O retorno da Stranger Things com a temporada 3, vem com grandes expectativas, mas e os fãs? ficarão satisfeitos ou desapontados? Vamos à resenha.

Ficha Técnica

Título: Stranger Things (Season 3 (Original)
Ano produção: 2019
Dirigido por: Matt Duffer Ross Duffer Shawn Levy Uta Briesewitz
Estreia: 4 de Julho de 2019 ( Brasil )
Duração: 443 minutos
Classificação: 16 – Não recomendado para menores de 16 anos
Gênero: Drama Fantasia Terror
País de Origem: Estados Unidos da América

Sinopse

É 1985 em Hawkins, Indiana. O verão está mais quente do que nunca, e um novo shopping foi inaugurado na cidade. O grupo de protagonistas estão a beira da adolescência, e pequenos romances complicam sua dinâmica. Eles precisarão aprender a crescer sem crescer realmente. Enquanto isso, um novo perigo surge. Com a cidade ameaçada novamente, Eleven e seus amigos percebem que o mal nunca acaba, apenas evolui. Agora, todos precisarão ser mais unidos do que nunca para sobreviver, e se lembrar que a amizade sempre será mais forte do que o medo.

A temporada se passa em 1985, mais especificamente na semana do 4 de julho da estreia dos clássicos “De Volta Para o Futuro”, de Robert Zemeckis e “Dia dos Mortos”, de George A. Romero, e a vida em Hawkins mudou bastante desde a segunda temporada. Agora que a ameaça dos Demodogs foi superada e o “Upside Down” não é mais uma ameaça iminente, o motivo de conversa na cidade é o novo Shopping Center, o Starcourt Mall, o centro de gravidade da ação nessa temporada.

Stranger Things 3 é um sucesso, possivelmente a melhor temporada da série até agora. A escala que o show atingiu é impressionante e o final intenso, hilário e de partir o coração e o suficiente para manter qualquer um na ponta dos pés na espera da quarta temporada.

Os efeitos visuais dessa temporada estão especialmente chamativos. Obviamente, após o sucesso das temporadas anteriores houve um aumento do valor de produção e os diretores da série foram capazes de aproveitá-lo muito bem, seja nas cenas mais pacíficas, onde a iluminação e os cenários nos levam diretamente para a cidade de Hawkins, mas também nas cenas de ação, onde os efeitos tornam a ameaça muito mais real. Vale a pena também destacar o excelente uso da boa trilha sonora, sempre um ponto positivo a parte.

O terror nessa nova temporada está diferente da última temporada, parece mais sangrento e bizarro, mas nada muito agressivo. Na minha opinião o monstro é o mais ameaçador de toda a série.

As interpretações estão muito boas, Millie Bobby Brown traz mais uma boa atuação nessa série, com uma performance madura, de certa forma já esperada da estrela das duas temporadas anteriores. Mas além disso, essa temporada traz mais surpresas agradáveis. O papel de Dacre Montgomery como Billy é brilhante, trazendo medo e simpatia a um personagem que na temporada anterior era bem uni-dimensional. As interações da dupla Dustin e Steve estão hilárias, dando ainda mais dimensão a essa improvável amizade, e a adição da novata Robin (Maya Hawke) como a contraparte irônica de Steven e a elevação do papel da irmã mais nova de Lucas, Erica (Priah Ferguson) de personagem secundária a lenda complementam perfeitamente o grupo, trazendo um sub-enredo cativante e que tem feito muitos fãs pedirem por um spin-off. David Harbour também merece destaque, trazendo sua melhor atuação na série.

Com toda a certeza vale a pena assistir a 3° temporada de Stranger Things, e claro esperar pela 4° temporada, já estou contando os minutos.