LITERATURA | Cantinho Literário: O Monte Cinco – Paulo Coelho

O Monte cinco

Livro: O Monte Cinco

Autor: Paulo Coelho

  • Sinopse: No século IX a.C., a princesa fenícia Jezabel ordenou a execução de todos os profetas que se recusavam a adorar o deus pagão Baal. Seguindo as ordens de um anjo de Deus, Elias fugiu de Israel e procurou segurança na terra de Sarepta, conhecida por seus habitantes como Akbar, onde inesperadamente encontrou o verdadeiro amor em uma jovem viúva. Mas esse arrebatamento foi interrompido, e Elias viu todos os seus sonhos e esperanças irrevogavelmente apagados enquanto era arrastado para um turbilhão de eventos que ameaçava a própria existência.

Escrito com a mesma clareza de visão que fez de O Alquimista um fenômeno internacional, O Monte Cinco é uma narrativa comovente de um homem tocado pela mão de Deus que deve triunfar sobre suas frustrações em uma prova de fé de abalar a alma.

O Monte Cinco é um livro muito especial, mesmo sendo um livro com alto teor de religiosidade, contando uma história bíblica, mas de forma mais romântica, ele consegue prender o leitor, não por ser um livro religioso, mas por ser um ótimo livro.

Ademais, ler O Monte Cinco sempre será prazeroso, com uma mensagem que transmite uma lição de vida, em uma narrativa detalhada e transmitindo enorme intimidade com os personagens da história.

Você vai conhecer mais sobre o poder do seu pensamento e de como nossas ações também possuem uma força enorme em nossas vidas. Em um m momento ao de vemos a polarização das ideias, e os conceitos deturpados de respeito e cultura, O Monte Cinco vai nos falar do valor desses conceitos e principalmente da esperança.

Estamos no século IX antes de Cristo, quando Deus ordena que Elias saia de Israel e vá para Sarepta, uma cidade onde acreditam em deuses, com a missão de que os faça acreditar que o seu Deus é o único e o verdadeiro.

Elias recebe ordens de um anjo enviado por Ele para que fique na cidade por tempo indeterminado, sendo sustentado por uma mulher viúva, e que aguente a lidar com os olhares de insatisfação dos vizinhos que acreditam que, sendo estrangeiro, ele trouxe o mal para cidade.

Conhecendo cultura e crenças muito diferentes das dele e, depois de duvidar de si próprio e de sua capacidade, Elias aceita que ele deve ser castigado pelas coisas de ruins que estão acontecendo a sua volta. Por acreditar que sim, tudo é culpa de sua chegada, ele só não esperava saber que estava sim cumprindo sua missão.

Quem não duvida de si mesmo, é indigno – porque confia cegamente na sua capacidade, e peca por orgulho. Bendito seja todo aquele que passa por momentos de indecisão.”

Resumo

Mesmo não sendo adepto as crenças do cristianismo, ou qualquer cultura religiosa que esteja ligada ao judaico cristianismo, não posso negar o valor dessa obra do Paulo Coelho. O Monte Cinco vai além de um conceito religioso, ele apenas pega esse pano de fundo para contar uma história de superação.

A história de superação de Elias, perfeitamente se encaixa em algum momento da vida de muitas pessoas, ligadas ou não a uma religião. Um livro marcante, principalmente em minha vida, em uma época ruim, O Monte Cinco é uma boa lembrança.

Ainda falarei mais de Paulo Coelho em outro momento. Aguardem.

“As informações e opiniões expostas são de inteira responsabilidade dos autores e não
refletem necessariamente a opinião oficial do Teoria Geek.”

 

°°Marcelo Paganrace


Inscreva-se no canal do Teoria Geek no Youtube e nos acompanhe também nas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.