ESPECIAL TG | Filmes para assistir no dia dos namorados

 É dia dos namorados, o amor está no ar e um filme sempre caí bem você estando ou não acompanhado por alguém. Alguns vão comemorar esse dia com seus devidos companheiros, não necessariamente amorosos, pode ser seu gato, cachorro, hamster, pai, mãe, irmã, irmão, ou até mesmo sozinho e não tem problema. O importante é sentar na frente da sua tela preferida e assistir a um bom filme relacionado a esse dia que divide opiniões, uns amam, outros odeiam e tem aqueles que não então nem aí.

 Então mesmo que você não esteja acompanhado nesse dia tão comum ou não, nossa lista veio para te ajudar a curtir mais esse 12 de junho.

Indicação: Taís Wölfert

 Idas e Vindas do amor

Papel de Parede: Idas e Vindas do Amor (2010) | Download | TechTudo

 A comédia romântica lançada em 2010, não podia deixar de estar nessa lista, exatamente, por se passar no dia dos namorados americano. O filme apresenta diversas histórias de casais diferentes que se interligam de uma maneira ou outra. Quem gosta de filmes com mais de uma narrativa vai gostar desse, que além de tudo conta com um ótimo elenco, tendo Julia Roberts, Ashton Kutcher, Anne Hathaway, Bradley Cooper e até a própria Taylor Swift.

 O longa vai te fazer dar algumas risadas, se surpreender com determinados personagens e se envolver com algumas narrativas mais do que outras, contando até com cenas clichês que são presentes em tantos outros romances.

 

Desenrola

Filme Desenrola | Cultura - Cultura Mix

 Esse filme brasileiro lançado em 2011, apresenta a história de Priscila (Olívia Torres), uma garota do ensino médio que quer perder a virgindade, de preferência com Rafa (Kayky Brito), um garoto mais velho, bonito e popular. Porém, devido a um pequeno acidente Priscila acaba por embarcar numa mentira contada por Boca (Lucas Salles), um colega de escola dela que ainda por cima é um virgem fissurado em sexo.

 Assim como toda comédia brasileira, o filme vai te arrancar risadas, além de mostrar que brasileiro também sabe fazer comédia romântica adolescente. O filme conta com uma ótima trilha sonora e é um clichê que nos faz querer receber declarações de amor como as que aparecem nele.

 

Titanic

Sucesso de bilheteria: confira 17 curiosidades sobre o filme ...

 O maior romance de todos os tempos e que mesmo depois de 23 anos ainda se mantém no pódio das maiores bilheterias mundiais não poderia ficar de fora dessa lista. O romance que mostra Jack (Leonardo DiCaprio), um jovem pintor de classe baixa, e Rose (Kate Winslet), uma moça que se vê obrigada a casar com um homem que não ama para salvar sua família de uma ruína financeira, é um dos mais lindos de todos os tempos. O modo como ambos se conhecem e passar a ter seus mundos entrelaçados envolve quem assiste ao longa.

 Apesar de longo o filme envolve e transpassa sentimentos. É difícil encontrar alguém que nunca tenha ouvido falar da história de Jack e Rose, então se você é do tipo que nunca parou para assistir a essa obra, só ouviu falar recomendo sentar e assistir essa história de amor trágica. E só pra deixar claro: não tinham como caber dois na porta, porque eles tentam isso no filme.

 


Indicação: Camila Couto

Casamento Grego

 Dirigido por Joel Zwick, o filme Casamento Grego (2002) conta a história de Toula Portokalos (Nia Vardalos) uma mulher de 30 anos que é grega e trabalha no restaurante de sua família. O sonho de seu pai é vê-la casada com um grego, mas ela espera algo mais da vida e não se prendia tanto a sua cultura. Com muito custo Toula consegue convencer seu pai a lhe pagar aulas de informática, como forma de melhorar seu trabalho. No curso ela conhece Ian Miller (John Corbett) e os dois se apaixonam. Porém, Ian é inglês e por causa disso eles decidem manter seu namoro em segredo. Mas logo eles são descobertos, desencadeando um processo de aceitação para Ian, para que ele possa se adequar às tradições gregas. A comédia romântica arrecadou mais de US$ 241 milhões nas bilheterias norte-americanas e foi indicada a alguns prêmios. Sendo eles: indicação à categoria Melhor Roteiro Original no Oscar de 2003, indicação nas categorias Melhor Comédia ou Musical e Melhor Atriz de Comédia ou Musical com Nia Vardalos no Globo de Ouro de 2003 e ganhou na categoria melhor Performance de Estreia com Nia Vardalos no Independent Spirit Awards de 2003. O sucesso foi tanto que recebeu uma continuação Casamento Grego 2 em 2016.

