APOSTANDO EM UM HEAVY METAL COM INFLUÊNCIAS CLÁSSICAS E MODERNAS, CARMINIUM ESTREIA COM O EP SPECULORUM

EP Speculorum Carminium
Ficha Técnica
Artista: Carminium
Álbum: Speculorum
Faixas: 05
Formação: Caudo Feitosa (vocal/teclado), Lucas Duarte (guitarra), Matheus Campos (baixo) e Thiago Barra (bateria)
Gravadora: Independente
Ano: 2021

INTRODUÇÃO

No dia 01 de junho de 2021, a banda de Heavy Metal Carminium lançou o EP Speculorum. Formada por jovens da cena Rock/Metal carioca, a banda divulgou o lançamento do seu EP nas redes sociais.

SOBRE A BANDA

Composta por Caudo Feitosa (vocal/teclado), Lucas Duarte (guitarra), Matheus Campos (baixo) e Thiago Barra (bateria – substituído atualmente por Caio Ferreira), a Carminium é uma banda de Heavy Metal formada em 2017 por quatro moradores do subúrbio do Rio de Janeiro, influenciada principalmente pelo Deep Purple, Ozzy e Alice In Chains. A banda faz um som que remete ao clássico, mas com a sua originalidade, e com letras inspiradas à partir das impressões sobre a interação do ser humano com o mundo ao seu redor.

A Carminium é intensa como a cor que a representa e ela se mostra à partir de extremos. Afinal, o humano age assim e o rock é dessa forma. Os quatro querem te olhar internamente e tocar naquilo que você faz instintivamente. O que a sociedade te intimou a fazer mecanicamente. 

Carminium EP Speculorum

A banda é a observadora desse ciclo vicioso formado pelas nossas mentes limitadas. Olhando de baixo pra cima, do subúrbio à elite, da barriga à cabeça, do instintivo ao racional. Carminium é isso.

SIGA A CARMINIUM NAS REDES SOCIAIS:

INSTAGRAM

FACEBOOK

BLIND MACHINE

Com riff tradicional e linhas de baixo pulsantes, “Blind Machine” inicia o EP em clima que remete ao Heavy Metal setentista. O solo de baixo que inicia a segunda metade da canção traz um clima soturno que eleva o sarcasmo da primeira parte da canção.

TRAIN OF SOULS

Dessa vez, a banda explora as suas influências grunge e entrega uma canção com um riff cadenciado e vocais que alternam psicodelia e feeling. Aqui, ficam muito claras as influências de Alice In Chains em toda a construção instrumental, enquanto os vocais homenageiam Chris Cornell, outra lenda do grunge, de forma muito tocante. Sem dúvidas, a canção mais emocionante do EP.

LADY COLDNESS

Agora, as influências modernas da banda ficam mais claras. “Lady Coldness” tem uma estrutura bastante variada, que perpassa pelo Heavy Metal clássico, pelo Thrash Metal e trechos mais dissonantes e arranjos pouco usuais que remetem ao Prog Metal desenvolvido nos anos 2010. Mais do que nunca, a guitarra se solta em solos impressionantes, enquanto o baixo e a bateria formam uma cozinha poderosa. https://www.youtube.com/watch?time_continue=28&v=4ly920JXUl8&feature=emb_title

SOCIAL PHOBIA

Com introdução sombria e soturna, vocais sussurantes e atmosfera gótica, “Social Phobia” logo cresce, a canção demonstra um lado mais contido da banda. Não apenas, os solos de teclado ao melhor estilo Deep Purple são uma adição muito bem vinda que serve como introdução para uma épica sessão instrumental.

TAXI DRIVER

Por fim, a carrancuda “Taxi Driver” chega com belas linhas de baixo. Entretanto, logo o ritmo passa a alternar entre passagens calmas e sussurrantes e momentos em que a porradaria toma conta. O destaque fica para a bateria, que se beneficia da estrutura da canção para construir um clima de tensão constante. Novamente, a psicodelia toma canta da segunda metade da canção, enquanto o baixo comanda as ações.

CONCLUSÃO

Portanto, a jovem banda Carminium entrega, logo em sua estreia, um EP com um nível de composição impressionante, além de produção e mixagem de altíssimo nível. Nesse ponto, todos os instrumentos, bem como, o vocal, possuem seu devido destaque. Além disso, a banda, apesar da curta carreira, demonstra grande maturidade ao dar espaço para que cada instrumento brilhe, seja através de solos, mudanças de andamento ou calmas passagens ambientais. Enfim, definir a Carminium como uma banda de Heavy Metal parece inadequado, tendo em vista que, no EP Speculorum a banda não se apega à estrutura e aos clichês das versões clássicas do gênero. Certamente, a banda age muito bem ao experimentar elementos do Hard/Rock e Heavy Metal setentista, ao Grunge dos anos 90 e elementos progressivos e atmosféricos que vem sendo tendência na música pesada da última década. Ao que tudo indica, a Carminium apresenta uma gama de influências tão variada que proporciona uma identidade quase anacrônica a sua sonoridade, transformando-a em uma bela amostra das possibilidades infinitas que a música atual possui.