Tem Alguém na sua Casa é um filme de “terror” adolescente ridiculamente estúpido que nem as poucas mortes sangrentas salvam o filme.

Ficha Técnica
Título: Tem Alguém na sua Casa
Ano de Produção: 2021
Dirigido Por: Patrick Brice
Estreia: 6 de Outubro de 2021
Duração: 96 minutos
Classificação: Não recomendado para menores de 16 anos
Gênero: Terror
País de Origem: EUA
Sinopse: Um ano após ser mandada pelos pais para morar com a avó em Nebraska, a adolescente Makani Young (Sydney Park) ainda está se adaptando à sua nova vida. Mesmo com um novo grupo de amigos e alguns romances, seu passado ainda é difícil de esquecer. Isso antes dos alunos de sua nova escola começarem a ser assassinados, um por um.

 

Sobre o filme

Tem Alguém na sua Casa começa como um típico filme de terror adolescente, pense em Pânico ou Eu Sei o que Vocês Fizeram no verão passado. O problema que no decorrer do filme, nunca fica melhor. Em absoluto. Embora as mortes, e que se diga, são bem poucas, sejam sangrentas e divertidas, até elas começam a se tornar repetitivas e não ter imaginação à medida que o filme prossegue. Este filme está disponível para assistir na Netflix, mas você não perderá nada se optar por outro filme ou série.

Dito isso, se você está procurando um filme de terror sem sentido que permita desligar seu cérebro por algumas horas, passar o tempo, pode ser que esse filme sirva para você. Começa como uma boa diversão, mas mesmo depois de uma hora e 45 minutos parece muito longo. Tudo o que acontece entre os assassinatos começa a se arrastar depois de apenas cerca de trinta minutos e nunca desencanta. 

Enredo

No filme, um assassino está “aterrorizando” uma escola – mas ele não está apenas matando adolescentes, ah, não. Ele(a) está expondo seus segredos mais profundos e sombrios para todos na cidade. Assim que alguém é assassinado, um texto em massa é enviado revelando o que essa pessoa estava fazendo. Parece que ninguém está seguro na pequena cidade.

Existem alguns grandes momentos exagerados, que são completamente propositais, mas legais, mas são poucos para fazer o filme valer a pena. É muito previsível e mesmo que o enredo tente conduzir o espectador por certos caminhos, é quase impossível ficar no escuro sobre quem é o assassino. Qualquer um que já assistiu a um filme de terror, irá descobrir isso desde o início, pode apostar, está cheio de indícios sobre o assassino.

Vale a pena?

Tudo nesse filme parece muito bobo e artificial, até as mortes que poderiam ser um atrativo a mais se tratando de um filme de terror, conforme a história continua, isso diminui e muito. Infelizmente, o elenco tem pouca ou nenhuma experiência em atuação e isso fica claro para o espectador. A maior parte dos diálogos e do roteiro simplesmente não parece natural, fazendo com que os espectadores sejam completamente retirados do filme. Por causa disso, é quase impossível se conectar com qualquer um deles, muito menos se preocupar com eles e esperar que eles saiam de lá com vida. 

Este filme tenta fazer muito e, ao fazê-lo, não fornece nada que valha a pena assistir. As matanças sangrentas e divertidas são a única coisa que poderia salvar, mas até nisso este filme tem pouco a oferecer, e mesmo tais mortes, não são nada originais. Isso parece algo que vimos repetidas vezes, e não funciona como deveria. Na verdade, é muito pior.

Como falei, se não tiver nada para fazer ou assistir, pode ser um bom e regular passa tempo, nada além disso.

O filme é baseado no romance best-seller de Stephanie Perkins, o livro foi publicado pela editora intrínseca.

Minha nota para esse filme é:


Para mais resenhas, siga-me os bons! AQUI