Depois de uma pausa na carreira, parece que Megan Fox melhorou seu nível de atuação. Mas será que filme é bom? Vale a pena assistir?

 

Ficha Técnica
Título: Até a Morte
Ano de Produção: 2021
Dirigido Por: Scott Dale (II)
Estreia: 09/06/2022 (Brasil)
Duração: 88 Minutos
Classificação: Não recomendado para menores de 16 anos
Gênero: Terror / Thriller
País de Origem: EUA
Sinopse: Presa no meio de uma trama de vingança, Emma (Megan Fox) se encontra presa ao corpo de seu marido e precisa sobreviver a dois assassinos profissionais que estão a caminho para terminar o trabalho.
Sobre o filme

Emma Webster ( Megan Fox ) é casada com o advogado Mark ( Eoin Macken ), cuja maneira silenciosamente cruel a levou a ter um caso com o colega de Mark, Tom ( Aml Ameen ). Enquanto isso, Emma sofre flashbacks de um ataque anos antes nas mãos do cruel Bobby Ray (Callan Mulvey). No aniversário dela e de Mark, Emma descobre o arquivo policial de Bobby Ray na mesa de Mark. Emma obedientemente sai para jantar com o marido e fica surpresa quando ele os leva para a casa do lago para uma noite romântica. Mas de manhã, ela se vê vestindo apenas uma camisola transparente, algemada ao cadáver de Mark. O lugar está congelando, todas as ferramentas desapareceram, seu telefone está quebrado, ela não tem sapatos e parece não haver escapatória. Muito pior, Bobby Ray e seu irmão mais novo, Jimmy (Jack Roth), aparecem de repente, querendo roubar um cofre. Como Emma vai sobreviver? Será que ela vai conseguir sair dessa?

 

Vale a pena assistir!?

Depois de um começo instável, este horror/suspense tenso e vicioso ganha vida com um senso de lógica sombrio, uma representação angustiante de abuso mental e emocional e a força ilimitada de uma mulher. Enquanto Até a Morte poderia ter sido um filme bastante rotineiro de invasão de domicílio ou dispositivo de tortura, ele se eleva a um novo território com sua convicção feroz. Um drone de abertura genérico filmado sobre uma cidade, seguido por uma cena estranha de encontro / separação em um quarto de hotel não parece promissora. Mas logo depois, Fox efetivamente transmite o desespero perdido de seu casamento, carregando-se com uma amargura gelada, bem como uma sensação de estar resolvida com seu destino. Ela se move lentamente, mas com equilíbrio, fazendo os movimentos com habilidade.

Enquanto Emma luta para se salvar, há também um prazer palpável na maneira como ela arrasta o corpo algemado de seu marido de quarto em quarto, sem nenhum esforço para protegê-lo de choques ou danos. Como em Jogo Perigoso , os aspectos de suspense aqui se alinham perfeitamente, e mesmo que o terrível plano de Mark pareça insano ao extremo, Até a Morte o trata com cuidado e o leva ao seu ponto mais lógico; em última análise, faz mais sentido do que qualquer armadilha mortal relacionada a por exemplo jogos Mortais. O filme tem os espectadores não apenas torcendo para que Emma sobreviva, mas também nos convence de que ela tem as “armas’ e meios para fazer isso.

Considerações Finais

Até a Morte é horrível (no bom sentido), sinuoso e eletrizante. Faz pouco para reinventar ou ter a pretensão de mudar o gênero, mas é distorcido o suficiente para se destacar em um meio bem difícil e concorrido. Não há espaço para mais intrusos no subgênero, a casa está lotada, mas uma exceção poderia ser feita para Até a Morte . É frio, arriscado e um muito divertido.

Minha nota para esse filme é:


Para mais CRíTICAS, siga-me os bons! AQUI