Lançamento Intrínseca | Crônicas de pai, de Leo Aversa

Em coletânea de crônicas, o fotógrafo Leo Aversa compartilha histórias da própria família para refletir sobre as dores e as alegrias da paternidade

CRÔNICAS DE PAI, de Leo Aversa poster

Em vez de imagens, palavras. Desde 2018, o olhar atento de Leo Aversa para observar as pessoas e suas idiossincrasias passou a dar origem a uma arte pela qual, até então, não era muito conhecido: a de escrever. Em sua coluna semanal publicada no jornal O Globo, ele aborda assuntos do cotidiano com humor, inteligência e pitadas de sarcasmo. E agora alguns desses textos, somados a um farto material inédito, estão reunidos em Crônicas de pai, lançado pela Intrínseca.

A convivência com o pai e com o filho Martín, agora com 11 anos, serviram de inspiração para seu primeiro livro, que chega às livrarias em edição de luxo. Capa dura, pintura trilateral, projeto gráfico de Aline Ribeiro e ilustrações da artista Poeticamente Flor complementam os textos de sensibilidade aguçada e humor afiado.

A crônica que abre o livro — “E agora?” — relata o momento em que o autor ganha um novo papel na vida: o de pai. “Mas aí nasce seu filho e o mundo se torna um sem-fim de alegrias. E se tem algo que cansa muito, mas muito mesmo, é alegria”, escreve em “Sempre teremos Paris”.

A partir daí, o leitor acompanha as crônicas que contam histórias do crescimento de Martín até a pré-adolescência intercaladas com outras em que o próprio Leo é o filho. Histórias resgatadas da infância e juventude do autor se juntam a outras mais recentes, em que Leo Aversa compartilha com muita sensibilidade sua rotina com o pai diagnosticado com o Mal de Alzheimer. Suas crônicas — ora emotivas, como “Carta para um menino que perdeu a avó”, ora hilárias, como “Batalha nos ares”, que descreve uma luta contra uma barata voadora — não apenas relatam o lado bem-humorado das famílias, como também destacam o olhar apurado de Leo Aversa para a poesia das pequenas coisas do dia a dia.

Entre lembranças de Natais de outrora, grupos de WhatsApp, pescaria frustrada, jogos de futebol, reuniões da escola e ensinamentos Jedi, pais e filhos de diferentes idades vão se identificar — e se emocionar — com o retrato de três gerações de homens unidos por laços de amor, cuidado e um pouco de deboche.

No texto de abertura, Calcanhotto relata um pouco sobre como é trabalhar com o fotógrafo. “O humor do Leo fotógrafo transforma uma sessão de fotos com uma cantora tímida que não sabe pra onde olhar numa tarde de gargalhadas de doer a barriga.” Portas, a apresentação afetuosa assinada pela amiga Adriana Calcanhotto, uma das tantas artistas já fotografadas pelo autor, dá o tom da coletânea. Como fotógrafo, Leo Aversa foi responsável por retratos de nomes como Caetano Veloso, Chico Buarque, Ney Matogrosso, Fernanda Montenegro, Dona Ivone Lara e outros tantos baluartes de nossa cultura. Recentemente, fotografou a cantora Marisa Monte para as fotos de divulgação de seu novo álbum.

“Lendo as crônicas onde Leo Aversa é um ex-herói para o filho com o Mal da pré-adolescência e quase um ex-filho para o pai com Alzheimer, chorei diversas vezes. (…) Aqui, nesta reunião de textos, onde ele é pai de jogador de futebol, filho, amigo, marido, cidadão observador da cidade e inimigo das convenções pequeno-burguesas, dá pra vislumbrar a estirpe de homem que ele é e isso comove.”
 Adriana Calcanhotto

Leo Aversa

LEO AVERSA é fotógrafo profissional há mais de três décadas, especializado em retratos. Começou a escrever profissionalmente em 2015, no site do Projeto Colabora, e depois, em 2018, passou a assinar uma coluna no jornal O Globo. (Foto: Martin Aversa)


CRÔNICAS DE PAI, de Leo Aversa livro

CRÔNICAS DE PAI, de Leo Aversa

Páginas: 352
Editora Intrínseca
Livro: R$ 59,90
E-book: R$ 29,90