Olá leitores do Teoria Geek, trazendo para vocês, mais uma entrevista, agora com Paloma Cristini. Paloma é a responsável pelas principais atualizações da REVIL Wiki, no site REVIL, uma verdadeira enciclopédia da franquia. Técnica em informática e futura socorrista, é uma eterna amante do mundo dos games. Apaixonada por Resident Evil desde os 5 anos de idade, começou a se aprofundar mais na franquia em 2006. Fascinada também pela série Metal Gear, tem como personagens favoritos: Leon S. Kennedy, Jill Valentine e Big Boss. Paloma também é colaboradora no site Co-op Geek.

Teoria Geek:  Olá Paloma, temos um enorme prazer receber você para essa entrevista.

Paloma:

Fico feliz em poder participar de uma entrevista aqui no site e poder falar mais sobre o Resident Evil. Já deixo aqui meus contatos para quem quiser conversar comigo:
Site REVIL: //residentevil.com.br
Twitter: @PalomaREF
Instagram: palomaref_
YouTube: //www.youtube.com/pandinhaplayer
Alvanista: //alvanista.com/palomaref

Teoria Geek: Para começar nos conte um pouco sobre seu trabalho no site REVIL e como foi o processo da sua entrada para a equipe.

Paloma:

Comecei no REVIL entre 2014 e 2015, salvo engano, com uma análise geral do mangá da série, Biohazard Marhawa Desire. Desde então, fiz conteúdos voltado ao REVIL Wiki até ser oficializada na equipe pouco tempo depois. Desde então, meu foco no site continua sendo conteúdos para o Wiki, alternando entre artigos diversos e noticiando algumas novidades do universo Resident Evil. Para quem não sabe, o REVIL Wiki é um projeto do site que junta todo o banco de dados que a série possui, com perfis dos personagens, criaturas, vírus, localidades e muito mais.

Teoria Geek: Podemos dizer que você é uma grande fã da franquia Resident Evil, como começou esse seu “relacionamento” com a franquia?

Paloma:

Sempre via meus primos e minha irmã jogando o Resident Evil 2 quando eu tinha 4-5 anos de idade e o que mais me impressionou foi a cena em que o Marvin se transforma em zumbi. Foi a partir daí que minha curiosidade começou a aguçar, querendo saber o que estava acontecendo ali. Comecei a ler o detonado do Resident Evil 2 e assim que tive acesso a internet, li artigos, curiosidades, perfis e tantas outras coisas sobre a franquia. Na minha adolescência, tomei coragem e comecei a jogar a sério, onde vivo com isso até hoje.

Teoria Geek: Falando um pouco sobre cinema agora, uma pequena “polêmica”, se trata dos filmes baseados na franquia de Resident Evil, qual a sua opinião sobre os filmes?

Paloma:

Particularmente, eu só gosto do primeiro, O Hóspede Maldito. A partir desse filme, eu só assisto os demais para ver alguma referência dos jogos. O que mais amei nos filmes foi como eles trouxeram a Claire Redfield e a Jill Valentine a vida. As animações, por outro lado, são minha paixão. Eu amei todo o enredo abordado em Resident Evil: Degeneration e Resident Evil: Damnation.

Teoria Geek: Essa é fácil: Qual seu jogo favorito da franquia Resident Evil e qual seu protagonista favorito?

Paloma:

Antes eu pensava demais quando me faziam essa pergunta, mas agora nem preciso: Resident Evil 2, sem dúvida. E quem me conhece sabe que sou louca pelo loirinho do Leon (risos).

Teoria Geek: Essa é um pouco mais capciosa: Qual sua opinião sobre a polêmica de que vários fãs alegam que houve uma “queda” de qualidade da série, a partir do momento que a mesma deixou de ser uma série de survival horror (como foi o caso de RE 1, 2 e 3) e passou a ser mais um jogo de ação (a partir de RE 4) ?

Paloma:

Bom, eu não acho que a série teve queda de qualidade, e sim só fugiu um pouco da sua proposta, em querer entregar um Survivol Horror com o público pedindo “mais que isso”. Resident Evil 5 mesmo é jogado até hoje em diversas plataformas e com o relançamento dele para a geração atual de consoles isso se expandiu.

