LITERATURA | Cantinho Literário: Metro 2033 – Dmitry Glukhovsky

Metro 2033

Livro: Metro 2033

Autor: Dmitry Glukhovsk

  • Sinopse: Países inteiros destruídos, florestas devastadas, escassez de alimentos e água. O ser humano já não tem mais o comando sobre a terra. Novas formas de vida dominam. Um desastre nuclear varreu a superfície terrestre e obrigou os poucos sobreviventes a uma existência sem sentido e sem esperança nos tuneis do metrô de Moscou. É nesse cenário pós-apocalítico que Dmitry Glukhovsky traz o tema que enche o ser humano de curiosidade e incerteza: a possibilidade do fim do mundo. Metrô 2033, que inspirou a criação de um dos games mais eletrizantes da atualidade, cria uma atmosfera caótica ao tentar mostrar como se comportaria um ser humano em um ambiente onde o que predomina é o instinto de sobrevivência”.

Este cenário de destruição sempre habitou em minha mente, e com Metro 2033 a viagem a esses cenários que parecem cada dia mais Inevitáveis foi prazeroso ao ponto de ser curto e deixar aquela sensação de querer retornar a cada vez que você vê o livro na sua frente.

É um fato curioso esse livro ter passado desapercebido pela maioria dos brasileiros, e mesmo para mim, um avido curioso sobre o tema apocalíptico, e também pelas histórias de desastres nucleares, só ter percebido essa obra depois de ter jogado o não menos espetacular Metro Last Light no PlayStation 3. Mesmo com esse descaso de minha parte, o livro é um grande sucesso e já foi traduzido para várias línguas, rendendo alguns prêmios ao talentoso escritor.

Toda a história se passa no ano de 2033, devido a devastação nuclear os poucos sobreviventes na cidade de Moscou se veem obrigadas a morar na rede subterrânea de metros. A superfície está completamente devastada pela radiação, mas mesmo nesse ambiente hostil, seres surgiram e junto com eles uma nova ameaça. Mutações e aberrações radioativas que são totalmente adversas a vida humana.

Nesse ambiente hostil e sem esperança vamos conhecer nosso protagonista Artyom, que após passar por alguns acontecimentos, é a ameaça constante que paira sobre a vida no subterrâneo, parte para sua jornada para tentar salvar o que sobrou da humanidade.

Nesse universo o escritor nos passa a sensação de estar narrando a história de Artyom, em poucos momentos conseguimos sentir a história como primeira pessoa, ou até mesmo terceira, e isso cria um clima muito interessante. Durante toda a história iremos conhecer a miséria e o caos em que o mundo submergiu.

Em todos os detalhes você vai poder se envolver na aventura de Artyom, cujo até os pensamentos irá compartilhar com você. Nessa narrativa iremos acompanhar todos os acontecimentos pelo ponto de vista de nosso protagonista. Nessa viagem encontraremos dilemas políticos, humanos e até horrores sobrenaturais.

Pra quem gosta de livros de ficção mas não abre mão de uma boa aventura e não se importa de uma ambientação típicas de histórias de terror, Metro 2033 pode se mostrar um grande achado. Para quem não gosta do gênero, mas está querendo mudar isso, Metro 2033 pode ser o primeiro passo para você descobrir um novo universo.

Uma última dica. Aconselho que caso você possa, leia o livro e depois jogue o game Metrô 2033 seguido do jogo Metro Last Light. Pode ter certeza que sua imersão vai ser muito mais intensa.

Até a próxima meus “Camaradas”.


“As informações e opiniões expostas são de inteira responsabilidade dos autores e não
refletem necessariamente a opinião oficial do Teoria Geek.”

 

°°Marcelo Paganrace


Inscreva-se no canal do Teoria Geek no Youtube e nos acompanhe também nas redes sociais Facebook, Twitter e Instagram