A Barraca do Beijo 2

RESENHA | Filme: A Barraca do Beijo 2

  A Barraca do Beijo foi lançado em 2018, na Netflix, e esse ano recebemos a sequência. Em A Barraca do Beijo 2 vemos o que se tornou o namoro de Elle (Joey King) e Noah (Jacob Elordi), além da amizade da personagem principal com Lee (Joel Courtney). A trama do filme se desenrola no último ano do colégio, ao mesmo tempo que um namoro a distância acontece e um novo aluno entra na escola.

Cartaz de divulgação

  • Ficha Técnica:

Origem: Estados Unidos
Gênero: Comédia Romântica
Direção: Vince Marcello
Distribuidora:  Netflix
Duração: 2h 12min
Exibição: 2020

  • Sinopse: Nessa sequência de A Barraca do Beijo, vemos Elle lidando com novos acontecimentos e problemas que surgem em sua vida.

A História

  Quem leu os livros, assim como eu, vai ver que esse segundo filme não tem quase nenhuma relação com os escritos. Resumidamente, a sequência do primeiro livro fala sobre as férias dos personagens e isso aparece de forma bem rápida na adaptação. Sendo apenas citada logo no início do filme.

  Nesta sequência temos novamente algumas coisas acontecendo com Elle. Coisas das quais tenho certeza que muitos telespectadores tem o sonho de que algo semelhante aconteça em suas próprias vidas. Ao mesmo tempo, que vemos algumas ações dela que apesar de erradas são super entendíveis.

  Por exemplo, logo no início do namoro a distância ela se “afasta” de Noah com o objetivo dele não achá-la grudenta. Não é algo certo, mas que faz sentido, até porque é o primeiro namoro dela e por isso ela não sabe como agir. Assim, a garota toma essa decisão, mas não demora muito para que ele mostre que não é isso que quer.

Marco e Chloe

Noah, Elle e Marco

  Porém, algumas atitudes dela não são tão justificáveis como essa é. Quando Elle vê um vídeo de Marco (Taylor Zakhar Perez), o aluno novo, malhando na academia a garota não poupa palavras ao descrevê-lo com diversos elogios. É uma cena cômica, porém, se for vista de outra maneira vemos que não é uma cena legal. A garota namora e teoricamente é perdidamente apaixonada por Noah, mas com a descrição que faz de Marco parece claramente “desejar” o aluno novo.  Caso houvesse sido Noah descrevendo Chloe (Maisie Richards), a cena seria bem incômoda e muitos o criticariam. Porém, com Elle é vista como natural e engraçada.

  O filme segue com Marco sendo mostrado como um cara que beira o perfeito, mas também um tanto implicante com Elle. Ao mesmo tempo que a garota começa a ir atrás dos perfis sociais de Chloe, a amiga da faculdade de Noah, e se comparar com a universitária.

  Quando Elle vai visitar o namorado, e acha um objeto feminino em seu quarto, começa a desconfiar e sua cabeça cria sua própria versão da história. Algo que acontece na vida real, quando o parceiro não pode de fato explicar o que aconteceu porque as conclusões já foram tiradas. Mas ao mesmo tempo Noah mente, o que deixa tanto Elle quanto quem assiste ao filme com o pé atrás em relação ao garoto.

Ao redor

Rachel, Lee e Elle

  Simultâneo a isso temos o namoro de Rachel (Meganne Young) e Lee. Em diversos momentos é possível perceber que a garota se incomoda com a presença constante de Elle em seus encontros, e também com os assuntos internos entre eles. Mas esse incômodo chega no ponto de Rachel pedir ao namorado que fale com Elle sobre isso.

  Antes disso, Elle já tinha decidido tentar entrar em Harvard para ficar mais perto de Noah. Porém, a garota não tem dinheiro para pagar uma faculdade desse nível e assim entra num torneio de Dance Dance Revolution. Por jogar isso desde nova com Lee ela sabia que era boa o suficiente para entrar na competição e tentar ganhar o prêmio. Seu parceiro inicial para a competição era seu melhor amigo, afinal eles sempre jogaram juntos. Mas um pequeno acidente faz com que isso mude e Marco é quem assume o posto de parceiro de competição. Quem gosta de uma boa comédia romântica clichê, assim como, sabe onde isso vai dar.

Conclusões

 

 

  O filme assim como seu antecessor entretém e nos faz dar boas risadas de piadas e situações icônicas que acontecem. Além disso, ele fala muito sobre as consequências de nossas atitudes sejam elas bem pensadas ou não, apesar de ser uma comédia romântica clichê vai além disso, é essencialmente sobre escolhas e consequências. Apresentando situações reais que muitos de nós já passaram ou ainda vão passar.

  Quem gostou do primeiro filme, vai gostar dessa sequência que ao final ainda deixa um enorme gosto de quero mais. Porém, apesar de ter gostado muito eu fiquei incomodada em alguns momentos e também com a datação do filme. As datas tentam seguir a do primeiro filme, mostrando que teria se passado um ano em momento x ou y, porém a cronologia está errada. Apesar de ter me incomodado, não é algo que vá de fato mudar o filme ou coisa do tipo, mas me parece um erro de roteiro. Ainda assim, o filme merece ser visto.

  Outro fato sobre essa sequência é que ela apresenta um novo garoto que é taxado como perfeito. Marco é engraçado e têm múltiplos talentos, além de ser fofo com Elle. E assim muitos foram os que se tornaram #teamMarco, porém não se pode esquecer que é fácil achar alguém perfeito quando mal o conhece. Um dos problemas de Elle com Noah era o passado do rapaz, e com relação a Marco não sabemos quase nada sobre o dele. Mas e você, já assistiu o filme? Conta sua opinião aqui pra gente.

Taís Wölfert
Uma garota de 20 anos que cursa jornalismo, e é apaixonada por filmes e livros.