Kao the Kangaroo usa e abusa de um cenário colorido com muita diversão.

Kao the Kangaroo - Capa
Ficha Técnica
Desenvolvido por: Tate Multimedia
Publicado por: Renaissance PR
Gênero: Ação e Aventura
Série: Kao the Kangaroo
Lançamento: 27 de maio de 2022
Classificação indicativa: Livre
Modos: 1 Jogador
Disponível para: PlayStation 5, PlayStation 4, Xbox, Nintendo Switch e PC

 

Kao the Kangaroo é uma franquia de jogos que se iniciou lá nos anos 2000 e após alguns títulos e um longo hiato, resolveu dar as caras novamente com muito estilo. Ele é e sempre foi desenvolvido pela Tate Multimedia e tem como seu personagem principal, Kao – um canguru nativo australiano.

Procura-se

Kao é um jovem canguru que decide ir atrás de sua irmã desaparecida e também resolver o mistério em torno do sumiço de seu pai. Com muito humor infantil nos diálogos, somos levados a batalhar com diversos mestres da luta – influenciados por um mal sombrio que rodeia a região – atrás de informações sobre a sua família.

Durante todo o caminho você conta com a ajuda de seu mestre Walt, que irá compartilhar todo o seu conhecimento tanto no campo de batalha, como na vida.

Kao the Kangaroo
Corra como se fosse ser esmagado por um macaco em cima de um barril gigante!

Crash Australiano?

É impossível não lembrar de Crash Bandicoot enquanto estamos jogando, existe um pouco dele na aparência, humor, cenários, trilha sonora, desafios, coletáveis e até jogabilidade. Kao the Kangaroo traz um espírito leve e divertido, com muitas cores compondo as ilhas que dão vida a nossa aventura.

Mas apesar de Kao também ser peludo e usar uma bermuda jeans, ele possui suas características próprias. A diferença está nos punhos de nosso canguru, ele possui nada menos que luvas mágicas elementais que enriquecem demais a gameplay.

Como jogar

O jogo começa a partir da sua ilha, onde existem várias cabanas e personagens com os quais você pode bater um papo, inclusive sua própria mãe. Nesse cenário você tem acesso as fases do jogo que geralmente ficam em torno de 2-3 fases de progressão e 1 fase com o chefe por ilha.

Para liberar as fases você precisa de runas, que podem ser encontradas tanto nas ilhas, quanto dentro das próprias fases. Quando você entra numa delas, seu objetivo é sempre avançar e passar por diversos obstáculos, quebra-cabeças e inimigos até chegar no fim da mesma.

Kao the Kangaroo
Pule nas plataformas como se o chão fosse escaldante!

Exploração

Já adianto que não precisa se preocupar, todos os quebra cabeças são de fácil resolução e sempre tem um caranguejo por perto levantando uma placa com informações. No decorrer das ilhas, você vai ir adquirindo poderes elementais que precisam ser carregados e então utilizados para avançar, como acender fornalhas com o fogo ou congelar um lago com o gelo.

No entanto é muito importante que você preste atenção no cenário – que por sinal foi muito bem ambientado. É possível encontrarmos passagens secundárias que resultam em itens, moedas e até o mais importante de todos, vidas! Por isso, olhe se não existe uma rede para pendurar suas orelhas, pequenas protuberâncias que podem ser escaladas e até mesmo aberturas no chão que podem levar a um lugar interessante.

Progressão

Apesar de não existir uma árvore de atributos a ser desbloqueada, Kao the Kangaroo oferece um sistema de vidas que é mais do que o suficiente para suas poucas horas de jogo. Dentro e fora das fases é possível encontrar ¼ de vida que quando totalmente preenchido, gera um novo coração e estende sua vida para poder sobreviver por mais 1 hit.

Ademais, existe também um vendedor em cada ilha que lhe oferece vestimentas para customizar o personagem e vidas em troca de moedas.

Kao the Kangaroo
Não economize sua vontade de esmagar botões quando encontrar inimigos.

Batalhas

Aqui é a pura e velha pancadaria de esmagar botões, mas é claro que você pode esquivar e pular para pequenas variações no combate contra inimigos normais. Cada ilha possui um animal em destaque, e durante as fases você encontrará uma diversidade deles, além é claro, do chefe final.

As batalhas contra os chefes são as mais divertidas, porque usam aquela inteligência artificial que com poucos minutos de jogo, você descobre o que precisa fazer para derrotá-lo. Mas não é assim tão sem graça, pelo contrário, o chefe possui várias fases para nos divertimos criando uma nova estratégia.

Aspectos Técnicos

Com uma trilha sonora divertida e animada, fica fácil perder horas e horas jogando com o Kao. A apresentação do jogo também é belíssima, a ambientação, cores e tudo o mais satisfazem. Contudo as animações são um pouco “secas” demais.

Já quanto ao uso do DualSense, o jogador pode ficar decepcionado. Kao the Kangaroo certamente chegaria a um novo patamar de imersão se tivesse ao menos aderido aos gatilhos adaptáveis.

Kao the Kangaroo: Vale a pena?

Se você curte jogos divertidos e familiares, pode chegar junto! Kao tem suas legendas e interface em PT-BR facilitando bastante seu entendimento, e segundo nossos testes, ele está polido o suficiente para não causar nenhum problema em sua aventura.

O único empecilho para alguns pode ser a sua duração, porém como existem desafios e coletáveis que você precisará completar para ir atrás da platina. Seu fator replay se torna bem atraente. Então, ponham logo suas luvas e vamos assumir a vida desse canguru pra lá de boa gente.

 Teoria Geek agradece a Renaissance pela chave de PlayStation 5 fornecida para a produção dessa análise.


Confira mais matérias como essa clicando aqui!