Na semana passada aconteceu o evento TGA 2021 (The Game Awards), um dos maiores prêmios da indústria dos games. Com isso, um dos jogos mais aclamados do ano venceu a tão famosa disputa, “It Takes Two” ganhou o prêmio de “Game of the Year”  entre tantos outros bons candidatos.

Entretanto, com a sua vitória muitos jogadores ficaram felizes e celebraram juntamente com Josef Fares e a Hazelight Studios (diretor e desenvolvedora de It Takes Two) enquanto outros questionaram se o jogo, apesar de ser muito bom, realmente merecia o prêmio.

Esta situação levou a uma simples pergunta, “O que faz de It Takes Two tão bom, relevante e importante para a indústria e seus jogadores?”. E justamente pensando nisso, que este artigo tem a intenção de mostrar a importância e o que este jogo representa para os videogames.

It Takes Two e a essência do videogame

It Takes Two-1Antes de mais nada, “It Takes Two” se trata de um jogo coop, desenvolvido pela Hazelight Studios e dirigido por Josef Fares, lançado em 26 de março de 2021 para as plataformas: Ps4, Ps5, Xbox One e Xbox Series S/X.

No jogo controlamos May e Cody, um casal que possuem muitos problemas no relacionamento e estão prestes a se divorciar. Eles possuem uma filha, Rose, que muito abalada e triste com a situação, começa a brincar com duas bonecas feitas à mão. Durante a brincadeira, Rose finge que as bonecas são seus pais tentando resolver o relacionamento e consertar as coisas.

Porém, Rose começa a chorar e suas lágrimas caem nos brinquedos e isto acaba transportando seus pais para dentro das bonecas. Dessa forma, May e Cody precisam deixar os problemas de lado, se unir e entrar em uma jornada para resolver a situação e retornar para seus corpos humanos. 

Esta seria toda a base sobre o que é “It Takes Two”, sendo um jogo cooperativo que se baseia na união dos jogadores para trabalhar juntos e resolver os diversos desafios enquanto embarcam em uma história profunda e comovente. Porém para entendermos melhor a importância e relevância de “It Takes Two”, precisamos falar sobre o homem por trás de tudo isso.

 

Josef Fares, o homem por trás da obra

It Takes Two-2Nascido no Líbano em 19 de setembro de 1977 e tendo se mudado para a Suécia quando tinha 10 anos, Josef Fares é um diretor de cinema e designer de jogos conhecido por não medir palavras em suas falas e por seu amor e carinho pelo mundo dos games.

Josef Fares ficou conhecido por seus filmes que seguem uma visão única e pessoal, sendo alguém que demonstra muita esperança na arte, sempre querendo trazer felicidade e criar coisas diferentes.

Contudo, após se sentir desconfortável com a carreira no cinema, principalmente por ser pouco reconhecido e por ocorrer um descaso com algumas de suas obras. Josef decidiu mudar de carreira, sentia dentro de si uma grande vontade de contar histórias profundas, que pudessem interagir com o público e transmitir uma mensagem profunda, única e tocante.

Dessa forma, Josef Fares adentrou ao mundo dos videogames com sua primeira obra “Brothers: A Tales of Two Sons”. Lançada em 7 de Agosto de 2012, a obra recebeu muita aclamação na época, trazendo um jogo diferente do que os jogadores estavam acostumados. O jogo trazia dois irmãos que embarcavam em uma jornada, em busca de uma cura para o pai doente, sendo os dois controlados pelo jogador ao mesmo tempo.

“Brothers: A Tales of Two Sons” fez um grande sucesso, recebendo notas altas tanto por partes dos jogadores quanto da crítica. Este foi o primeiro passo de Josef Fares dentro da indústria e o que o fez ter certeza de continuar nesta nova carreira.

 

Hazelight Studios e um novo começo

It Takes Two-3

Após ter conseguido sucesso com seu primeiro projeto, Josef Fares decidiu embarcar de vez para dentro do mundo dos games. Assim nascia sua desenvolvedora a “Hazelight Studios” com o intuito de surpreender e inovar os videogames com histórias profundas e que pudessem passar uma mensagem para o público.

Em 2015 a Hazelight se uniu com a EA (Electronic Arts) através do selo de jogos independentes, EA Originals. Com isso, Josef e a Hazelight entraram de cabeça dentro do mundo dos videogames, sempre com a pretensão de melhorar tudo aquilo que já era bom.

No ano de 2017 o mundo conhecia o mais novo projeto da desenvolvedora, “A Way Out”, sendo apresentado dentro do TGA, juntamente com o tão famoso discurso de Josef Fares ao qual falava de seu amor pelos games e criticava as práticas abusivas da indústria e o descaso que o Oscar tratava o mundo dos games. Discurso este que ficou popularmente conhecido como “F#ck The Oscars”.

“A Way Out” seguia aquilo que futuramente serviu de base para “It Takes Two”. Um jogo coop com tela dividida, o jogo conta a história de dois prisioneiros que precisam trabalhar juntos para realizar um plano de fuga, em outras palavras, os jogadores precisam estar conectados, interagindo entre si e trabalhando juntos para realizar cada ação do game.

Com uma história inicialmente comum, mas que com o desenrolar da trama se revelava uma jornada tocante e única para os jogadores. Seguindo uma proposta semelhante com seu projeto anterior, mas desta vez sendo necessário a ajuda de um segundo jogador para enfrentar a árdua jornada dos personagens.

 

Enfim, It Takes Two

It Takes Two-7

Como podemos ver até agora, toda a carreira de Josef Fares e a Hazelight Studios se centrou em jogos com uma uma história profunda e comovente, trazendo uma  jogabilidade coop, sendo necessário que os jogadores trabalhem juntos.

Após todo o sucesso e experiência adquirida com seus projetos anteriores, Josef Fares e a Hazelight decidem deixar a criatividade fluir e embarcam em mais um novo projeto.

Assim nascia o tão aclamado “It Takes Two”, carregando fortes inspirações dos primórdios dos videogames, principalmente os jogos da Nintendo, e elevando todo o potencial criativo em jogos cooperativos a um novo nível. Sendo considerado um tributo aos videogames.

“A forma como as mecânicas funcionam, sem nenhuma forma de tutorial, a dimensão da diversão, a variedade, a paixão… tudo é inspirado na Nintendo.” (Josef Fares, em uma entrevista para a Eurogamer)

Apresentando uma qualidade impecável, uma forma bonita e intimista de contar uma história, juntamente com uma dinâmica ainda mais próxima dos jogadores. “It Takes Two” logo encantou jogadores e crítica, sendo um sucesso absoluto entre todos que puderam colocar suas mãos na obra.

Trazendo mais uma vez a proposta de que dois jogadores devem se unir e trabalhar juntos para passar pelos diversos desafios e adversidades apresentadas na jornada do game. Fazendo assim um paralelo com a própria história do casal com problemas no relacionamento, apresentada dentro da trama.

It Takes Two-4

“It Takes Two” é um jogo simples, porém foi justamente esta simplicidade que fez todos os jogadores se apaixonarem pela obra, em meios a tantas franquias longas, histórias complicadas ou jogos seguindo o modelo “game as a service”. A obra desenvolvida por Josef Fares e a Hazelight Studios traz um “ar fresco” para a indústria, mostrando que games não precisam ser confusos ou com mecânicas complexas e sim que precisam apenas trazer a diversão, ou seja, a verdadeira essência de qualquer videogame. 

Nesse sentido, “It Takes Two” faz o jogador se lembrar da infância, de jogar com os amigos e compartilhar o controle e histórias. Remete aos primórdios da indústria com jogos como “Super Mario Bros” e “Sonic The Hedgehog”, sendo esta a importância e relevância da obra não só para a indústria mas também para os jogadores. Além de ser uma linda homenagem ao mundo dos videogames que tanto nos encantam e nos faz conhecer e aprender com as mais diversas obras.

Em meio a tantas adversidades ocorridas entre 2020 e 2021, “It Takes Two” traz um carinho para o coração das pessoas, uma paz interna e um respiro em meio a perturbação. Além disso, passa a linda mensagem de que não têm problema em pedir ajuda às vezes, que muitas vezes você não vai conseguir passar pelos mais diversos desafios sozinhos, mas que com uma ajuda nada é impossível.

Em outras palavras, “It Takes Two” é mais do que merecido o prêmio de “Game of The Year”, é um jogo essencial para um período tão difícil. Uma obra que transmite amor e carinho, feita por pessoas com muito amor e carinho por tudo o que os videogames representam.

It Takes Two-5

“It Takes Two” está disponível para as plataformas:

 

 

 

 

Fiquem ligados para mais informações aqui no Teoria Geek!