Chun,vive em um mundo místico, que é  paralelo ao dos humanos, um local onde os seres vivos possuem poderes sobre os elementos da natureza e da vida. Ao completar 16 anos todos os seres deste reino se tornam golfinhos vermelhos, viajam até o mundo humano e permanecem nele durante 7 dias, afim de compreender como funciona a convivência com eles, porque com o intuito de manter o equilíbrio não podem viver no mesmo local, esse ritual acaba sendo uma forma de experiência, com uma passagem rápida para compreender como é a vida além do que eles estão acostumados a ver.

Chun, e os demais jovens que completaram 16 chegam ao seu destino, ao surgir lá, todos os golfinhos atraem olhares de humanos curiosos e encantados com a beleza de todos eles. Ela acaba se envolvendo em problemas, em uma parte do mar, alguns caçadores estavam capturando os golfinhos, e ela fica presa na rede, em desespero, sem conseguir se mexer, nesse momento é quando conhece Kun, um humano que a salva sem hesitar, porém, acaba morrendo no processo. Ao retornar para sua casa, ela sente que precisa fazer algo a respeito, visto que ele só perdeu a sua vida porque a salvou, e precisa de alguma forma traze-lo de volta, sem saber ainda se isso é possível, e quais serão as consequências deste ato.

Assim inicia-se a jornada de Chun, adquirindo conhecimentos sobre a vida com a interação entre os dois mundos, os poderes, e o preço que pagamos por nossas escolhas. Neste percurso, o seu amigo Qiu a segue e acaba descobrindo aos poucos a história com o que a protagonista se envolveu, ele demonstra ser um ótimo amigo, a ajuda sempre, entendendo o quanto é importante para ela retribuir o favor a Kun, e o quanto ela se importa com ele, fazendo atos heroicos para ajudá-la mantendo-se sempre ao lado dela.

Big fish & Begonia, é encantador, desde o início nos traz questões sobre a vida e a morte, o quanto são naturais a serem abordadas, não devemos evitar falar sobre e nem tentar pular esta etapa, afinal para onde vamos quando tudo acabar? Faremos parte de alguma forma desse lugar? São estas algumas das muitas indagações que a trama nos passa, e a sua narrativa nos prende a refletir muito sobre isso. Outro ponto que me chama muita atenção no filme, são as lições sobre o amor e a amizade, o quanto nos entregamos para ajudar alguém que consideramos, mesmo com um preço a ser pago, algumas coisas valem a pena pela satisfação que irá nos proporcionar, independente dos obstáculos, não nos trará arrependimentos, apenas gratidão e felicidade por dar ao outro uma nova chance de continuar, isso é muito emocionante, a interação de Kun e Chiu desde o início, seus olhares e toques são lindos de se ver, a atitude de Qiu para ajudar sua amiga, sua forma de manter-se ao seu o lado, mesmo que perca tudo que tem, mostra na pratica o que é amor de verdade, e mesmo sem dizer sentimos o quanto ele a ama, estando disposto a fazer tudo por ela.

Nos guiando a muitas lições emocionantes sobre a vida, dando um toque de conhecimentos sobre a cultura oriental, com uma narrativa dramática e filosófica, nos prendendo do início ao fim. Mesmo sendo curto e a história de alguns personagens não sendo muito bem explorada devido a isso, é um ótimo filme, que vale muito a pena assistir.

O filme está disponível na Netflix.

Trailer:

//www.youtube.com/watch?v=vycd9bu_uv8

Sinopse:  Durante um ritual de passagem, a jovem Chun deixa o universo paralelo em que vive para explorar a realidade humana, na forma de um golfinho vermelho. Ela conhece um menino humano fascinado pelo mar e suas criaturas. Tentando salvar Chun de ser capturada por pescadores, ele morre. Ao voltar para casa, ela negocia para trazer o menino de volta, mas agora ela vai precisar lidar com as consequências do seu pedido.