero:: Ação e Aventura
Série: A Plague Tale: Innocence
Lançamento: 14 de maio de 2019
Classificação indicativa: 18 anos
Modos: Um jogador
Disponível para: PC, Playstation 4 e Xbox One

 

A História


O game se passa no século XIV na França, no período da Guerra dos Cem Anos e da Peste Negra. Passamos a conhecer uma garota chamada Amicia, uma jovem forte e treinada por seu pai na arte da caça e no manuseio de uma atiradeira (uma arma para lançar pedras) e o seu irmão Hugo, um garoto que possui uma doença desconhecida e que é mantido isolado em seu quarto aos cuidados de sua mãe. Os dois precisam fugir da casa em que vivem, no Reino de Rune, pois começam a ser perseguidos pela Inquisição. A fuga os obrigada a atravessar por vilarejos e cidades devastadas pela peste e se depararem com gigantescas hordas de ratos devoradores de homens. É nesse meio tempo que fortaleceram o carinho e vínculo entre eles.

A Plague Tale: Innocence

 

O Jogo


Nessa jornada controlamos Amicia e por boa parte do game ela precisa cuidar do seu irmão Hugo e algumas vezes, literalmente carregá-lo. No início isso gera uma certa dificuldade, porém, é interessante como a fórmula muda rapidamente antes que se torne cansativa. Quando menos se espera, surgem capítulos em que controlamos a jovem sem nenhuma interferência. É justamente na parte em que Amicia precisa entrar em uma cidade sozinha e ir até uma universidade, que você se depara no melhor momento do gameplay. Existe um capítulo também que iremos controlar apenas Hugo e chega a ser engraçado por movimentarmos o miúdo em locais que ninguém imaginaria. No entanto, os nossos protagonistas não conseguem realizar tudo sozinhos e outros personagens aparecem e ajudam durante os desafios.

Existe uma atmosfera de tensão e certo medo que é gerada ao longo do jogo. Você será perseguido, sem misericórdia, por aldeões enfurecidos, soldados, pela Inquisição e principalmente por milhares de ratos que, em certas ocasiões, simplesmente “explodem” de onde você menos espera. Como se não fosse o bastante, será forçado a atravessar locais tenebrosos e nojentos.

Apesar de alguns bugs, problemas em alguns comados simples do controle e pouco desafiador, o jogo cativa pelo enredo, personagens, bela fotografia e acima de tudo por ser divertido.

A Plague Tale: Innocence - Jogo

 

Pontos Positivos


  • Possui uma narrativa com um bom ritmo e uma histórica rica que conta parte da crueldade e inclemência vividas na época;
  • Os personagens são bem construídos e cativantes e as cenas de diálogos permitem uma interessante imersão na trama;
  • É um jogo linear, mas isso não prejudica a experiência;
  • É um jogo curto e não se torna maçante ou enjoativo;
  • É dividido em capítulos (que podem ser acessados novamente);
  • A dublagem é muito bem feita e é possível perceber a emoção de cada personagem;
  • É bem ambientada, com bons gráficos e uma fotografia linda;
  • Possui um sistema de criação itens e aperfeiçoamento da arma bem simples e fácil de se trabalhar;
  • Alguns puzzles são divertidos de se fazer.

A Plague Tale: Innocence - Pontos Positivos

 

Pontos Negativos


  • Existem alguns bugs no jogo;
  • Possui uma jogabilidade com pouca variedade e peca em simples execuções quando se tenta fazer o personagem correr ou passar por uma porta claramente aberta;
  • Possui um nível de dificuldade razoável, onde os desafios te obrigam a passar de forma furtiva por soldados, criar caminhos próximos a luz das chamas para não virar comida de ratos e resolver alguns puzzles. Somente no último chefão que realmente fica a mercê da sorte e não conta com nenhum instrução ou suporte.

 

 

Vale a Pena?


A Plague Tale: Innocence foi uma grata surpresa e aqueles que jogarem terão uma oportunidade ímpar, pois certamente ele está entre os melhores jogos de 2019. Possui uma história envolvente, com personagens bem construídos e que mantém o interesse do jogador até o final.  Portanto, se você curte um jogo de terceira pessoa do gênero ação e aventura, com suspense e elementos de stealth tenho certeza que não irá se arrepender se experimentar esse game.