Aproveitando a semana de lançamento de Mortal Kombat 11, nada melhor que um especial sobre a franquia. Mortal Kombat é uma das mais clássicas séries de luta dos videogames. Desde o lançamento do arcade original em 1992, a franquia recebeu dezenas de jogos. Alguns deles ótimos, como Mortal Kombat 3 e Mortal Kombat IX, outros bizarros e com péssima recepção dos fãs e crítica, como Mortal Kombat 4 e Armageddon. Confira na lista a seguir os 5 piores games da franquia, afinal nem só de glórias vive uma franquia. Sem mais demora, vamos a lista…

 

Mortal Kombat Special Forces

Conhecida por seus capítulos numerados focados em luta entre dois jogadores, a série também se aventurou por outros gêneros onde, infelizmente, não teve o mesmo sucesso. Special Forces é um jogo de ação tridimensional lançado apenas para PlayStation em 2000 pela Midway, mas não conseguiu conquistar nem fãs nem crítica, apesar de sua trama e propostas inéditas.

Os piores jogos de Mortal Kombat: Mortal Kombat Special Forces — Foto: Divulgação / Midway

Aqui o protagonista era o agente Jax, velho conhecido dos jogadores. O maior inimigo eram o design horrível e repetitivo das fases, a falta de violência e a jogabilidade chata, com puzzles tediosos e chefes sem inspiração. Como curiosidade, a história do jogo é canônica e representava o primeiro capítulo na linha cronológica da saga na ocasião de seu lançamento, precedendo os eventos de Mortal Kombat Mythologies: Sub-Zero.

Mortal Kombat Deadly Alliance

Deadly Alliance quebrou uma tradição da série: foi o primeiro jogo de luta a não aparecer nos fliperamas, sendo lançado diretamente para os consoles da época. Assim, em 2002 a Midway disponibilizou o game para Gamecub, PlayStation 2, Xbox e GameBoy Advance. Como de praxe, a versão para portáteis era ainda mais fraca que a dos consoles.

Os piores jogos de Mortal Kombat: Mortal Kombat Deadly Alliance — Foto: Divulgação / Midway

A grande inovação do jogo foi permitir que cada personagem tivesse três estilos de luta diferentes, com a polêmica inserção de armas às lutas. Para balancear os combates e incentivar o uso dos diferentes estilos, o número de golpes especiais foi reduzido, o que tirou um pouco da identidade da série e dividiu opiniões.

Mortal Kombat 4

Em 1997, com o advento dos primeiros jogos em três dimensões, a Midway fez sua primeira e tímida tentativa de emplacar um Mortal Kombat 3D. Mortal Kombat 4 foi lançado para fliperamas, Nintendo 64, PC, GameBoy Color, Dreamcast e PlayStation, mas a expectativa não foi cumprida em qualquer uma das plataformas.

Os piores jogos de Mortal Kombat: Mortal Kombat 4 — Foto: Divulgação / Midway

Mortal Kombat Armageddon

Lançado em 2007 para Nintendo Wii, PlayStation 2 e Xbox, seu grande destaque era a presença de absolutamente todos os personagens que já tinham aparecido na série até então. No entanto, o jogo também herdou alguns problemas de seus antecessores, como o controverso sistema de múltiplos estilos de luta por personagem.

Os piores jogos de Mortal Kombat: Mortal Kombat Armageddon — Foto: Divulgação / Midway

Também foi uma escolha um tanto preguiçosa reutilizar o mesmo motor gráfico dos dois jogos anteriores. Além disso, o novo sistema de criar os seus próprios fatalities não agradou, e os minigames inusitados como Puzzle e Motor Kombat não caíram nas graças dos jogadores.

Mortal Kombat Mythologies Sub-Zero

Esta infame aventura foi lançada em 1997 para Nintendo 64 e PlayStation. Tal qual Special Forces, a ideia era explorar um gênero diferente de luta e aproveitar para ampliar a história e lore da franquia. Assim, esta prequel era focada nas lutas que Sub-Zero travou antes dos primeiros capítulos da série, com direito a várias cenas em live-action.

Os piores jogos de Mortal Kombat: Mortal Kombat Mythologies Sub-Zero — Foto: Divulgação / Midway

 

E você, ansioso(a) para mais um jogo da franquia Mortal Kombat? Comente!

Mortal Kombat 11 chega oficialmente às lojas no dia 23 de abril para PlayStation 4, PlayStation 4 Pro,Xbox OneXbox One X, Nintendo Switch e PC.