Julie and the Phantoms é bastante promissora e deve conquistar boa parte do público infanto-juvenil.

Julie e os Fantasmas vira Julie and the Phantoms no trailer do remake americano
Ficha Técnica
País: Estados Unidos
Gênero: Musical, Comédia dramática
Temporadas: 1 Temporada
Direção: Kenny Ortega
Duração: 30 Minutos
Ano: 2020
Sinopse: Julie (Madison Reyes) é uma adolescente que perdeu sua paixão pela música após o falecimento de sua mãe. Quando os fantasmas de três músicos – que formavam a banda The Phantom e que morreram há 25 anos – aparecem para a jovem, ela sente renascer seu amor por cantar e compor.

 

Se você for um telespectador assíduo, já deve ter visto algo sobre essa série por volta dos anos 2011 e 2012. Através da Band e da Nickelodeon alguns devem ter conhecido o conteúdo original através de “Julie e os Fantasmas”. A versão americana da Netflix lançada no último dia 10 (quinta-feira), nos trás uma nova adaptação, mas sem perder suas raízes.

Julie and the Phantoms

Atualmente a história começa a pegar fogo, quando Julie ao remexer no estúdio de sua mãe encontra um CD de uma banda dos anos 90, o Sunset Curve. Essa banda que bateu as botas de um jeito bastante trágico e cômico, reaparece então em forma de fantasmas quando sua música é posta para tocar. Na série original brasileira, o CD era na verdade é um disco de vinil.

Direção de peso

Julie and the Phantoms possui uma “vibe” muito atraente que quase nos põe pra dançar, afinal se trata de uma série musical produzida pelo diretor Kenny Ortega (o homem por trás de High School Musical de 2006). Porém a ideia dessa nova versão, não partiu dele e sim do produtor executivo George Salinas.

Julie and the Phantoms

A história se passa em Los Angeles, e acontece nos dias atuais. A ambientação da série é sempre bem colorida e os figurinos são excelentes. Principalmente os utilizados pela própria Julie, que revira as roupas de sua falecida mãe nos trazendo algumas composições bastante interessantes.

A escalação dos papéis

Uma das coisas mais legais a respeito da série, é a escalação de Madison Reyes como Julie. Na busca pelos atores que fariam os papéis principais, foram enviadas mais de mil cartas para várias escolas com programas de artes dos Estados Unidos e Canadá. Madison tinha apenas 14 anos na época, e se sobressaiu por conta de sua originalidade e obviamente, sua voz que é o que dá vida não só aos fantasmas, mas a própria série.

Os Phantoms são invisíveis para todos os corpóreos, contudo Julie quando canta junto com eles faz com que sejam visíveis enquanto o show durar. E caros leitores, se você gosta de um Rock bem animado, vai sempre se deleitar com o talento de Julie e todos os meninos.

Indicada para toda a família

Em Julie and the Phantoms, não temos apenas problemas com a escola, dramas familiares, música e “crushs”. O que torna tudo mais atraente, é a parte tocante da série. Algo que nos faz lembrar do filme “Gasparzinho, o Fantasminha Camarada“, onde por trás de todos os desafios e relações do fantasma com os humanos, existia toda uma história refinada de lições morais, como o altruísmo.

Enfim, se você curte um drama adolescente, acompanhado de boa música. Essa série tem tudo pra te agradar. Só dar uma pesquisada na Netflix, curtir os 9 episódios e torcer pra uma segunda temporada acontecer.