Depois dos eventos de Vingadores: Ultimato, Peter Parker está de volta em uma aventura eletrizante, cheia de reviravoltas, surpresas e descobertas, fechando muito bem a fase 3 da MCU , Porém deixando varias perguntas sem respostas, e duas cenas pós créditos de pirar a cabeça, para o bem ou para o mal.

FICHA TÉCNICA

Título original: Spider-Man: Far From Home
Nacionalidade: EUA
Gêneros: Ação, Fantasia
Ano de produção: 2019
Estréia: 4 de julho de 2019 (Brasil)
Duração: 2h 9min
Classificação: 10 anos
Direção: Jon Watts
Roteiro: Chris McKenna, Erik Sommers
Produção: Stan Lee, Kevin Feige, Victoria Alonso, Eric Hauserman Carroll, Louis D’Esposito, Thomas M. Hammel, Amy Pascal
Estúdios: Sony Pictures Releasing, Columbia Pictures Corporation, Marvel Studios, Walt Disney Pictures
Distribuição: Walt Disney Pictures

SINOPSE

Peter Parker está em uma viagem de duas semanas pela Europa, ao lado de seus amigos de colégio, quando é surpreendido pela visita de Nick Fury. Convocado para mais uma missão heroica, ele precisa enfrentar vários vilões que surgem em cidades-símbolo do continente, como Londres, Paris e Veneza, e também a aparição do enigmático Mysterio.


ATENÇÃO! Contém Spoilers de Vingadores Ultimato.

Podemos dizer que Homem-Aranha: Longe de Casa é uma sequencia direta de Vingadores: Ultimato? Em parte, Sim! Em termos de histórias do Homem-Aranha, o filme tem sua própria identidade, e está mais para uma sequencia direta de Homem-Aranha: de Volta ao Lar.

A Marvel Studios teve uma longa série de triunfos ultimamente, tanto em seus filmes principais, da MCU (Marvel Cinematic Universe), produzidos pela Disney, quanto nos filmes Homem Aranha produzidos pela Sony Pictures sob uma licença separada. Isso define o padrão para o Homem-Aranha: Longe de Casa, que é uma boa mistura das duas produtoras.

O próprio presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, confirmou que é o filme final da “Fase Três” da MCU. No caso do Homem Aranha: Longe de Casa é a conclusão do arco que começou com a Guerra Civil em 2016 – passou por Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores: Ultimato.

A morte de Tony Stark está sendo sentida em todo o mundo, enquanto memoriais espontâneos surgem na forma de tudo, desde murais estilizados e santuários urbanos até vídeos “in memoriam” no YouTube, Peter Parker (Tom Holland) foi particularmente atingido pela morte de seu mentor e pela sensação de que ele espera não apenas continuar sem ele, mas viver de acordo com seu legado e até substituí-lo de alguma forma. Embora o filme não enfatize muito a questão, ele está claramente processando um pouco de trauma sobre o que ele passou com os Vingadores. Ele está pronto para dar um tempo na vida de super-heróis e ser um adolescente novamente por um tempo.
Mas ele está voltando para um mundo que foi radicalmente mudado pelo estalo de dedos de Thanos, que foi feito em “Vingadores: Guerra Infinita” e terminou em “Vingadores: Ultimato” com o sacrifício de Tony Stark.

O mundo teve que se adaptar ao reaparecimento abrupto das pessoas que desapareceram e depois de cinco anos voltaram, algumas das pessoas em sua escola têm 5 anos a mais, enquanto outras são exatamente como eram antes de “The Blip” como é agora chamado o sumiço das pessoas. Felizmente para Peter, aparentemente, todos os seus mais próximos e queridos – incluindo sua tia May (Marisa Tomei), seu melhor amigo Ned (Jacob Batalon) e sua paixão MJ (Zendaya) – foram “blipados” assim como ele e estão efetivamente inalterados desde o retorno . Ele tem a chance de continuar de onde parou, especialmente quando sua aula de ciências sai em uma viagem de campo na Europa, onde ele espera poder passar algum tempo com MJ.

Infelizmente para seus planos, há um novo “herói” no mundo: Quentin Beck (Jake Gyllenhaal), um viajante interdimensional cuja Terra alternativa foi destruída por misteriosos elementais furiosos. Essas criaturas estão agora aparecendo na Terra de Peter, e Nick Fury (Samuel L. Jackson) quer que ele ajude Quentin – imediatamente apelidado de Mysterio pelos colegas de classe de Peter – lute contra eles antes que eles destruam tudo. Assim como em De volta ao Lar, onde Peter estava dividido entre uma aproximação de uma vida normal e suas grandes responsabilidades como herói, em Longe de Casa,ele continua querendo que Quentin lide com os problemas para que ele consiga um pouco de tempo com MJ. Mas isso é impraticável por vários motivos, incluindo o fato de que os elementais e sua viagem de classe continuam entrando em choque por razões cada vez mais hilárias.
Qualquer pessoa familiarizada com a galeria de personagens do Homem-Aranha terá uma ideia de onde tudo isso vai dar, mas eles terão mais dificuldade em antecipar a veia do jeito divertido e emocionante que ela representa.

o roteiro de Homem-Aranha: Longe de Casa merece ser enaltecido, reservando muitas surpresas e reviravoltas aos espectadores (neste caso, quanto menos você souber sobre a trama, melhor) — sem falar que as duas cenas pós-créditos são verdadeiramente chocantes e dizem muito sobre o futuro do herói e do MCU! Os roteiristas Chris McKenna e Erik Sommers (que anteriormente se juntaram em Community , Homem Aranha: De volta ao Lar , Homem Formiga e Vespa , e The Lego Batman Movie ) se baseiam diretamente em algumas idéias que eles trouxeram no Homem Aranha: De volta ao Lar , particularmente Tony Stark, enquanto herói para o mundo, ainda é um vilão “flat-out” nos olhos de outras pessoas e justamente isso que provoca o primeiro grande “Plot Twist” do filme.

ATUAÇÕES

No centro do filme está o astro Tom Holland, que já se comprovou como o melhor intérprete do Homem-Aranha nos cinemas (O Tobey Maguire sempre estará em nossos corações) e apresenta aqui sua performance mais completa no papel; não apenas se divertindo nos momentos mais descontraídos da trama mas também revelando uma incrível expressividade de bravura e sofrimento em outros. Seu Peter Parker passa por um gradual processo de amadurecimento, sendo obrigado a deixar as estripulias juvenis para encarar, a contragosto, o desafio de salvar o mundo (já que Thor e Capitã Marvel estão “fora de alcance”). Seu relacionamento com MJ e seus colegas de classe também evolui, com novas emoções e desafios para o garoto.

Jake Gyllenhaal, está bem a vontade no papel, parece que nasceu pra ser o “Mystério”, e sem medo de errar, posso afirmar que ele entrou pra galeria dos grandes vilões de MCU, Os demais atores que já sabemos de seus talentos nos filmes anteriores, desempenharam os papéis de seus personagens dentro do esperado, com destaque para o Jon Favreu que está hilário.

MINHA CONSIDERAÇÕES

Homem Aranha: Longe de Casa, é com certeza um dos melhores filmes do cabeça de teia, porém não sei se por saudosismo, ainda prefiro os dois primeiros filmes do Homem Aranha dirigidos por Sam Raimi estrelados pelo Tobey Maguire, as cenas pós créditos são sensacionais, e a primeira, pode mudar completamente o rumo da história do aracnídeo no cinema foi um”Plot Twist” de tirar o folego, espero que os produtores saibam o que estão fazendo.

 

TRAILER LEGENDADO:

//youtu.be/tghsZJ193rM