Você já pensou nos padrões e esteriótipos criados pela sociedade quando falamos de super heróis? Venha ver a resenha sobre a série The Boys da Amazon e descubra o que acontece com um grupo de heróis é gerenciado pela empresa Vought…

 

Ficha Técnica:

Gênero: Super-heróis, Ação e Drama
Ano: 2019
País: Estados Unidos
Distribuição: Amazon Prime
Direção: Jennifer Phang, Matt Shakman e Philip Sgriccia
Temporada: 01
Duração: 08 episódios

  • Sinopse: Quando a fama sobe à cabeça, alguns super-heróis passam a se corromper e usar seu status para se promoverem ainda mais, o que pode colocar em risco a própria população. Pensando nisso, uma equipe da CIA foi preparada para cuidar desse caso. Conhecidos como “The Boys”, esses agentes têm a missão de vigiar o trabalho dessas personalidades, assim como controlar o surgimento de novos heróis.

Resenha:

Baseada na saga da HQ “The Boys” e produzida por Seth Rogen e Evan Goldberg , chega com sua primeira temporada na Amazon repleta de violência e referências explícitas ao cenário das obras de super-heróis que inundam o cinema e a televisão atualmente.

A série quebra os conceitos que temos sobre os heróis e nos faz refletir sobre as vidas dos personagens. Na história é revelado que alguns heróis são nada mais do que um ser humano com um eficiente trabalho de marketing para as pessoas acreditarem na supervalorização dos heróis, que eles apenas fazem o bem e se sentirem seguras com a presença dos mitos criados através de muita publicidade. Com toda a publicidade em cima dos seres superpoderosos ergue-se um mercado gigante. Vemos também como eles são imperfeitos e erram em suas escolhas, além de enfrentarem diversos dilemas pessoais e profissionais.

Uma das mais claras referências dos personagens da empresa “Os sete” é como eles são parecidos com A Liga da Justiça e os Vingadores.

As atividades heroicas são diretamente analisadas de acordo com seu apelo à públicos demográficos específicos, com a Vought Internacional aplicando estratégias de marketing e política para reger seu império empresarial. E os heróis da série são pessoas corruptas, que vivem apenas pela aparência e do dinheiro que os direitos de adaptação para o cinema rende, além de egocêntricos, egoístas, e aproveitadores em diversos momentos, além do fato que salvar as pessoas se tornou um pequeno detalhe do seu cotidiano.

Tudo começa quando acontece a companheira de um homem é morta acidentalmente durante um dos trabalhos da Vought, e ele começa a questionar o sistema, e então a história é desenrolada com muita ação, violência e detalhes que remetem bem a HQ.

A segunda temporada já está garantida para retornar com muito mais história desses “heróis”!

As informações e opiniões expostas são de inteira responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião oficial do Teoria Geek.

Inscreva-se no canal do Teoria Geek no Youtube e nos acompanhe também nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram.

Trailer:

//www.youtube.com/watch?v=tcrNsIaQkb4