RESENHA | HQ: Maus – Art Spiegelman

Antes de qualquer coisa e como a capa sugere, Maus, vai muito além da segunda guerra mundial e do Holocausto. É contada a história de Art Spiegelman (Autor da HQ)  juntamente com seu pai, sendo os dois protagonistas. Em poucas palavras, o relacionamento entres os dois e como a guerra afetou toda a família.


Mais uma história de guerra?

A HQ se passa entre 1939 e 1945, todos os humanos são substituídos por animais, sendo os judeus retratados como ratos e os nazistas como gatos. O que faz muito sentido pois retrata como os nazistas literalmente caçavam os judeus, os americanos são cachorros que caçavam os gatos (nazistas),  e os poloneses porcos enquanto o único francês na história era um sapo.

Acredito que essa substituição de humanos por animais ocorreu pois nada do que acontecia na segunda guerra era humano, entanto, nada mais justo do que substituir por animais. Nas mais diversas mídias, os animais são retratados como fofinhos, iti-malia e por aí vai, mas aqui não é esse o caso.


Maus poderia ser uma leitura solicitada nas escolas…

O pai do autor, Vladek Spiegelman, é um judeu sobrevivente do holocausto. A primeira impressão que temos, é que ele é um velho ranzinza, pão duro e apegado a pequenas coisas materiais. Porém com o passar da história vamos entendo o real motivo por ele agir desta maneira.

A história é contada a partir da perspectiva de um sobrevivente. Algo muito diferente do que estamos acostumados a ver nos livros de história por exemplo. Pois é retratado o que a pessoa passou nos campos de concentração e não documentos lidos por historiadores.

A transição merece ser destaca, pois ao mesmo tempo que se passa na guerra, também se passa durante a conversa entre pai e filho. Assim, fica a sensação de que ao ler Maus, estamos aprendendo juntamente com o Art.

~YanAlves


Inscreva-se no canal do Teoria Geek no Youtube e nos acompanhe também nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram.