Um dos personagens que muita gente nunca levou a sério, talvez por não o conhecer bem, ou apenas por não gostar mesmo. Aquaman ganhou um pouco mais de público após ter um filme solo, mas vamos falar um pouco sobre a história do herói, mas especificamente da HQ “A Lenda de Aquaman”, escrita por Keith Giffen e Robert Loren Fleming, e desenhada por Keith Giffen, Curt Swan e Eric Shanower.

O texto a seguir contém spoiler, leia por sua conta e risco.


Enredo…

A história inicia com um bebê sozinho no mar, em uma das narrativas podemos ler a frase “Ele não deveria sobreviver”, e logo mais descobrimos o porquê.

Por ter nascido diferente dos outros atlantes, ele foi deixado sozinho para morrer. Porém, os atlantes não sabiam que a maior diferença entre eles, era que aquela criança conseguia perfeitamente respirar fora do mar, e a radiação solar era algo normal, e foi por isso que ele conseguiu sobreviver e crescer em meio as diversidades do oceano.

A única lembrança que ele tinha de Atlântida, era uma vaga memória do rosto de sua mãe.

Sua maior dificuldade era encontra algo para comer, visto que os peixes obedeciam seus comandos mentais, mas ele não achava certo usar isso contra eles.

Um dia por acidente ele veio a conhecer um homem que morava em um farol, para tentar se aproximar dele o menino começa a deixar peixes perto do local onde o mesmo ia pescar, após algumas desavenças entre eles, e depois de ver o garoto repetindo palavras que ele falava o homem decide o ensinar a ler, escrever e falar. Uma linda amizade nasce ali, e os dois se tornam como pai e filho.

Porém, nem tudo dura para sempre. E depois de alguns anos e já bem velho, o homem ao olhar o seu filho saindo para nadar sente que aquela é a última vez que os dois se viriam.

Ao voltar para casa o jovem encontra seu pai adotivo morto, e lendo uma carta que ele deixou em um diário, o garoto descobre que existem criaturas vigiando a casa, seu pai durante a carta também aconselha a abandonar a ilha, e ainda lhe deixa de presente seu nome: Arthur Curry.

Sozinho ele precisa decidir o que fazer, e após passar muito tempo no Coral da Clemência mesmo local ao qual foi abandonado quando era apenas um bebê – o mesmo encontra um transatlântico e decide o seguir. Assim ele vai parar na superfície, onde vive algumas aventuras.

De volta ao mar ele começa a sua busca por Atlântida, e está disposto a reencontrar sua mãe. Após um tempo de procura o jovem encontra o reino que procurava, porém não é recebido muito bem, na verdade ele é preso assim que chega ao local e levado ao aquário.

Em um dia que estava no pátio da prisão ele consegue ver sua mãe passeando no lado feminino, porém não tem como falar com ela, pois não conhece o dialeto local, com sorte o jovem está preso com Vulko um ex-professor que começa a lhe ensinar tudo o que ele precisa aprender.

Nos anos de prisão os seus “colegas” tiram sarro do jovem o apelidando de  “Aquaman”, o que seria algo como homem do aquário.

Algum tempo se passa, e ao observar o lado feminino da prisão Arthur não encontra mais sua mãe, e percebe que as demais prisioneiras estão de luto. Ao entender que sua mãe tinha morrido ele começa a bater em todos os guardas do local, e Vulko o aconselha a fugir.

Ele volta para o alto mar e começa a melhorar seus poderes, com isso enfrentando homens que poluíam os mares.

Devido a seus poderes e feitos ele ingressa para a Liga da Justiça.


O Final…

Decidido a salvar seu povo da prisão ele retorna a Atlântida, porém agora o que encontra no lugar do aquário é um museu contanto a história da Grande Revolução liderada por Vulko, que levou a libertação dos prisioneiros. Ao saber disso ele vai a procura de seu antigo professor, Vulko então conta os detalhes sobre o que aconteceu e o leva para conhecer o novo rei. Ao passar por um quadro no palácio Aquaman reconhece sua mãe, e descobre que ela era a rainha.

O atual rei que é seu primo, convida Aquaman a reivindicar o trono a pedido do povo. Arthur nega o pedido, mas após saber que sua mãe não sabia que ele havia sido abandonado, pois falaram para ela que ele tinha morrido de forma natural, ele decide aceitar em nome dela.


Epílogo

Aquaman continua na Liga da Justiça, e após um tempo se casa com Mera e tem um filho com ela, porém, Arthur Curry III é morto antes de completar dois anos de idade e enterrado no Coral da Clemência. Nosso herói então abandona tudo, e Atlântida pode está mais uma vez em perigo.


Algumas considerações…

  • Durante a HQ Aquaman decide se alimentar de plantas, pois apesar de serem seres vivos, não são como os peixes, ao qual ele tem uma conexão telepática.
  • Aquaman mesmo depois de se tornar um herói decide continuar usando o nome que até então era pejorativo, como forma de ironia e despeito de acordo com ele.

Eu particularmente gostei muito da história, não tem nenhuma grande luta do herói com algum super vilão, ou algo assim, mas é uma boa leitura.

~Milena Félix


Inscreva-se no canal do Teoria Geek no Youtube e nos acompanhe também nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram.