Cuidar uns dos outros: um novo contrato social, de Minouche Shafik

Uma das economistas mais importantes do mundo apresenta caminhos para a evolução da sociedade e para superar os grandes desafios do século XXI

Cuidar uns dos outros um novo contrato social, de Minouche ShafikA pandemia de Covid-19 impôs uma nova forma de organização às sociedades mundo afora e trouxe à tona a necessidade de mudanças em diversos setores, como educação, saúde e economia. A interdependência entre trabalhadores de todas as classes sociais ficou mais evidente do que nunca. Com base nesses fatos e em sua valiosa experiência como vice-presidente do Banco Mundial, a atual diretora da London School of Economics and Political Science, Minouche Shafik, defende a urgência do estabelecimento de um novo contrato social.

Em Cuidar uns dos outros, que chega às lojas em novembro pela Intrínseca, uma das economistas mais importantes do mundo aponta caminhos rumo a uma sociedade sustentável e igualitária com base em três princípios: seguridade social para todos; investimento máximo em capacitação; e compartilhamento  justo e eficiente dos riscos. Segundo a autora, a mudança nas tecnologias, os novos modelos de trabalho, o envelhecimento populacional e as alterações climáticas nos desafiam a rever nossos deveres enquanto sociedade.

“Precisamos de um contrato social que ofereça uma arquitetura melhor de segurança e oportunidade para todos, um contrato social que diga respeito menos sobre ‘eu’ e mais sobre ‘nós’, que reconheça nossa interdependência e a use para benefício mútuo; um contrato social que envolva reunir e compartilhar mais riscos uns com os outros para reduzir as preocupações que todos enfrentamos, ao mesmo tempo que otimiza o uso de talentos em nossas sociedades e permite que os indivíduos contribuam o máximo que puderem”, explica.

A autora nos guia por um passeio pelos estágios da experiência humana — criar filhos, estudar, adoecer, trabalhar, envelhecer — e mostra como a reorganização social é possível. A partir de exemplos do mundo todo, ela demonstra que os países podem oferecer a seus cidadãos o necessário para que tenham uma vida digna. De forma clara e objetiva, Shafik apresenta as bases de um novo paradigma social e econômico para o enfrentamento dos desafios do século XXI. Associar a idade de aposentadoria à expectativa de vida e o aprendizado de novas habilidades na fase adulta que possibilitem carreiras de longa duração são algumas das ideias sugeridas pela economista.

Minouche Shafik acredita que uma sociedade mais generosa e inclusiva compartilha os riscos coletivamente, de forma que todos contribuam ao máximo. Com argumentos sólidos, Cuidar uns dos outros nos faz pensar em soluções práticas para desafios atuais e nos mostra como podemos construir uma sociedade melhor — juntos.

“Shafik defende um mundo mais igualitário e generoso, e oferece uma análise rigorosa e detalhada para nos ajudar a pensar de maneira prática sobre as políticas necessárias para viabilizar esse mundo.” — Melinda Gates

“Nesse livro inteligente e lúcido, Shafik ressalta a importância de um novo contrato social baseado em três princípios: segurança para todos, investimento em capacidade e divisão justa e eficiente dos riscos.” — Financial Times

Minouche Shafik

MINOUCHE SHAFIK é diretora da London School of Economics and Political Science. Nascida no Egito, emigrou ainda na infância para os Estados Unidos e depois se mudou para o Reino Unido, onde cursou uma pós-graduação em economia. Aos 36 anos, Shafik se tornou a mulher mais jovem a ocupar o cargo de vice-presidente do Banco Mundial e desde então foi secretária permanente do Departamento para o Desenvolvimento Internacional do Reino Unido, vice-diretora do Fundo Monetário Internacional e vice-presidente do Banco da Inglaterra, lidando com grandes problemas políticos no mundo todo.