Asterix & Obelix: Slap them All!

Asterix & Obelix: Slap them All! Como o próprio nome já sugere, é um jogo de pancadaria no estilo Beat Them Up. Podendo jogar com Asterix e Obelix, você pode alternar entre eles com o simples apertar de um botão ou ainda jogar para dois se tiver um segundo controle. Não é possível jogar online.

Algo que chama muito a atenção são os traços do jogo, todos feitos a mão e realmente lindos de se ver. É tudo bem colorido e com uma movimentação bem bacana, mesmo sendo um jogo 2D com rolagem lateral, ele é realmente impressionante.

A jogabilidade é satisfatória, com golpes básicos e alguns especiais que necessitam de energia. Para saber mais, basta acessar as instruções pelo menu do jogo, lá explicam tudo. Ah e os golpes de Asterix e Obelix são um pouco diferentes, então é bom experimentar ambos para ver com qual você se identifica mais. No entanto, você vai acabar jogando com os dois se estiver sozinho, afinal eles são uma espécie de vida reserva.

Asterix & Obelix: Slap them All! Lembra muito Street of Rage, você deve bater em vários romanos, restaurar sua vida com alimentos encontrados no cenário e avançar quando terminar de derrotar todos seus adversários e chefões do setor.

O único ponto negativo é a falta de uma localização em PT-BR. A história dos nossos gauleses indomáveis é contada através de quadrinhos, e se você não for fluente em inglês ou francês, pode acabar perdendo um pouco do brilho do jogo.

Quanto a platina, eu não pretendo ir atrás. Apesar de a lista ser bem fácil, envolvendo alguns troféus específicos relacionados a determinados ataques ou usar determinados personagens.. O que pega mesmo são os troféus de dificuldade. Como não tenho muita habilidade no gênero, a dificuldade média é a ideal para mim. Mas o jogo exige que você finalize não só na dificuldade Hard, mas na Hardest.

Ele é dividido em poucos atos com vários capítulos, e esses capítulos são bem curtos. Logo se você tiver a manha, deve ser uma platina rápida.

Asterix & Obelix: Slap them All! Foi lançado para PS4 em 02 de dezembro e está custando R$159,90 na PlayStation Store.

Heavenly Bodies

Heavenly Bodies é um jogo que aposta numa jogabilidade um tanto diferente, já que tenta replicar a condição de um cosmonauta em gravidade zero. Dessa forma nos movemos de forma lenta e precisamos ir nos segurando em objetos para conseguirmos nos movimentar.

Não existem inimigos, deixando o objetivo do jogo ligado a pequenas manutenções no espaço. Seja sincronizando uma antena ou montando um telescópio, lá estamos tentando resolver pequenos quebra-cabeças inteligentes.

3 Jogos Indies - Heavenly Bodies

Existe sempre um manual com imagens e objetivos menores para termos uma base do que precisamos fazer, como a interface está em português, é uma verdadeira mão na roda.

Jogando pelo PS5, é possível perceber que a Future Friends Games fez um pouco de uso da sensibilidade do DualSense, o que enriquece nossa aventura.

Heavenly Bodies está bonito, com gráficos satisfatórios, um traço bem feito e uma trilha sonora que acaba tornando a gameplay relaxante. Porém gostar ou não dele, é questão de se adaptar com sua mecânica.

3 Jogos Indies - Heavenly Bodies

Nossa jogabilidade basicamente envolve agarrar, soltar e interagir com objetos. Com o analógico esquerdo movemos o braço esquerdo, e com o analógico direito o braço direito. Já as pernas podem ser encolhidas ao apertar botões.

Confesso que até você desvendar o quebra cabeça, ou seja, descobrir o que deve fazer. É um pouco irritante! Já que é tudo lento e os movimentos necessitam de precisão. É um game que provavelmente funciona melhor jogando em co-op local, modo que inclusive o jogo oferece e que pode torna-lo interessante pra quem tem um player 2 habilidoso.

O jogo infelizmente deixa a desejar em sua duração, pois oferece apenas 8 missões e elas são curtas, bem curtas na verdade, se você souber o que está fazendo.

Já a platina envolve completar o jogo, objetivos específicos, alguns poucos colecionáveis e uma penca de desafios, que deve ser seu maior empecilho para platiná-lo. Os desafios incluem terminar os capítulos na última dificuldade e a diferença na dificuldade desse jogo, funciona assim.

No modo assistido, é como se você estivesse dentro da água. Então se você se esticar pra uma direção, seu personagem bate os pezinhos e consegue ser direcionado. Na última temos uma mecânica mais realista, onde você só conseguirá se mover ao fazer contato com o cenário. Nada impossível, porém não me deixa com vontade de ir atrás dessa platina.

Heavenly Bodies lançou dia 7 de dezembro e está custando R$ 104,90 na PlayStation Store, para quem for assinante, existe um desconto de 10% em cima desse valor.

One Hand Clapping

One Hand Clapping é de longe o jogo mais desafiador que já experimentei, e a sua dificuldade está naquilo que o faz único. Nesse jogo de plataforma, o que faz você progredir é o uso da sua própria voz. Mas não pense que ao dizer um “A” as coisas estarão resolvidas.

Para começo de conversa é necessário que você tenha um fone e microfone para jogá-lo, e bastante calmaria ao redor. O vento pela janela ou o som de outra pessoa pode atrapalhar sua aventura.

3 Jogos Indies - One Hand Clapping

Utilizando do som para avançar, será necessário alcançar diversas notas vocais para contornar obstáculos. Até certo ponto, até que é fácil, mas em determinado momento você precisa acertar diversas notas em uma única “tacada” o que acaba criando um desafio realmente cabuloso.

É claro que com algumas tentativas, você acaba conseguindo. Porém até lá, algumas pessoas da sua casa podem se assustar com o “agouro” que você produz ao tentar alcançar as notas.

3 Jogos Indies - One Hand Clapping

One Hand Clapping possui uma escolha de desenho muito fofa, e o nosso próprio personagem é realmente bem engraçadinho. Já a trilha sonora é encantadora, até mesmo porque quando nossos sons vão para o jogo, eles recebem uma boa incrementada.

O jogo é bastante intuitivo e diversificado. Cada capítulo utiliza sua voz de maneira diferente, e o jogador realmente se impressiona com a criatividade encontrada ali. Em determinadas partes você precisa utilizar dos sons graves para os agudos para criar uma ponte para ser atravessada, em outros momentos você deve alcançar determinadas notas para mover ou interagir com objetos e por aí vai.

Totalmente localizado em Português, One Hand Clapping é um jogo bem interessante e que ao finalizá-lo você deve ficar bem afinado e talvez até virar um cantor ou cantora.

Sua platina possui uma dificuldade alta, pois exige que você acerte de forma perfeita alguns quebra-cabeças do jogo – que a minha pessoa levou várias tentativas para acertar, devido a ser completamente desafinada.

One Hand Clapping – lançado para PlayStation 4 em 14 de dezembro – é um jogo do pessoal da Handy Games e pode ser adquirido por R$79,90 na PlayStation Store.

Para mais notícias sobre games, largue o controle e clique aqui.