Primeiramente, imagine estudar em uma escola onde ser atlético ou estudioso não importasse. Esse é o caso da escola em que se passa Kakegurui, onde apostar é tudo o que realmente importa. Seja por prazer, dinheiro ou status, os alunos dessa escola amam jogar. Como parte deles são filhos de empresários e governadores, as habilidades aprendidas com apostas são essenciais para suas vidas.

Antes que você decida que essa é uma ótima ideia, para aqueles que perdem e não tem como pagar as dividas, é dado o apelido de bicho. Ser um bicho significa que os demais alunos podem fazer o que quiser com você sem punições. Obrigados a usar plaquinhas com identificação, as agressões vão de te obrigar a limpar o chão á assédio sexual!

Yumeko Jabami é a mais nova aluna deste colégio. Apesar de parecer gentil e educada, ela é viciada em apostas e está disposta a arriscar tudo para sentir a emoção de um bom jogo. Muito ardilosa, ela não demora muito para perceber que os alunos estão dando um ”jeitinho” para ganhar suas apostas.

Em contraste com a Yumeko, temos Suzui. Ele é um rapaz mediano que se tornou bicho ao perder uma aposta para a melhor aluna de sua sala. Após ser salvo por Yumeko, ele passa a segui-lá para observar suas loucuras e tentar evitar que ela se encrenque.

Mary era a melhor aluna da sala, orgulhosa de suas habilidades, ela facilmente controlava os demais alunos. Logo após a chegada da novata, ela passa por uma derrota humilhante e se torna um bicho. Agora esta disposta a tudo para voltar a seu status original, inclusive, se aliar com sua maior inimiga.

Assim, em seus 12 episódios Kakegurui se concentra em mostrar as mais variadas faces de um jogador. Contendo drama e um certo mistério, podemos acompanhar de perto a velocidade com que se pode ir do primeiro ao ultimo lugar, em apenas uma jogada.

 

~Lari