Doze anos depois do final do primeiro Death Note, o Deus da Morte Ryuk volta à terra para se livrar do tédio de ser imortal novamente às custas de humanos. Ele conhece o jovem Minoru Tanaka, que ao contrário de seus antecessores, não usa o caderno para fazer justiça, mas sim para benefício próprio, ou seja, leiloando o caderno.

O leilão ganha proporções inimagináveis quando líderes mundiais entram na disputa pelo Death Note. O primeiro lance de Donald Trump é de US$ 500 bilhões, mas outras nações também estão interessadas em obter o caderno. Confira a imagem de Trump no mangá:

A história pode ser lida on-line de graça e em inglês, o site Manga Plus disponibilizou a publicação.

O mangá Death Note, da dupla Tsugumi Oba e Takeshi Obata, foi publicado originalmente no Japão na revista mensal Shonen Jump entre 2003 e 2006, gerando depois 12 volumes encadernados, publicados no Brasil pela editora JBC, além de adaptações de anime e outros filmes.

   

~Lucas


Inscreva-se no canal do Teoria Geek no Youtube e nos acompanhe também nas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.