Olá! Eu sou Alex Luthor e trago mais uma resenha para vocês, mais um clássico sessão da tarde. Ah, os anos 80… uma década que nos trouxe inesquecíveis Filmes, em vários gêneros, seja de Terror, comédia, ação, aventura ou ficção. E hoje eu venho falar sobre um filme do finalzinho dessa década tão preciosa para o cinema que também é um clássico da nossa querida Sessão da Tarde.

Te Pego Lá Fora é um filme de 1987 dirigido por Phil Joanou e distribuído pela Universal Pictures. O roteiro foi escrito por Richard Christian Matheson e Thomas E. Szollosi. Apesar de ter recebido críticas mistas e não ter tido uma boa bilheteria, seu lançamento doméstico foi um sucesso, o que ajudou o filme a ter, nos dias atuais, o status de clássico cult. Uma curiosidade sobre este filme é que ele tem como produtor executivo nada menos que Steven Spielberg, mas ele pediu que seu nome não fosse incluído nos créditos finais.

Jerry Mitchell é um típico nerd (que vemos em todos os filmes americanos sobre colegiais), tranquilo e simpático, querido pelos professores e ignorado pelo resto da escola, ele trabalha na papelaria do colégio e é designado por seus professores para entrevistar Buddy Revell, um colega recém-chegado, para o jornal do colégio Weaver. Acontece que o cara é um tem fama de psicopata e para seu azar, não suporta ser tocado. É exatamente isto que Jerry faz, assim Buddy o desafia para uma briga no estacionamento às 3 da tarde.

As situações que vão acontecer com Jerry a partir daí são as mais engraçadas possíveis, a situação do coitado nas horas seguintes pode ser resumido em uma única frase: “preciso arranjar uma maneira de sair dessa”. O pobre nerd então faz de tudo para que não exista a tal “execução” na hora da saída, não vou falar aqui porque se trata de Spoilers (apesar de que eu não conheço nenhum ser vivo neste país com mais de 25 anos que não tenha visto este filme pelo menos 3 vezes), mas posso afirmar que te tudo o que ele tenta só consegue piorar a sua situação, utilizando-se de meios até politicamente incorretos pra sair dessa roubada. Mas é claro que nada dá certo, parece que em cada canto que ele tenta se esconder, Budy está lá para atormentá-lo.

O filme sabe ser ágil, acumulando cenas engraçadas e divertidas em sua curta duração e chegando logo ao que interessa. O filme se passa praticamente todo dentro da escola, mas consegue equilibrar suas situações e em nenhum momento o filme passa a sensação de tédio.
A trilha sonora é boa, nada muito marcante, mas funciona de forma muito satisfatória, contribuindo bem para a narrativa.

A dublagem do filme é ótima e com certeza merece um destaque a parte.
Quanto as atuações, são boas e não deixam a desejar, cumpre o papel de forma satisfatória.

Considerações finais: Por fim, Te Pego lá Fora é um filme que você deve assistir, é um clássico, passa na regra dos 15 anos e com certeza vale a pena ver de novo.