 


Indicação: Amanda Marcella

Questão de Tempo

QUESTÃO DE TEMPO/Crítica - romantismo exemplar - Blog de Cinema ...

 Aos 21 anos, Tim descobre que todos os homens da sua família conseguem viajar através do tempo. O jovem então decide usar sua habilidade para encontrar uma namorada. Depois de uma tentativa frustrada com uma amiga de sua irmã Tim viaja para Londres e lá conhece Mary, por quem se apaixona, mas exagera nas viagens ao passado para tentar tornar o relacionamento perfeito e percebe que viajar no tempo e alterar o que já aconteceu pode trazer consequências inesperadas.

 O filme é dirigido por Richard Curtis e o elenco conta com Rachel McAdams (Mary) e Domhnall Gleeson (Tim) como o casal principal.

 


Indicação: Sidney Postiglioni

Como se fosse a primeira vez

Az 50 első randi

 Como fazer a pessoa se apaixonar por você todos os dias?

 Essa é a temática deste verdadeiro clássico estrelado por Adam Sandler e Drew Barrymore.

 Me lembro quando fui ver este filme confesso que fui meio desconfiado, mas logo no começo percebi que a estória era boa e deixei o filme me conquistar. Logo percebi que a intenção dos produtores era esse mesmo, porque toda vez que assisto a reprise de “Como se fosse a primeira vez”, sou conquistado pelo filme novamente; A princípio o tom do filme é de comédia romântica como qualquer outra, mas conforme o tempo da película passa percebemos que a narrativa é muito mais profunda.

How to keep your summer romance alive beyond September | Business ...


Sinopse:
Henry Roth (Sandler) é um veterinário paquerador, que vive no Havaí e é famoso pelo grande número de turistas que conquista. Seu novo alvo é Lucy Whitmore (Barrymore), que mora no local e por quem Henry se apaixona perdidamente. Porém há um problema: Lucy sofre de falta de memória de curto prazo, o que faz com que ela rapidamente se esqueça de fatos que acabaram de acontecer. Com isso, Henry é obrigado a conquistá-la, dia após dia, para ficar ao seu lado.


Indicação: Marcos Viana

Para sempre Cinderela

Conheça os 30 vestidos mais cobiçados do cinema

 Uma abordagem diferente de Cinderela, historia que foi criada em 1697 por Charles Perrault e imortalizada pela animação da Disney em 1950, faz desse filme uma excelente pedida para se assistir nesse dia dos namorados.

 No começo do filme, a rainha da França chama dois irmãos para uma visita ao seu castelo. Por um acaso eles são os famosos contadores de história Irmãos Grimm. Ela lhes conta que gosta muito da obra deles, mas que ficou espantada em como foi contada a história de Gata Borralheira. Assim, decide lhes narrar o que realmente aconteceu na França do século XVI, quando Danielle de Barbarac (Drew Barrymore), sua tataravó, que ficou feliz aos oito anos quando seu pai um aristocrata viúvo, se casou novamente com uma baronesa (Anjelica Huston), pois assim ela ganhou uma mãe e duas irmãs no mesmo dia. Mas a sonhada felicidade durou muito pouco, pois logo depois seu amado pai morreu subitamente e a madrasta, que ela desejava que fosse a mãe que nunca tivera, passa a tratá-la como uma criada. A história base todos conhecem, mas essa versão toma liberdades criativas que tornam tudo novo, com um frescor muito bem vindo. O elenco conta ainda com Dougray Scott como príncipe e Patrick Godfrey como um personagem histórico que foi colocado na história de maneira genial. O filme é fluido, divertido, e mostra que o amor pode surgir de maneiras inusitadas.

 Um ótimo romance que vale a pena ser conferido. O filme tem incríveis nota 91 pela critica especializada no Rotten Tomatoes.

Flamingos Cor de Rosa: E aí, o que você anda assistindo ?

 


Indicação: Gian Leonel

Hoje eu quero voltar sozinho

The Way He Looks

 Uma joia do cinema nacional independente, o longa “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho” foi um divisor de águas para as produções audiovisuais do gênero, ao apresentar um romance LGBT+ ao público de modo sensível, pragmático e único, ao lidar com questões como a busca independência, auto-descobrimento, preconceito e conflitos emocionais, da perspectiva de um jovem com deficiência visual. Dirigido pelo cineasta Daniel Ribeiro, a produção conta historia de  Leonardo “Leo”(Ghilherme Lobo), um jovem cego que busca sua independência e seu lugar no mundo, enquanto lida com uma mãe superprotetora. E como se não fosse o suficiente, Leo ainda sofre bullying de seus colegas que o diminuem e zombam de sua condição. Mesmo assim seu farol de luz é sua melhor amiga, Giovanna(Tess Amorim), que está sempre ao seu lado e ele ao dela. Mas a vida de Leo muda drasticamente com a chegada de um novo estudante em seu colégio, Gabriel(Fábio Audi). Conforme os dois passam tempo juntos, criam uma amizade incomum, que leva a diversas novas questões a mente de Leo, como seus desejos para o futuro, sua identidade e, até mesmo, sua sexualidade. O filme, que é, na verdade, um remake baseado no curta de sucesso de Ribeiro, “Hoje Não quero voltar sozinho”, levantou novas bandeiras e conversas sobre a minoria de deficientes físicos na comunidade LGBT e sua falta de representatividade na cultura mainstream. Mas o que torna o filme uma ótima dica para a maratona do Dia dos Namorados é a sensibilidade e o bom entendimento do desenvolvimento da relação entre os protagonista, Leo, Giovana e Gabriel, a medida que os jovens tentam descobrir a verdade sobre o que sentem e o significado de “amor”, para quem e como. Não perca de assistir, “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho”, no Netflix.


Indicação: Karla Cavalheiro

Um Dia

 Nesse filme você vai acompanhar o aniversário do dia em que Emma e Dexter se conheceram ao longo de vinte anos. Eles sempre sentiram uma profunda conexão, mas a vida é cheia de caminhos que podem uni-los ou separa-los. Frustrações na carreira, problemas familiares e desencontros amorosos, tudo parece fazê-los se separarem, no entanto se um dia eles realmente se decidirem um pelo outro talvez consigam ficar juntos. É uma história que mostra que suas indecisões podem custar anos ao lado de quem você realmente ama.

 


Indicação: Clara Russo

Copenhagen ( Mark Raso, 2014)

Frases e Citações do Filme Bruxa de Blair » Querido Jeito

 Nesse dia especial dos namorados , Copenhagen é um bom filme de romance para os apaixonados em viver o momento. Conhecemos a história do nova iorquino William(Gethin Anthony), um homem que está em busca das origens da sua família em Copenhagen. Em determinado momento, o caminho de William se cruza com o de Effy(Frederikke Dahl Hansen), uma jovem dinamarquesa e juntos, irão fazer essa busca, como dois mares que vieram de longe mas se cruzam em um ponto.

 Em apenas um dia, vivemos idas e vindas com essa dupla que apesar de tão diferentes de certa maneira, se identificam conforme vão conhecendo um ao outro e  nós também conhecemos um pouco da cidade de Copenhagen com eles. É uma história que sai um pouco da zona de conforto do que é um romance ideal, e é exatamente por isso que nos atrai, nesse contraste dos personagens e da forma de contar uma vivência de amor.

 


Indicação: Jessica Badaró

Crepúsculo

Crepúsculo | Autora anuncia o livro Midnight Sun, o novo livro da ...

 Baseado no livro de mesmo nome, o filme Crepúsculo se consolidou como um dos maiores sucessos de bilheteria contando a história de Bella Swan (Kristen Stewart), uma estudante tímida do ensino médio que acaba se apaixonando por Edward Cullen (Robert Pattinson) ao se mudar de cidade para morar com o pai. Após pesquisar as lendas locais, Bella acaba descobrindo que Edward e sua família são na verdade vampiros. Por isso, ela terá que enfrentar muitos desafios ao se deparar com o perigo de conviver com vampiros e com a descoberta dos segredos da nova cidade.

 


Indicação: Briann Ziarescki

La La Land

Conheça a Los Angeles do filme La La Land, favorito ao Oscar 2017

Diretor: Damien Chazelle

Elenco: Emma Stone, Ryan Gosling, John Legend

 Como o amor sobrevive as estações da vida? Essa é a pergunta que Damien Chazelle busca responder ao longo das pouco mais de duas horas de duração desse musical encantador. O enredo conta a história de amor do pianista de Jazz Sebastian (Gosling) e da aspirante a atriz Mia (Stone), e suas tentativas de alcançar o estrelato em Hollywood. Com números musicais perfeitamente orquestrados e canções de sucesso como City of Stars, La La Land não é o típico musical que você está acostumado. Há muita verdade em cena, transmitida com louvor pela dupla principal. A química do casal nos leva a perceber as diferentes estações que o amor pode passar, e que o mesmo não acaba, mas sim transforma-se. Indicado a 14 Oscars, o longa empata com Titanic (1997) e All About Eve (1950) como filmes que mais receberam indicações na premiação. Na cerimônia de 2017, La La Land recebeu sete estatuetas e tornou-se um dos filmes mais premiados da história do cinema. Vale a pena conferir!

 

Mas eaí, qual desses filmes te chamou mais atenção? Acha que ficou faltando algum nesse especial dia dos namorados?

Espero que tenha gostado, e fique ligado para mais sugestões!!!

Taís Wölfert
Uma garota de 20 anos que cursa jornalismo, e é apaixonada por filmes e livros.