O quarto episódio da temporada final de Game of Thrones foi alvo de muitas críticas por parte dos fãs que não gostaram nada das decisões e rumos tomados pela história e pelo como aconteceram, mas sobretudo o que mais irritou a quase todos foi lamentável cena em que Jon Snow (Kit Harington) deixa Winterfell rumo a Porto Real sem se despedir de Fantasma, sem demonstrar o mínimo de afeto pelo lobo que o acompanhou ao longo de toda a sua jornada.

Diante da revolta do público, David Nutter, diretor do episódio “The Last of Starks”, procurou justificar a cena.

“Como os lobos gigantes são criações de CGI, nós achamos que é melhor mantê-los o mais simples possível” disse Nutter ao Huffington Post. “E eu acho que funcionou de forma mais poderosa dessa maneira. Manter Fantasma à distância, eu acho que funcionou melhor. Depois ele sai sozinho, se volta pra Fantasma e tem esse momento com Fantasma que eu acho que foi muito, muito poderoso.”