Neste sábado (24), comemora-se o Dia Nacional da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e para homenagear esse dia resolvemos trazer algumas séries de TV que incluem personagens ou episódios que abordam a cultura surda. É claro que as séries que iremos citar são na grande maioria estrangeiras e dessa forma a língua utilizada pode ser diferente, com seus próprios sinais. Porém o objetivo em questão é você poder conferir algumas opções que irão abordar temas como dificuldade, preconceito e até o dia a dia da comunidade surda, aumentando nosso entendimento e empatia sobre a realidade dessas pessoas.

Switched at Birth (2011-2017)

cultura surda

Uma das minhas séries favoritas até os dias atuais, foi Switched at Birth. Abordando aquela troca clássica de bebês que é descoberta anos depois, quando as famílias já criaram laços profundos. A história parte do momento em que as duas garotas já são adolescentes quando acabam por descobrir que são filhas biológicas de outras famílias – com diferenças sociais, culturais e tudo o que você possa imaginar.

Um dos pontos centrais da série, é que uma das garotas, Daphne Vasquez – interpretada por Katie Leclerc – é surda e como ela é a coprotagonista do show, existe muito conteúdo extremamente informativo e comovente sobre toda a comunidade, desde relacionamentos, até escola e profissão. Katie inclusive não é surda na vida real, mas sua atuação nos colocava na dúvida.

Zoey e a sua Fantástica Playlist (2020)

Zoey's Extraordinary Playlist

Se você já viu algum trailer de Zoey deve estar achando que essa maluca que está escrevendo não bate bem da cabeça. Afinal, Zoey e a sua Fantástica Playlist é uma série musical onde a protagonista é capaz de escutar músicas que saem do coração de outras pessoas, incluindo performances dignas da Broadway em apresentações que apenas ela vê. Quando ela escuta uma dessas músicas, precisa ajudar a pessoa a enfrentar seu problema ou a música em questão fica a perseguindo sem piedade.

Em um dos episódios, o cuidador de seu pai enfrenta problemas com sua filha que está atualmente na faculdade e pretende fazer uma viajem para um país distante. Sendo ele super protetor e a filha surda, você já pode imaginar o conflito. É claro que foi apenas um episódio da primeira temporada, mas o musical surdo criado para esse episódio, é realmente algo extraordinário de se ver.

Ginny e Georgia (2021)

Ginny & Georgia

Em Ginny e Georgia, temos uma história centrando mãe e filha se adaptando em uma cidade nova. Resumir a série dessa forma é revoltante, eu sei. Pois a trama é repleta de reviravoltas, mistérios, assassinatos, traição e muitos temas polêmicos.. E eu achando que seria um clichê de Gilmore Girls!

Existe uma casa vizinha a dos protagonistas em especial que merece ser destacada aqui. Os vizinhos correspondem a maior parte dos atores coadjuvantes, interpretando os amigos e até interesses amorosos das garotas, mas é o pai da família que marca presença em nosso tema. O mesmo é surdo e aparece em algumas cenas, mostrando como funciona a dinâmica familiar entre uma família ouvinte com apenas um integrante surdo. O personagem em questão é Clint Baker, interpretado pelo Chris Kenopic que é surdo na vida real.

Crisálida (2020)

cultura surda

E para finalizar não podíamos deixar de mencionar Crisálida, a primeira série brasileira de ficção dramática bilíngue, em Libras e português. Ela retrata situações familiares, sociais e psicológicas vividas por surdos e nos mostra a importância da língua de sinais na vida da comunidade. Ambientada na capital catarinense, os episódios são histórias independentes, com o objetivo de modificar a maneira com que surdos são retratados pela sociedade brasileira.

Originalmente Crisálida era um filme, mas foi transformado em série em 2019 – sendo licenciada pela TV Cultura. Seu sucesso foi tamanho que a Netflix a tomou para si em 2020 e agora você pode conferir o conteúdo pela plataforma de streamer. Alessandra da Rosa Pinho, aluna de Letras-Libras da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) é a criadora de Crisálida, e uma nova temporada deve ser produzida ainda esse ano (2021).

E você, conhece mais alguma série que aborde o assunto ou tenha um personagem que represente bem a comunidade? Conte para nós! Ah e se quiser continuar ligado aqui no Teoria Geek sobre as últimas novidades, clique aqui.