Podemos afirmar facilmente que Cavaleiros do Zodíaco foi um dos principais responsáveis por popularizar o gênero anime por aqui, no Brasil. Transmitida inicialmente pela saudosa TV Manchete, entre os anos de 94/95, a obra de Masami Kurumada foi uma das maiores febres da época e é, merecidamente, bastante aclamada até hoje, seja pelos seus personagens muito bem construídos, seja pela forma como seu enredo explora a mitologia grega ou, ainda, por todas os ensinamentos e virtudes que transmite: como a amizade, o amor, a perseverança e, principalmente, a luta pela justiça.

Cavaleiros do Zodíaco
Imagem: reprodução

Sendo assim, foi anunciada a produção de um filme live action baseado no anime, cujas gravações já foram finalizadas e sua previsão de lançamento é para o ano de 2023.

Para quem, assim como eu, é um grande admirador da obra, ficar com aquela pulga atrás de orelha é inevitável. Afinal, como fazer uma boa adaptação de Cavaleiros do Zodíaco sem correr o risco de virar um Dragon Ball Evolution 2.0?

E o principal: as armaduras?

Vão ser mesmo em CGI? Pode parecer exagero, mas o fato das armaduras estarem bem executadas no filme, pode ser um dos fatores determinantes para o seu sucesso. É necessário que, ao batermos os nossos olhos nelas, pela primeira vez, venha aquela sensação de êxtase e admiração.

Por meio do primeiro pôster oficial divulgado recentemente, vimos que as urnas, que os cavaleiros carregam as armaduras, vão ser substituídas por pingentes, assim como aconteceu no longa de animação 3D, A Lenda do Santuário, que aparentemente irá ser um dos principais alicerces do live action.

Particularmente, eu prefiro muito mais as urnas, não apenas por ser mais fiel com a obra original, mas porque acredito que traria um impacto bem maior, sobretudo nas cenas de ação. Ainda assim, acho que este é um detalhe que podemos aceitar, contanto que esteja bem feito, podendo até nos surpreender.

Em relação aos atores escolhidos, até o momento, eu gostei do que vi. O filme terá como protagonistas os atores Mackenryu, interpretando Seya e Madison Iseman, como Saori. Já o elenco principal, também, conta com Famke Janssen (X-Men: O Filme), Sean Bean (Game of Thrones), Mark Dacascos (John Wick: Parabellum), Diego Tinoco (On My Block) e Nick Stahl (O Exterminador do Futuro 3).

A maioria deles possui uma similaridade física e até étnica com os personagens do anime e tem um excelente currículo. Vale lembrar que muitos dos personagens de Cavaleiros do Zodíaco têm cabelo colorido, como a Saori, mas isso pode ser adaptado, caracterizando os atores com um molde de cabelo parecido com os do anime, para na hora de assistir a gente olhe e saiba, ao menos, identificar quem é quem. Este, inclusive, foi um dos inúmeros problemas de Dragon Ball Evolution.

cavaleiros do zodíaco
Imagem: reprodução Instagram

Ademais, o live action conta com um orçamento estimado em US$ 60 milhões, e caso haja sucesso de crítica e público, pode se tornar uma franquia com até sete filmes.

Minhas considerações para o futuro

Eu cresci assistindo a Cavaleiros do Zodíaco, que é, para mim, um anime único. Recentemente, resolvi revê-lo desde o primeiro episódio e minha paixão pela obra se  intensificou ainda mais.

Sinceramente, minhas expectativas para o live action são baixas, contudo eu realmente espero que o filme dê muito certo. Desejo que seja um filme que as pessoas comentem e que vão em massa ao cinema assistir, quando estiver em cartaz. E, claro, que bombe bastante, porque após o The Lost Canvas, nós, fãs da obra, não tivemos mais nada de “novo” para desfrutar.

Enfim, a expectativa é baixa, mas a torcida para que dê certo, é alta.

Se o trailer sai este ano? Não sabemos. Agora é só esperar para ver!


Conheça nosso canal no YouTube: