RESENHA: Filme | A Hora da Sua Morte

A morte é um assunto que ainda gera incomodo nas pessoas que evitam a todo custo falar sobre ela. Mas verdade seja dita: é a única certeza que temos na nossa vida. Uma hora iremos morrer e tentamos a todo custo não pensar nesse momento. Mas e se você pudesse saber a hora exata da sua morte? Você iria atrás dessa informação?

Ficha técnica
Título Original: Countdown
Duração: 91 minutos
Ano produção2019
Estréia: 27 de fevereiro de 2020
Distribuidora: Diamond Films
Elenco: Elizabeth Lail, Jordan Calloway, Talitha Bateman, Tichina Arnold, P.J. Byrne, Peter Facinelli, Anne Winters
Direção: Justin Dec
Classificação: 14 anos
Gênero: Terror
Países de OrigemEstados Unidos

 

    • Sinopse: Uma jovem enfermeira baixa um aplicativo que promete prever o momento e a data da morte das pessoas. Quando o aplicativo indica que ela tem três dias de vida restantes, ela terá que lutar por sua sobrevivência ao mesmo tempo em que enfrenta uma misteriosa criatura que a assombra.

 

Em 2002 um filme de terror se destacou e deixou muitas pessoas com medo de atender telefone. O longa em questão era “O Chamado”, adaptado do longa japonês Ringu, onde após assistir uma misteriosa fita de vídeo, a pessoa recebia um telefonema onde uma voz avisava que ela tinha apenas “7 dias de vida”. O filme fez sucesso pois a ideia de que o personagem principal tem seus dias de vida contados, gera em quem assiste, um misto de curiosidade e tensão em saber como e quando aquilo irá se concretizar de fato. Dois anos antes outro filme com temática de morte também fez muito sucesso gerando uma franquia de 5 filmes: Premonição, onde a morte também é o cerne da trama. Jovens escapam de um acidente em que todos deveriam morrer e então a “morte” começa ir atrás de cada um deles para colocar as coisas no seu devido lugar. O fato é que mesmo assustando e incomodando, o tema morte quando retratado no cinema gera fascínio e atenção do público. E em tempos que praticamente 2 a cada 3 pessoas possuem um aparelho celular, nada mais previsível que usar o dispositivo como item central de uma trama de filme de terror que envolva a tão polemica e temida morte. E é disso que “A Hora da Sua Morte” trata, filme que chega hoje (27/02) aos cinemas.

Uma jovem enfermeira chamada Quinn Harris (Elizabeth Lail) fica sabendo através de um paciente, da existência de um aplicativo que diz exatamente a hora que o usuário irá morrer. Esse paciente está com uma cirurgia marcada para o fim do dia e o horário coincide com o que o programa do celular mostra (indicando que ele irá morrer no procedimento). Descrente do que ouve ela resolve baixar o tal aplicativo pra testar e confirmar que tudo não passa de uma brincadeira. Após a instalação e aceitar os termos do contrato do app, ela descobre que tem apenas 3 dias de vida. Apesar de levar tudo na brincadeira, Quinn começa a ver coisas estranhas logo após isso e começa a questionar sua sanidade e levar em conta que talvez o tal programa possa estar mesmo dizendo a verdade. Ela parte então, em busca de respostas para o que acontece enquanto cruza com outras pessoas que também tiveram contato com o tal programa.

O filme começa bem e consegue criar uma atmosfera de suspense sobre o fatídico destino das pessoas que baixam o programa e tem sua hora definida em pouco tempo. Porém, ao invés de investir no desenvolvimento dos personagens principais, o roteiro vai criando histórias paralelas que não agregam em nada e só servem para dar “barriga” ao filme. Outro problema é que o filme insiste em querer ser engraçadinho em algumas cenas, que acabam por se destoar da narrativa como um todo e que não conseguem fazer rir. A lógica sobre o programa amaldiçoado também acaba não fazendo sentido algum e mesmo a explicação mostrada no filme não convence e abre margem para diversos questionamentos.

Mas o longa tem seus méritos e algumas cenas de terror são bem construídas, causando angústia, pavor e sustos genuínos (mas os jump scare também estão lá). O diretor estreante Justin Dec sabe fazer uso de ângulos interessantes para gerar algumas tomadas bem compostas e inspiradas. Quem está em busca de levar alguns sustos sem se importar muito com coerência ou uma grande história, irá se divertir durante o filme.

No geral, a soma de um roteiro raso, personagens pouco desenvolvidos, sub-tramas que não levam a lugar algum e muita coisa sem explicação ou lógica, acabam por estragar o que poderia ser um ótimo filme de suspense e terror, entregando apenas uma diversão mediana que entretém apenas durante sua exibição sendo esquecível ao fim da mesma.


P.S: O programa está disponível para download nos dispositivos Android e IOS. Ficou curioso e quer saber quando você irá morrer? Clique aqui (Android) e aqui (IOS).  😉