Você já jogou Journey? Esse jogo indie curtinho tem uma história padrão simples, mas através da jornada que cruzamos nele podemos tirar grandes ensinamentos! Não é bem um jogo que eu consiga dar spoilers, mas te aconselho a jogar antes de ler essa matéria para que sua experiência não seja afetada! Jogue com coração e mente abertos.

Para um entendimento mais completo dessa obra de arte, leia antes a Review de Journey clicando aqui!

Journey

A história padrão

A história que Journey conta também é um tanto interpretativa, mas vamos resumir. Em uma montanha existe uma força divina que cria vidas, porém os homens fizeram mau uso dela, o que a destruiu quase por completo. A civilização travou uma guerra pela posse do que restou da força, e devido a isso ela foi extinta. O personagem que você controla é um novo ser criado pelo pouco que restou dessa força, e ele deve trilhar uma jornada difícil até o topo da montanha para restaurá-la.

Topo da montanha em Journey

Transbordando sentimento

Journey não tem falas, você simplesmente vive a jornada. Você sabe que tem que chegar ao topo da montanha, e a caminhada será árdua. Você andará pelas areias de um deserto, por lugares submersos, por ambientes sombrios e até mesmo por locais totalmente cobertos por gelo. A caminhada será solitária, mesmo às vezes tendo uma companhia. Sua experiência é única para si, você pode se sentir livre, incomodado e até mesmo em agonia, Journey se mostra de maneira diferente para cada jogador, e é impressionante como um jogo tão simples consegue te fazer transbordar, por isso, jogue de coração e mente abertos e apenas se permita sentir.

No deserto de Journey com companhia

Um jogo, várias interpretações

Journey pode ser interpretado de diversas maneiras. Para alguns jogadores, ele representa o caminho trilhado na pós-morte, como se você estivesse se encaminhando para o céu. Alguns dizem que você está ali para auxiliar os demais a chegarem ao seu destino, ao paraíso. Para mim, Journey teve um significado um pouco mais reflexivo, ele representou o nosso caminho e evolução perante a vida e seus obstáculos, o quanto ela pode ser leve e livre na infância, como nas areias do deserto e como ela pode ser desafiadora na vida mais adulta, como nos lugares mais sombrios ou repletos de gelo em que mal conseguíamos nos mover.

Caminhando pelo gelo em Journey

Vamos por etapas: a Infância.

Journey é dividido em várias etapas, a cada uma concluída a próxima se torna mais difícil. Na primeira, temos o deserto, em que você pode correr livre, de maneira leve e sem muitos obstáculos, além disso, ainda está aprendendo como tudo funciona, é tudo muito novo. Conforme vai percorrendo seu caminho, vai explorando novos cantos, tendo novas experiências e novos conhecimentos, até estar pronto para avançar para a próxima etapa, um pouco mais difícil que a anterior.

Deserto de Journey

Vamos por etapas: a Adolescência.

Na Segunda etapa de Journey você está num local aparentemente submerso, com novas coisas a explorar e novas criaturas. Além disso, o lugar é sombrio, escuro e essas criaturas, que na verdade não podem te matar, estão ali somente para te causar medo e angústia. Esse pedaço pode significar a nossa adolescência, o início do caminho para a vida adulta, já que nessa etapa da vida se criam novos desafios e normalmente temos muitas decisões importantes a tomar, decisões que muitas vezes podem mudar nossas vidas completamente, seguir uma carreira, fazer uma faculdade, aceitar um determinado emprego e tudo mais. Nesse momento, as novidades e acontecimentos são tantos e desconhecidos que ficamos com medo.

Local escuro e submerso em Journey

Até que consigamos ir resolvendo nossas pendências e possamos encarar esses desafios. É então que chegamos a um cenário do jogo que se mostra desafiador, porém, confortável. Um local ainda submerso, mas claro e leve de se percorrer.

Local submerso em Journey

Vamos por etapas: a vida Adulta.

Já para representar a vida adulta em Journey temos dois caminhos apresentados, não necessariamente interligados, mas ali presentes para interpretar dois lados de uma possível história de vida. Agora nos encontramos no cenário coberto por gelo, ali o percurso será quase impossível, e sabemos de tudo que podemos enfrentar ao estarmos na vida adulta, também levando em consideração o reflexo de decisões tomadas anteriormente.

Caminho de gelo em Journey

Então, essa caminhada no gelo representa os desafios da vida adulta, mas mostra que o caminho será ainda mais difícil se você estiver indo para o objetivo errado, para um objetivo vazio. Como se você estivesse batalhando repetitivamente por algo sem sentido. O final da etapa no gelo representa uma vida adulta vazia, batalhando por objetivos que não são propriamente seus. Por isso, em certo momento o nosso personagem para, e cai no chão, esgotado e sem forças para continuar trilhando um caminho sem significado.

Dificil caminhada no gelo de Journey

Dando continuidade nosso personagem ressurge, mas dessa vez para representar o outro caminho. O caminho em que cruzamos e vencemos todos os empecilhos e continuamos trilhando nossa própria história, com nossos próprios objetivos e missões de vida. Como se nada pudesse nos parar, trilhando o caminho correto que realmente viemos ao mundo para concluir. Uma vida com desafios, mas com uma vontade de superá-los e vencê-los ainda maior que eles próprios (as cenas após a volta do personagem chegam a ser revigorantes).

ressurgimento do personagem de Journey

E para encerrar, nos vemos no alto da montanha, caminhando devagar para a luz que nos guiou o jogo inteiro, nossa linha de chegada. O encerramento de uma vida bem ou mal vivida. E ao passarmos pela luz, o jogo volta ao seu início, te dando a oportunidade de dar start em uma nova vida.

Final de Journey

Qual foi sua experiência jogando Journey? Já deixa aí embaixo nos comentários 😉