Hoje trouxe mais uma série de época como de costume, você irá viajar no tempo e parar em pleno reinado do rei absolutista Luís XIV, durante e após a construção do palácio de Versalhes. Eu achei a série bem fiel e interessante para você saber como foi ter vivido naquela época e como era para muitos, ser governado por um rei que dizia que o estado era ele mesmo. Muitos dos pensamentos que ele teve durante o seu reinado foi causa de um trauma de uma guerra civil francesa que ocorreu quando ele ainda tinha apenas 10 anos e isso atingiu muito o seu psicológico e sua forma de governo.

  O rei tem sua grande ambição, que é construir o palácio mais magnífico do mundo tal como uma fortaleza, que vai abrigar nobres de todos os lugares com a ideia de segurança, porém todos os nobres terão que provar seus valores e legitimidade para Luís. Confesso que a série da um pouco de raiva, você tem raiva das atitudes do rei, até com seu próprio irmão, Philippe, que só busca poder ser ele mesmo, vestir o que tem vontade e agir livremente, mas o rei sempre quer controlar tudo, não controlava só a maneira como o irmão deveria agir, mas também com quem deveria se casar, com fins de usá-lo para fazer alianças.

  O rei teve várias amantes durante seu reinado, mas a que mais me irritou foi a Marquesa de Montespan que tira os olhos do rei de sua rainha e faz ele ficar cego de paixão por ela, em certos momentos querendo se meter em suas decisões, em um episódio da segunda temporada, um de seus criados junto com seu irmão tentam conversar com Luís sobre isso, lembrando de algo dito por ele mesmo, que se alguma mulher alguma vez fizer a cabeça dele, principalmente sobre coisas de estado, ela deverá ir embora imediatamente, porém, como um rei teimoso, ele não deu ouvidos e expulsou ambos do seu aposento, afirmando que estavam juntos, conspirando contra ele.

  Agora essa é a parte em que eu falo sobre meus personagens favoritos, e vou começar com o Philippe, que me conquistou durante os episódios, com seu jeitinho único, simples e humilde, infelizmente o rei esquece que ele também é irmão e não age como um, quer sempre estar à cima de Philippe, causando sua infelicidade por viver a mercê dele. Philippe tem um amante, Chevalier de Lorraine, que fica bastante enciumado com suas esposas arranjadas pelo rei, e o auge do ciúme já o fez gastar boa parte da fortuna de seu amado como forma de puni-lo.

  Outra personagem que eu amo muito é a Sophie de Clermont, para ser sincera, por ela ser muito fofa e estar disposta a lutar pelo seu lugar no palácio assim como os outros, sua mãe sempre lutou sozinha para que o rei tivesse olhos para sua filha e que elas tivessem algum status, porém as coisas não saem muito como planejado e Sophie acaba tendo sozinha, que lutar por isso. Na segunda temporada o rei casa Sophie com um Duque, que é seu grande pesadelo, seu status desejado foi conseguido, porém, com muito sofrimento.

Sinceramente eu estou amando a série (estou vendo a segunda temporada ainda), para quem gosta de séries históricas eu recomendo fortemente essa, para quem não está acostumado eu também recomendo pois é uma ótima série, mesmo fazendo raiva as vezes hahaha, ela está finalizada com 3 temporadas e cada temporada contém 10 episódios e para facilitar a vida de muitos, ela está no catálogo da Netflix 😉