Quando uma escritora famosa pelos livros de terror decide interromper a saga de livros, com histórias assustadoras sobre momentos passados na cidade natal, e descobre uma realidade de puro caos na vida real.

Ficha Técnica:

Gênero: Terror, Drama e Metaficção
Ano: 2019
País: França
Distribuição: Netflix
Direção: Samuel Bodin
Temporada: 01
Duração: 08 episódios

  • Sinopse: Emma é uma escritora que tem sido atormentada por pesadelos com uma bruxa chamada Marianne. A romancista então decide usar seus livros como tentativa de manter a criatura maligna longe, mas percebe que os personagens estão ganhando vida, sendo obrigada a voltar para casa e descobrir o motivo.

Emma se tornou uma escritora de sucesso, mas após decidir parar de escrever a saga que a tornou famosa, os problemas do passado retornam com muito mais força, e ao voltar à cidade natal, Elden, descobre uma realidade de puro caos.

A saga da escritora Emma (Victoire Du Bois) narra os embates da heroína Lizzie Clarke e a bruxa Marianne, mas a partir do momento que Emma não chegou a um desfecho da história, elementos do passado retornam para atormentá-la, e leva o espectador a perceber que talvez as criações assombrosas de Emma possam estar afetando o mundo real, com uma atmosfera aterrorizante. Assim que resolve parar de escrever, após 10 anos, uma antiga amiga, com quem perdera contato, aparece em uma tarde de autógrafos claramente perturbada, pedindo para Emma visitar a mãe da amiga – Madame Daugeron, e em breve a série mostra o real motivo…

Logo de cara nos simpatizamos com a assistente de Emma, a assustada e inocente Camille (Lucie Boujenah), vemos todo o trabalho dela entre a escritora e a editora, além de vermos como a assistente cuida de Emma e acaba envolvida nas histórias da chefe, localizando a primeira parte da temporada. Já a segunda parte é focada na dinâmica de grupo entre os amigos de infância de Emma e a autora assombrada, que acabam se organizando para enfrentar a temida bruxa. Além de reencontrar os pais e reviver seu dramas nunca superados. Outro personagem importante para desvendar os mistérios de Elden é o detetive Ronan (Alban Lenoir) que chega na cidade e tenta entender tudo que está acontecendo.

O que mais me chamou a atenção na narrativa foi o fato de utilizarem o método da “metaficção” para fazer com que os episódios pareçam ser retirados das páginas de um livro, com uma narrativa dinâmica, assustadora, com muito suspense o que deixa a série instigante.

Como na série estão lidando com histórias relacionadas à bruxaria acabam tendo elementos não naturais fugindo à convenção e os típicos tabus sociais. Também há cenas apavorantes, como mortes bizarras, inclusive suicídio e outras coisas piores…

Também é possível ver que mesmo em uma cidade pequena é possível ter inúmeros segredos atrás das portas de cada casa, inclusive entre amigos e familiares. Mas que apesar de todos os segredos, quando há união, amor, carinho e respeito consegue-se transpor todas as barreiras e haver perdão e vemos isso com o núcleo de amigos da Emma…

Para nos apresentar a bruxa Marianne, foram utilizadas várias influências, como americanas, europeias e orientais, fazendo como que Marianne se manifeste de muitas formas, cada uma delas assustadora do seu modo. Em sonhos, quando os personagens estão acordados e em diversos outros momentos.

Marianne é uma série francesa de terror que está no catálogo da Netflix e como outras séries do sistema de streaming fez bastante sucesso e de certa forma cumpriu o que prometeu… Entrega uma história viciante, que te deixa com vontade de assistir até o final para saber o que vai acontecer, faz os espectadores levarem sustos e conta com muito suspense!

As informações e opiniões expostas são de inteira responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião oficial do Teoria Geek.

Inscreva-se no canal do Teoria Geek no Youtube e nos acompanhe também nas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.

Trailer:

//www.youtube.com/watch?v=0Gx8ZZZAiFo