RESENHA | Livro: A Noite tem Mil Olhos

A Noite tem Mil Olhos

O Sertãopunk é um movimento que se pauta nos avanços tecnológicos da região Nordeste. Algo baseado no futuro do presente, os autores tratam de questões como o coronelismo incluindo uma certa ficção científica. Para entender isso melhor só lendo os livros , certo? Em “A Noite tem Mil Olhos” o leitor é convidado a entrar nessa aventura que é uma mistura de terror e ficção.

Ficha Técnica

Editora: Corvus
Autor: Alec Silva
Ano de Lançamento: 2020

  • Sinopse: Alguns anos no futuro, o Nordeste iniciou o processo de separação do resto do país. Junto, eclodiu uma guerra nas fronteiras, que moldou para sempre cada região envolvida e trouxe, dos abismos da crendice popular, criaturas antes restritas ao imaginário de pessoas supersticiosas.
    Quando dois amigos, certa noite, discutiam sobre como o Nordeste estava em transformação, em parte abraçando o novo, em parte vivendo um retrocesso, nenhum deles imaginava que o passado, ao acaso, retornaria para se vingar de um deles. Contudo, num bar cada vez mais abandonado pelos viajantes e turistas, derramar sangue inocente pode trazer consequências tenebrosas.
    A noite tem mil olhos” é um conto de sertãopunk fantástico sobre velhas lendas nordestinas que, pouco a pouco, caminham por um mundo em transformação.

Sobre a História

O conto se passa em um futuro distópico, toda a história do mesmo é ambientada em um bar. Em uma época onde o Nordeste se separou do resto País, e agora é independente. O dono do bar e um caminhoneiro discutem sobre o fato das coisas não serem mais como antes, de como o local agora estava parado, e sobre lendas de criaturas que ninguém poderia imaginar.

“Esqueça o que viu nos filmes! Um lobisomem brasleiro é muito mais interessante”

As coisas parecem normais e quietas, algumas pessoas estão conversando, uma garota está lendo um livro e alguns clientes estão falando sobre viagens.

Porém, em um período onde a guerra está instalada, tudo pode acontecer. Depois do Nordeste se tornar independente muita gente ainda tenta fazer com que ele se junte ao resto do Brasil, e outros querem se vingar pelo o que aconteceu. Um casal então decide derramar sangue em busca de vingança, mas as coisas não saem como eles planejaram.

Algumas criaturas podem não lidar muito bem ao ver sangue inocente sendo derramado. E com isso algo muito mais assustador e sagrento pode acontecer.

Sobre a Leitura

A Noite tem Mil Olhos é uma leitura rápida e com gostinho de quero mais. A mesma prende o leitor a cada momento, porém o livro é bem curto e é possível ler em menos de 1 hora. Todos os contos que li dentro do Sertãopunk são cativadores. Uma outra dica de livro nesse mesmo estilo é “Morte Matada“.

Sobre o Autor

Alec Silva é escritor, editor independente, roteirista de quadrinhos, ghostwriter, leitor crítico e, atualmente, trabalha como assistente editorialna Cartola Editora. Um dos responsáveis pelo Movimento Sertãopunk, defende a pluralidade de visões e ideias sobre inúmeros temas.