Teoria Geek: Qual sua opinião e expectativas sobre o futuro da franquia? Partindo da aposta da CAPCOM nessa nova roupagem de RE (com visão em primeira pessoa e a retomada do estilo survival horror, ponto já muito pedido pelos fãs dos primeiros jogos da série) e do sucesso que foi RE 7, tanto na mídia especializada, quanto do público.

Paloma:

Eu sou a favor de mais Resident Evil como foi o 7, e eu espero que a Capcom volte a explorar essa parte e não o deixe de lado com o sucesso que será o RE2 Remake, mas claro sem deixar toda a essência da série de lado. A sensação que o 7 entregou, mesmo saindo do que muitos queriam, funcionou perfeitamente para a franquia se reerguer e entregar algo diferente, saindo um pouco da “zona de conforto”. Essa parte de entregar um game em primeira pessoa dentro da franquia dá certo sim!

Teoria Geek: Com o remake de Resident Evil 2 (que provavelmente será um grande sucesso), qual outro jogo da franquia você gostaria que fosse feito um remake?

Paloma:

Apesar de eu amar a ideia de um remake do Resident Evil 3: Nemesis, eu iria amar ainda mais um remake total dos spin-offs, como a série Outbreak e Survivor. Acho que ver o primeiro Survivor na geração atual seria uma realização na minha vida desde que comecei a jogar sério a franquia.

Teoria Geek: Como a franquia Resident Evil tem mais de 20 anos, você acredita que valeria um reboot na série principal? Se sim, quando você acha que isso irá ocorrer? Na geração passada tivemos dois grandes exemplos de reboots que foram bem recebidos: Tomb Raider e Castlevania.

Paloma:

Sinceramente, eu não acho que a franquia deve receber um reboot, e sim uma prioridade maior em contar todos os acontecimentos da cronologia não antes contados com o Revelations, por exemplo. Porém, se receber que seja ao estilo Resident Evil Remake, com correções, adições e melhorias tanto na jogabilidade quanto no enredo.

Teoria Geek: Agora algumas perguntas no estilo “responda rápido”:

Jill Valentine ou Claire Redfield?

Paloma:  Jill Valentine sempre.

Leon S. Kennedy ou Chris Redfield?

Paloma: Leon S. Kennedy, claro.

Nêmesis ou Tyrant?

Paloma: Eu amo o Tyrant-103.

Osmund Saddler ou Albert Wesker?

Paloma: Albert Wesker (sem ser clichê).

Gun Survivor ou Outbreak?

Paloma: Gun Survivor (essa foi difícil).

Finalizar só na faquinha ou Finalizar com todo arsenal disponível, mas sem opção de salvar (morrer volta do início do jogo)?

Paloma: Finalizar com o arsenal completo sem salvar.

Agora vamos conhecer um pouco mais dos seus gostos, fora Resident Evil:

Teoria Geek: Qual seu estilo de música favorito? Pode citar alguma banda, grupo ou artista?

Paloma:

Sou dessas que sempre gosta de escutar músicas novas, mas adoro o estilo Nu Metal (New Metal para alguns). Minhas bandas favoritas são Limp Bizkit, Avenged Sevenfold e Nickelback.

Teoria Geek: Quanto aos filmes, qual seu estilo de filme favorito? Tem alguma franquia preferida no cinema?

Paloma:

Amo animações, sou uma eterna criança (risos). Além de Como Treinar Seu Dragão e Hotel Transilvânia, uma franquia que amo de paixão é The Godfather.

Teoria Geek: Sobre séries e animes, atualmente acompanha algum? Quais seus favoritos?

Paloma:

Tento acompanhar e sim, tem algumas na minha lista. Minhas séries favoritas são Sense8, American Horror Story e a atual 9-1-1 (aliás, recomendo todas). Em questão de anime, eu não acompanho muitos, dou prioridade a séries e filmes (e para jogar). Eu amei o novo Dragon Ball Super e estou esperando a continuidade de One Punch Man. Zatch Bell é o meu favorito de todos os tempos.

Bem, essa foi nossa entrevista com Paloma Cristini, espero que tenham curtido. Não esqueçam de visitar o REVIL e conferir os ótimos conteúdos de lá. Até a próxima entrevista!