Finalmente, a espera terminou, desde 2008 quando começou a jornada da Marvel no cinema, poucos poderiam se quer imaginar, que chegaríamos nesse grandioso momento.

 

Em 2012 no primeiro filme dos Vingadores, na cena pós créditos, eis que aparece de relance o Thanos, e desde esse momento, uma pergunta se repetia em nossas cabeças, quando ele vai aparecer, quando vai realmente ter o seu momento. E não poderia ser de uma melhor forma possível, podemos dizer que o filme é do Thanos, grande parte do filme, temos o Titã em tela por quase todo momento, seu desenvolvimento beira a perfeição, o CGI que poderia ser algo de ruim, que poderia vir a atrapalhar, na minha opinião está ótimo, é incrível o que a Marvel conseguiu fazer. Thanos não é apenas um vilão genérico querendo dominar o mundo ou fazer suas malvadezas, ele tem um objetivo, Seu plano é erradicar metade da população da galáxia com (literalmente) um estalar de dedos. Afinal, há muita fome e miséria nos planetas, e a solução, para Thanos, é exterminar, assim acaba a miséria. Thanos tem sua motivação, ele acredita que realmente está fazendo o certo, e de certa maneira, podemos até entender o seu lado, tamanha empatia que se cria com o vilão, mas claro, se tratando de um genocídio, não seria o melhor caminho. E para tentar enfrentar esse poderoso inimigo entra em cena, os nossos amados heróis, divididos em grupos improváveis, o que confere uma boa dinâmica ao filme, os heróis tentam impedir Thanos de coletar as chamadas Joias do Infinito, gemas ancestrais carregados de poder, as quais lhe conferirão força suficiente para botar seu plano genocida em prática.

Os encontros são maravilhosos, pena que alguns não acontecem, mas só de alguns acontecerem e você que cresceu lendo quadrinhos poder presenciar tudo isso na tela de cinema, é fantástico, são cenas espetaculares, ação do início ao fim, humor no tom quase certo, pois acho que em alguns momentos, ainda teve uma coisa ou outra fora do tom, mas nada que seja problemático, pois em momentos de tensão, de perigo, você realmente sente o peso e teme realmente pelo personagem.

 

 

Por fim, caso não tenha assistido, corra! E assista, vale muito apena, valeu cada minuto por esse filme, que tem um final que nos surpreende e nos deixa com muita vontade de assistir vingadores 4.

Sobre a direção Anthony & Joe Russo dão conta do desafio de coordenar dezenas de heróis e um vilão monstruoso em um roteiro enxuto, mas com espaço para todos brilharem um pouco, mantendo a leveza e os diálogos engraçadinhos (mesmo em meio a guerra) que são a marca da Marvel.

E para terminar, Josh Brolin nasceu para ser o Thanos, está impecável.

 

Curiosidade Geek…  Josh Brolin alem de interpretar Thanos em Vingadores, ele também viverá o personagem Cable em Deadpool 2, o cara está com tudo mesmo.