O live action de Mulan finalmente foi liberado. E assim, o número de pessoas que correu para ver o filme foi bem alto. O longa tenta trazer uma abordagem diferente do desenho e de fato consegue, porém peca em tentar mudar e não inovar junto, e esse é um dos maiores defeitos da adaptação.

Mulan pôster

Ficha Técnica
Origem:Estados UnidosCapa filme Mulan
Gênero:Fantasia, aventura
Direção:Niki Caro
Distribuidora:Disney
Duração:115 min
Exibição:2020
Sinopse:A adaptação da Disney de seu clássico Mulan mostra uma nova versão da heroína. Para “ajudar” o pai, a jovem Mulan se disfarça de homem e toma seu lugar como guerreiro, assim ela tenta salvar a China das garras de um não tão novo inimigo

Diferenças

Como toda e qualquer adaptação era óbvio que esse filme teria suas diferenças da animação que veio antes. Assim, Mushu não está presente e isso se deve a representação que ele tinha no desenho. A avó da garota e seu “grilo da sorte”, assim como o cachorrinho da principal e também seus ancestrais em espírito não aparecem e não são nem citados. E isso acaba sendo uma diferenciação muito grande da animação de 1998. E causa uma perda de identidade que não é encontrada de outra forma.

É entendível tirar Mushu e substituí-lo pela fênix. Porém sua substituta é apresentada, mas muito mal explorada, aparecendo pouco e ficando de lado na maior parte do filme, como uma mera figurante, sem ter um peso ou importância maior. Não era necessário que ela fosse um animal falante, mas poderia ao menos ter mais impacto na história.

Mulan e Mushu

A falta dos outros personagens mostra um pouco da perda da essência Disney. Mesmo nos filmes mais sérios da empresa, geralmente, é notável toques de leveza. Mas Mulan ao tirar esses personagens e tomar outras decisões perde a característica “Disney”. Não deixa o filme sério no tom que provavelmente pretendeu. Assim, no que tenta se diferenciar demais de seu antecessor o live action só acaba cometendo erros. Ao mesmo tempo que quer mudar, parece não querer inovar. Busca imensamente se afastar do desenho, tirando personagens e músicas, mas não encontra sua individualidade, sua inovação, seu fator X.

Nessa versão, Mulan tem uma irmã mais nova que é bem diferente dela. Sua mãe cobra e critica a mais velha. Dessa forma, a relação da protagonista com a mãe, ao meu ver, é um problema. Assim, os momentos de crítica da mulher causam uma desaproximação com a filha e novamente o filme acaba pecando ao tentar ser diferente.

A história

O filme começa com o pai de Mulan narrando. Ele, basicamente, sugere que a filha teria um potencial desperdiçado, exatamente por ser mulher. Em sequência, vemos cenas dela criança e a vila onde mora. Esse é um ponto positivo do filme ao mostrar mais o local onde a garota cresceu e viveu. É um pequeno vilarejo, todo mundo conhece todo mundo e ninguém gosta muito de Mulan. Mostrar o local na forma como é mostrado no live action acaba sendo mais real que no desenho e por isso é muito positivo.

Vilarejo em Mulan

Na mesma cena do vilarejo, Mulan corre atrás de uma galinha e sem querer quebra a asa da estátua da fênix de sua família. E isso acaba gerando uma apresentação sobre o ser mágico que é a fênix, porém, não se engane, o ser místico é bem mal explorado como dito no tópico anterior.

Os anos passam e é apresentado o conflito. Assim como no desenho, os Hunos começam a invadir várias localidades da China com o objetivo de dominar o império. Porém, essas invasões no live action, em grande parte, só são alcançadas graças a uma mulher. Uma espécie de bruxa, que têm dons aperfeiçoados assim como Mulan. Mas ela não é reconhecida por esse potencial, é vista como uma simples bruxa e julgada pela sociedade.

Xian Lang

Quando o imperador da China descobre sobre os planos do inimigo, convoca um homem de cada família do império. Mas o pai de Mulan está machucado e só tem duas filhas. Assim, a garota aproveita que todos estão dormindo e saí em busca de sua jornada. Esse momento não é tão tocante como na animação. Nessa mesma cena do desenho, a personagem passa de fato por uma reflexão e transformação acompanhada de uma bela música. Nessa versão, apenas acontece e fim.

Jornada

Ela segue para o local e lá conhecemos os personagens secundários. É praticamente impossível se afeiçoar a algum deles por serem mal desenvolvidos. A aproximação da personagem com eles acaba sendo rasa e forçada. Esse é um dos pontos mais decepcionantes do filme. A maioria das pessoas já sabia da ausência de Mushu e das músicas. Mas algo que move a animação são também os personagens secundários, que em vários momentos acabam ganhando a tela. Porém, não é o que acontece no live action, esses personagens são deixados de lado e não conseguem criar afeição com o público.

Parceiros

O filme segue e ao final temos uma tentativa de proximidade de Mulan com a feiticeira Xian Lang. Porém, assim como as outras relações presentes no longa, essa proximidade acaba sendo rasa também. Dessa forma, é uma tentativa de sororidade e amadurecimento de ambas que acaba ficando só na superfície.

Conclusão

Mulan é composto por várias paisagens extremamente belas. Da mesma forma os efeitos e as cenas são muito agradáveis aos olhos. Porém, o longa cheio de potencial se tornou um simples filme de guerra com pouco desenvolvimento dos personagens.

Personagens

Enfim, admito que teria gostado bem mais se não fosse um filme Disney, é difícil assistir uma produção do estúdio que perdeu sua magia. Além disso, como já dito, o filme quer de toda forma se diferenciar de seu original, mas não busca uma inovação realmente boa para isso. Não era necessário fazer um filme cena a cena como é Alladin e A Bela e a Fera, que também possuem características e momentos próprios. Mas poderiam ter diferenciado de maneira correta, Malevóla fez isso muito bem. O longa com Angelina Jolie muda a história e mostra que quer fazer isso, mas também inova e tem em si a magia Disney.

O live action merece sim ser assistido, exatamente porque cada um tem seu próprio gosto. Porém, é bom estar ciente de todos esses fatores. Principalmente, tentar ver com os olhos afastados do mundo Disney, acredito que assim as chances de gostar são maiores. E se você já viu, conta pra gente o que achou aí nos comentários…