Depois de 2 anos de espera, os fãs puderam assistir à continuação das aventuras  de Newt Scamander na sequência de Animais Fantásticos e Onde Habitam.

Para quem foi inserido recentemente a esse mundo mágico, Animais Fantásticos é uma espécie de spin-off da saga principal de Harry Potter, no qual o primeiro filme se passa cerca de 70 anos antes de um dos bruxinhos mais famoso das duas últimas décadas nascer. Nessa nova saga, acompanhamos o jovem Newt, um magizoologista, inserido em uma época onde os bruxos possuem leis restritivas muito rígidas para se esconder dos trouxas (ou não-magis), depois da Primeira Guerra Mundial.

SINOPSE: Newt Scamander (Eddie Redmayne) reencontra os queridos amigos Tina Goldstein (Katherine Waterston), Queenie Goldstein (Alison Sudol) e Jacob Kowalski (Dan Fogler). Ele é recrutado pelo seu antigo professor em Hogwarts, Alvo Dumbledore (Jude Law), para enfrentar o terrível bruxo das trevas Gellert Grindelwald (Johnny Depp), que escapou da custódia da MACUSA (Congresso Mágico dos EUA) e reúne seguidores, dividindo o mundo entre seres de magos sangue puro e seres não-magis.

O filme já começa com uma cena de ação de tirar o fôlego, aproveitando dos artifícios do 3D, deixando quem assiste um pouco sobressaltado. Depois dessa cena intensa, o enredo entra em um estado leve de calmaria e grande tensão, desenvolvendo as consequências dessa primeira cena.

A paleta de cores usada no filme parece combinar perfeitamente com o clima um pouco pesado e a trilha sonora não é tão marcante, mas é bem sucedida para trazer a atmosfera necessária para as cenas (o momento mais notório é quando voltamos à Hogwarts e a música fica bem clara, contribuindo para o momento de nostalgia dos fãs). Por falar em momento de nostalgia, tivemos belas cenas no castelo que usaram e abusaram desse artifício, mas tudo na medida certa. (tivemos também um furo de roteiro, mas que pode muito bem passar despercebido).

Os efeitos visuais são tão bonitos que tornam a história mais real, principalmente as criaturas, que não parecem meio deslocadas e estranhas e rendem bons momentos (sejam os de ação ou os “engraçadinhos”, como os que envolvem os pelúcios com seus focinhos fofinhos).

Não podemos deixar de mencionar o quão boa tem sido a atuação de Eddie Redmayne (Newt), interagindo tão verdadeiramente com as criaturas que fica muito fácil acreditar que elas estão mesmo lá (já imaginaram como deve ser difícil atuar com uma tela verde?). A atuação de Dan Fogler (Jacob) também foi muito convincente, sabendo equilibrar os momentos cômicos com os momentos de drama. Jude Law como o jovem Dumbledore, foi algo bonito de se ver e mesmo Jonny Depp como Grindelwald agradou. Ficou mais fácil odiar e gostar desse novo vilão. O bruxo das trevas foi um dos destaques do filme, tendo um desenvolvimento, mas ainda não o suficiente para conhecermos tão bem quanto nosso Voldemort. Entretanto, pode-se perceber que uma das características que diferem os vilões das duas épocas diferentes é a impulsividade do mais novo, que Grindelwald não parece ter. Ao contrário, este mostrou-se mais estratégico e de certa forma mais calmo. E claro, deu para perceber como gosta de uma “entrada triunfal” e teatral (precisava mesmo cobrir uma cidade com um manto nada chamativo para chamar seus seguidores?).

Como foi confirmado que serão lançados um total de 5 filmes e esse é apenas o segundo, fica muito difícil avaliar como um filme separadamente, com seu desenvolvimento e desfecho próprios, uma vez que Crimes de Grindelwald desenvolve os personagens apresentados no filme anterior e abre ainda mais os mistérios, deixando inúmeras perguntas, as quais serão respondidas somente nos próximos. Mas de um modo geral, é um filme agradável e, na minha humilde opinião de fã, mesmo os erros de roteiro não estragaram a magia.

FICHA TÉCNICA:

Data de lançamento: 15 de novembro de 2018

Duração: 2h 14min

Criador: David Yates

Roteirista: J. K. Rowling

Elenco: Eddie Redmayne, Katherine Waterston, Dan Fogler, Alison Sudol, Jude Law, Johnny Depp, Ezra Miller, Zoe Kravitz

Gêneros: Fantasia, Aventura

Nacionalidades: Reino Unido, EUA

Trilha sonora:

Compositor: James Newton Howard

Equipe Técnica:

Diretor de Fotografia: Philippe Rousselot

Montador: Mark Day

Chefe figurinista: Colleen Atwood

Trailer legendado:

//www.youtube.com/watch?v=YNskLKO_FzE

 

 

SPOILER ALERT

 

Revelação final: uma mentira?

Nos últimos minutos do filme Grindelwald conta para Credence que seu irmão quer destruí-lo e revela seu verdadeiro nome: Aurélio Dumbledore

Sendo assim, os fãs da franquia, mesmo os que já leram todos os livros e “bebem” avidamente todo o conteúdo proporcionado pelo Pottermore, saíram com essa pergunta ininterrupta na cabeça: Quem é Aurélio? Aurélio e Alvo Dumbledore são irmãos? Pode ser um dos mais simples clichês do cinema, mas podemos chegar à conclusão de que o vilão está mentindo. Pesquisando sobre a história da família Dumbledore, pode-se perceber que é impossível um terceiro irmão de Alvo existir. Vamos às datas:

Percival e Kendra Dumbledore tiveram 3 filhos: Alvo (nascido em 1881), Aberforth (nascido em 1883) e Ariana (nascida em 1885). Quando tinha 6 anos, Ariana foi atacada por trouxas que a viram fazendo magia e ficou traumatizada, tornando-se instável e perigosa. Percival se revolta e ataca os trouxas que abusaram de sua filha, sendo levado para Azkaban por volta de 1891 e morre na prisão pouco tempo depois. Kendra se muda com a família para Godric’s Hollow, dedicando todo seu tempo para cuidar da filha e em 1899, Ariana tem uma crise e acaba matando a própria mãe. O jovem Alvo, recém formado em Hogwarts volta para casa e se torna o responsável pela família e por cuidar da irmã. No vilarejo, conhece Grindelwald que morava com a tia (a historiadora Batilda Bagshot), tornando-se amigos. Cerca de 2 meses depois, em um duelo entre Alvo, Aberforth e Gerardo, Ariana morre vítima de um feitiço que não se soube quem teria lançado.

Essa é a história contada no último livro da saga de Harry Potter e nenhum outro material menciona o nome Aurélio. Além do mais, para existir um quarto Dumbledore, esse irmão teria que ter nascido antes do ano de 1891, tendo por volta de 36 anos, sendo que foi revelado que Credence tem cerca de 18 anos. Portanto, há uma grande possibilidade de que o vilão esteja mentindo. Veja bem, Gerardo e Alvo não podem se enfrentar diretamente, ao menos enquanto existir o pacto de sangue que impede que isso aconteça. Então, como Credence é poderoso o suficiente para eliminar Dumbledore do caminho do vilão, seria muito conveniente que exista esse conflito entre os supostos irmãos. Muita coincidência, não é mesmo?

 

~ Furuezinha