Inicialmente lançado em 1985 pela Marvel Comics, “Homem Aranha: A saga do Devorador de Pecados” narra o Homem Aranha em uma caçada contra um serial killer denominado, O Devorador de Pecados. Escrito por Peter David e com arte de Rich Buckler e Sal Buscema

aranha_1
Ficha Técnica
Autor: Peter David, Rich Buckler e Sal Buscema
Editora: Marvel (Original) / Panini (Brasil)
Ano de lançamento: 1985 (Original) / 2021 (Panini)
Sinopse: Ele é o Devorador de Pecados, o homem que toma para si todos os pecados do mundo matando todo pecador que vê pela frente – e ele os vê em toda parte! Mas o perigoso lunático mordeu mais do que poderia comer quando tirou a vida de uma grande amiga do Homem-Aranha: a Capitã Jean DeWolff, do Departamento de Polícia de Nova York! Como o enlutado herói aracnídeo vai perseguir um vilão com alvos em todo lugar que ele vai? Junte-se ao Escalador de Paredes numa busca frenética por Nova York que culminará num momento pivotal entre dois dos maiores heróis mascarados da cidade: Homem-Aranha e Demolidor! (Spetacular Spider-Man (1976) 107-110, 134-136)

 

Um Clássico das Hqs do Homem Aranha

Desde a origem criada por Stan Lee e Steve Ditko, o Homem Aranha sempre demonstrou ser uma personagem muito humana e em “A saga do Devorador de Pecados”  também conhecido como “A morte de Jean Dewolff”  isto não é diferente. Na Hq vemos nosso querido escalador de paredes, em uma caçada frenética pelo serial killer conhecido como O Devorador de Pecados e como toda essa situação acaba afetando e impactando a vida de Peter Parker.

Logo nas primeiras páginas somos apresentados a primeira vítima do serial killer, a capitã Jean Dewolff, uma personagem que era de extrema relevância nas histórias do Aranha na época e uma das únicas que defendia o herói. Assim, Jean e o Aranha acabaram desenvolvendo uma relação muito amigável entre os dois. Porém, tudo isso é perdido quando é revelado que Jean Dewolff foi assassinada de uma forma brutal.

aranha_2

Assim, cabe ao Homem Aranha entrar em uma busca frenética pelo assassino de Jean, enquanto corre contra o tempo para impedir mais vítimas do Devorador de Pecados. Trazendo um clima para a Hq muito parecido com os filmes “Seven” e “Zodíaco” (ambos do diretor, David Fincher).

Uma grande trama de investigação, porém muito humana

aranha_3

Desde já Peter David demonstra mais uma vez ser um grande roteirista, conhecido por sua incrível e saudosa fase no Hulk. Em “A saga do Devorador de Pecados” David traz uma trama extremamente intrigante, trabalhando de forma primorosa o ritmo, o clima, as personagens e as consequências. Criando uma trama muito humana, digna dos grandes clássicos do Aranha.

Entretanto o roteiro brilha ao discutir sobre o sistema judiciário, seu impacto e as consequências disso, utilizando das personagens “Homem Aranha”, “Demolidor” e o “Devorador de Pecados” como pontos centrais dessa discussão.

Juntamente com um ótimo roteiro, temos a arte de Rich Buckler e Sal Buscema. Ambos os artistas possuem artes com traços simples e concisos, porém com uma grande narrativa gráfica lembrando em muitos momentos tanto a arte de Steve Ditko quanto a arte de John Romita ( clássico desenhista do teioso). Mas vale ressaltar que os artistas alternam os desenhos em alguns momentos da Hq, sendo nítido a diferença entre os traços, porém não é algo que comprometa a leitura.

 

Enfim, “Homem Aranha: A Saga do Devorador de Pecados” é uma ótima Hq que traz uma trama intrigante e humana. Onde tanto a arte quanto o roteiro criam um clima único que prendem o leitor do início ao fim em um dos grandes clássicos do Aranha. Assim, sendo um ponto de partida perfeito para novos leitores, amantes de uma boa história ou para leitores que querem apenas relembrar uma boa Hq do cabeça de teia.

Fiquem ligados para mais informações aqui no Teoria Geek!

ONDE COMPRAR
Veja mais resenhas aqui