Boa surpresa no catálogo recente da Netflix, “Fractured” (Fratura) é um suspense bem interessante que trabalha a ideia da paranoia, da bipolaridade e de como traumas do passado podem nos influenciar por uma vida inteira. Nada é o que parece ser.

Ficha Técnica 

Título Original: Fractured – Fratura (Original Netflix)
Duração: 100 minutos
Ano produção: 2019
Estreia: 11 de outubro de 2019
Distribuidora: Netflix
Dirigido por: Brad Anderson
Orçamento: Não divulgado
Classificação: 16 anos
Gênero: Suspense
Países de Origem: EUA

 

Resultado de imagem para Fratura filme 1200

 

  • Sinopse
    Sua mulher e sua filha desaparecem no pronto-socorro. Convencido de que o hospital esconde algo, ele parte numa busca desesperada para encontrá-las.

 

O tipo de história contada aqui não é nova: um homem leva sua filha e sua esposa até um hospital após um acidente ocorrer com ele e com sua filha (queda) durante uma viagem de volta do feriado de Ação de Graças. Após dar entrada no pronto-socorro, sua esposa e filha entram em um elevador para que a menina faça uma tomografia e daí começa o drama: sua família nunca mais é vista e o protagonista, o ator Sam Worthington (de Avatar), fará de tudo para encontrá-las vivas e bem.

Ao ler o parágrafo acima e após ver “Fratura”, as referências mais óbvias e mais recentes são filmes com pessoas desaparecidas como  “Busca Implacável 1, 2 e 3”, “Plano de voo” com Jodie Foster de 2004, “Buscando” de 2018 (Esse muito bom, por sinal) e “A garota no trem” de 2016. Entretanto, há elementos de suspense e  terror psicológico que também me lembraram um pouco filmes como “Paranoia” de 2007 e “Homem duplo” de 2006.

O ponto alto do filme é o drama vivido pelo ator Sam Worthington que faz Ray Monroe: ninguém viu sua família e nem sabe o paradeiro dela, até chegar ao momento em que ele vira o principal suspeito do crime. Desconfiando de tudo e de todos, ele deve provar sua inocência, escapar da polícia e invadir o hospital atrás de sua família. Vale ressaltar que, após ver o filme todo e entender “a grande sacada” da história, o personagem Ray é ex-alcoólatra e perdeu a primeira esposa em uma acidente de carro.  Essas últimas informações são essenciais para entender para onde o filme vai, entretanto várias dicas são dadas durante todo o filme. Quem já é “mais calejado” com esses tipos de história e após as minhas dicas de referência já deve ter sacado qual é o final.

O filme tem suas falhas de continuação e torna-se até um pouco arrastado: poderia ter uns 15 minutos a menos, mas pelo clima tenso tem seu valor por segurar a nossa atenção até o final.

Não irei comentar mais para NÃO dar spoilers sobre o filme. Esse é do tipo que deve ser assistido sem comentar o fim para não estragá-lo. Vale a pena.

Confira o trailer abaixo:

//www.youtube.com/watch?v=bAY3EKllJaE

Inscreva-se no canal do Teoria Geek no Youtube e nos acompanhe também nas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.