Jurassic World: Domínio está chegando aos cinemas com rostos familiares de toda a franquia se unindo para salvar a humanidade e nos brindar com muita nostalgia. Parece apropriado revisitar a série em toda a sua glória pré-histórica antes de dizermos o que parece ser nosso último adeus ao universo de Jurassic Park. Mas devo pontuar que o novo filme não participará dessa lista, não ainda.

 

  • Jurassic Park III

    Jurassic Park III se configura muito bem com uma abertura tensa e tem seus momentos, mas infelizmente isso não é o suficiente para lhe colocar em uma melhor colocação. O terceiro filme se destaca em dar um tom mais sombrio à narrativa em comparação com seus antecessores, embora pareça hora de pendurar as garras quando estamos assistindo esse filme. Sam Neill e Laura Dern retornam para reprisar seus papéis, o que é outra vantagem. Embora Dern não faça mais parte da ação central, sua presença parece mais uma homenagem para os fãs e fazer com que possamos lembrar do filme original. Neill, por outro lado, está na vanguarda da história. Não é um filme terrível de forma alguma, apenas poderia ter sido arquivado com todo o respeito que merece, pois falta alma ao filme, carisma, claro, somente minha humilde opinião.

  • Jurassic World: Reino Ameaçado

    As sequências não tendem a ser um bom presságio para a franquia Jurassic Park, ao que parece, e a edição de 2018 não é exceção. O filme carece profundamente de suspense, e ao longo de sua duração, me parece maçante e arrastado. No entanto, Reino Ameaçado é particularmente comovente em sua representação da destruição da Ilha Nublar. A imagem do braquiossauro solitário é poderosa, deixando reflexões sombrias durante a duração do filme, posso dizer que essa cena em particular dá um aperto no coração e nó na garganta.

    Chris Pratt e Bryce Dallas Howard estão felizes em atuar juntos novamente e continuam formando uma ótima dupla para a franquia. A maior qualidade de Reino Ameaçado em relação à Domínio, é que esta sequência nos oferece uma história refrescante, ela provoca um futuro muito maior e revolucionário para a franquia Jurassic Park, se vai se concretizar, é outra história.

 

  • O Mundo Perdido: Jurassic Park

    Jeff Goldblum retorna como Ian Malcolm com muito mais a fazer no primeiro de muitos filmes seguintes. Se os filmes de Jurassic Park fazem uma coisa bem, são suas sequências de abertura. O Mundo Perdido mantém uma aura perturbadora que rivaliza facilmente com o primeiro Jurassic Park.

    Existem vários momentos que são extremamente bem montados e, no final das contas, é um filme lindamente filmado. Também vemos muito mais mortes, embora assistir um personagem ser rasgado ao meio por dois T-Rex’s nos faça pensar que eles tenham diminuído um pouco. Uma cena em particular que se destaca no filme é o ataque aos caçadores InGen em campo; é um verdadeiro pesadelo quando os velociraptors se aproximam do grupo desavisado dentro matagal.

 

  • Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros

    Situado duas décadas após o original, Jurassic World é uma adição fantástica à franquia. O filme se reinventa ao mesmo tempo em que presta a quantidade certa de homenagem ao original; há muita nostalgia, mas Jurassic World decola por conta própria imediatamente com visuais impressionantes e um enredo agradavelmente criativo.

    Pratt e Howard têm uma química juntos (maravilhosa) enquanto assumem as rédeas da liderança da nova trilogia. Elementos de terror são persistentes no filme; a tensão é mantida com a introdução do dinossauro original, o Indominus Rex. Este também é um filme bastante brutal, pois as mortes muitas vezes podem acontecer do nada e pegá-lo desprevenido, e a construção em direção ao ato final é um bom legado.

 

  • Jurassic Park: Parque dos Dinossauros

    Jurassic Park é um clássico. É imbatível. Nenhum filme da franquia conseguiu atingir sua excelência, não importa o quanto tentem. Houve alguns esforços dignos, mas o original continua a dominar os nossos corações. Os efeitos especiais são inacreditáveis. Eles se mantêm tão bem hoje quanto em 1993; ver o T-Rex pela primeira vez é sempre garantia de arrepios. Ninguém sabe realmente o que esperar do filme quando paramos para assistir novamente, é sempre uma ótima sensação de nostalgia, mas de prazer também; Jurassic Park é um momento único e especial na história do cinema que definiu o padrão para o gênero de ficção científica, e é tão fácil se apaixonar uma e duas, quantas vezes mais você assistir.

 

Jurassic World: Domínio

Experimente a conclusão épica da era jurássica, com duas gerações se unindo pela primeira vez. Chris Pratt e Bryce Dallas Howard são acompanhados pela vencedora do Oscar® Laura Dern, Jeff Goldblum e Sam Neill em Jurassic World Dominion, uma nova aventura ousada, oportuna e de tirar o fôlego que alcança novas possibilidades.

Domínio acontece quatro anos após a destruição da Ilha Nublar. Os dinossauros agora vivem, e caçam, ao lado de humanos em todo o mundo. Esse frágil equilíbrio remodelará o futuro e determinará, de uma vez por todas, se os seres humanos continuarão sendo os principais predadores em um planeta que agora compartilham com as criaturas mais temíveis e grandiosas da história.


Para mais conteúdo, siga-me os bons! AQUI