O Alienista conta com um elenco estelar: Daniel Brühl (Bastardos Inglórios), Dakota Fanning (Movimentos noturnos) e Luke Evans (Drácula: A história nunca contada)

Trata-se da história que começa com um assassinato brutal de um jovem de 13 anos, vestido com roupas femininas, que teve olhos e genitais arrancados, durante o século XVIII.

O Alienista, é uma adaptação do livro homônimo de Caleb Carr. A série gira em torno de Laszlo Kreizler (Daniel Brühl), o alienista do título (como psicólogos e psiquiatras eram chamados na época). Percebendo como o crime acima pode ter sido obra de um serial killer (expressão não conhecida e nem criada na época), ele junta uma inusitada equipe para investigá-lo, com uma forte desconfiança e sarcasmo da opinião pública, e da própria polícia. Para isso, ele conta com o apoio de seu leal amigo, o ilustrador John Moore (Luke Evans); e a moderna Sara Howard (Dakota Fanning), a primeira mulher a trabalhar na polícia de Nova York.

Definitivamente, o Alienista, não é uma série para você chamar os membros mais sensíveis de sua família ou amigos para ver em uma tarde de domingo na sala de estar. O Alienista possui cenas fortes que chocam (acho que essa é a intenção): o clima é sombrio, o humor é escasso e quando tem é bem sutil, e isso é muito bom! Porque, segue coerente com o espírito da série: pois, como já disse: “Trata-se da história que começa com um assassinato brutal de um jovem de 13 anos, vestido com roupas femininas, que teve olhos e genitais arrancados”. 

Vamos lá: Durante dez episódios, o público é jogado num mistério no estilo daqueles filmes clássicos de detetives dos anos 50, com um protagonista inteligente, antipático, que logo se percebe que sua dificuldade em lidar com as pessoas reflete em algo de ruim que aconteceu no seu passado; assim mergulhamos de cabeça no aspecto sombrio do mundo de antigamente.

A série, idealizada por Cary Fukunaga, sabe construir um clima de tensão e imediatismo, com algumas surpresas interessantes pelo caminho. – Porém, exagera um pouco quando coloca seu foco narrativo na forma como os gays eram considerados “pervertidos”, construindo um paralelo com a forma que a sociedade ainda trata diferenças nos dias atuais. – Ao mesmo tempo, a direção não tem medo de exagerar em cenas gráficas, dando close em poças de sangue e corpos mutilados (como disse não é uma série para pessoas sensíveis).

Figuras históricas & referências: O Alienista é repleta de figuras históricas no cenário daquela época, citarei somente os 4 mais relevantes, porque são tantas referências, já que correríamos o risco de nos perdermos na matéria.

foto de “Mary Jane Kelly” Jack, o estripador: A história se passa 8 anos depois dos crimes deste, que deve ser o mais conhecido Serial Killer da história. No episódio 3, “o sorriso prateado”, Laszlo estudando seus livros e anotações se depara com a foto de “Mary Jane Kelly”, a última vítima de Jack, que acaba sendo vista também pelo seu servo “Cyros Montrose”, que fica completamente consternado com a imagem, devido ao alto teor de violência

Theodore Roosevelt: Você provavelmente conhece Roosevelt por sua passagem pela presidência dos Estados Unidos, de 1901 a 1909. Mas, antes de ser presidente, Roosevelt (Brian Geraghty) realmente foi mesmo comissário de polícia em Nova York, exatamente no período em que a série se passa. Assim como na série, ele teve que enfrentar uma força policial cheia de vícios e maus hábitos, corrupta e protetora das classes mais altas da sociedade.

JP Morgan: Um dos fundadores da General Eletric, o banqueiro e financista John Pierpont Morgan existiu de verdade. Figurão do mundo monetário, ele exercia um grande poder sobre a sociedade nova-iorquina no final do século XIX, exatamente como na série.

Sara Howard: Em 1896, Isabella Goodwin ficou viúva e com quatro filhos para criar. Foi assim que ela começou a trabalhar na delegacia de Nova York. Aos poucos, foi ganhando a simpatia dos policiais, começou a participar de algumas investigações e chegou a trabalhar infiltrada. Foi assim que, em 1912, se tornou investigadora — a primeira mulher do mundo a fazer isso! É nela que é inspirada a personagem de Sara Howard, interpretada por Dakota Fanning.

Minhas impressões:

O elenco, é impressionante o destaque para Daniel Brühl, que constrói um personagem enigmático, mesmo sem fugir de uma expressão séria, apostando em olhares e entregas rápidas de suas falas. Por sua vez, Dakota Fanning apresenta a melhor performance de sua carreira adulta, conseguindo transmitir todas as dificuldades de uma personagem que foge das limitações de sua sociedade. Já Luke Evans traz seu charme e carisma e entrega o que promete. A interação entre os irmãos vividos por Douglas SmithMatthew Shear é boa, Brian Geraghty entrega um Roosevelt ainda inseguro e “aprendendo” a lidar com a corrupta e preconceituosa polícia Nova-iorquina daquela época.

O Alienista, inicialmente, foi idealizado para ser uma minissérie. – Mas fiquem tranquilos, a série já foi renovada e ganhou uma segunda temporada com os mesmos protagonistas – Será a adaptação de outro romance de Caleb Carr chamado “Angel of Darkness”,  Lazlo, John e Sara enfrentarão um novo inimigo. – Ainda não há data definida para a estreia para a segunda temporada, então, assim que soubermos, contamos pra vocês!.

Como já disse, a série é tensa, adulta e com raros momentos de humor, a estória é boa, bem amarrada, porém, talvez por querer seguir ao pé da letra o livro, de vez em quando a estória dá algumas “escorregadas” no seu ritmo, com alguns diálogos bons, mas que poderiam ser resumidos (só um pouquinho)Se bem que, mesmo com alguns diálogos um pouco longos, não atrapalham em nada a narrativa da série.

De uma forma ou outra, O Alienista, é uma atração rara na TV atual e já merece reconhecimento por isso.

Ficha técnica

Gênero:  Drama de época
Baseado em:  O Alienista por Caleb Carr
Tempo de execução: 42 a 53 minutos

Estrelando:
• Daniel Brühl
• Luke Evans
• Brian Geraghty
• Robert Ray Sabedoria
• Douglas Smith
• Matthew Shear
• Q’orianka Kilcher
• Matt Lintz
• Dakota Fanning

Compositor(es): Rupert Gregson-Williams
País de origem: Estados Unidos
Idioma original: Inglês
Nº de temporadas: 1
Nº de episódios: 10

Produtor executivo (s)
• Hossein Amini
• E. Max Frye
• Steve Golin
• Rosalie Swedlin
• Chris Symes
• Jakob Verbruggen
• Cary Joji Fukunaga
• Eric Roth

Local(s) de produção(s): Budapeste, Hungria

Cinematografia:
• PJ Dillon
• Gavin Struthers
• Chris Seager
• Larry Smith

——————————————————— ONDE ASSISTIR ———————————————————

Netflix

Trailer:

//youtu.be/k0J4qIQxYjw