“A Viagem de Pedro”, de Laís Bodanzky, lança trailer e cartaz

Estrelado por Cauã Reymond, Rita Wainer, Welket Bunguê, Victória Guerra, Isac Graça, Isabél Zuaa, Sergio Laurentino e grande elenco, longa estreia 1º de setembro nos cinemas

A Viagem De Pedro poster

A Viagem de Pedro”, escrito e dirigido por Laís Bodanzky (“Bicho de Sete Cabeças” e “Como Nossos Pais”) acaba de divulgar o cartaz e o trailer oficiais. Protagonizado por Cauã Reymond, o filme é o primeiro longa-metragem histórico da diretora. A produção aborda a vida privada de Dom Pedro I, o momento em que o ex-imperador retorna para Portugal, em 1831, fugindo de ser apedrejado pelos brasileiros, nove anos depois de proclamar a Independência do Brasil. A viagem descontrói a imagem de herói de Dom Pedro I, responsável por tornar o Brasil um país continental as custas de muita opressão.

Com produção da Biônica Filmes, Buriti Filmes e O Som e a Fúria (Portugal), em coprodução com a Globo Filmes, “A Viagem de Pedro” foi produzido por Bianca Villar, Cauã Reymond, Fernando Fraiha, Karen Castanho, Laís Bodanzky, Luiz Bolognesi, Luis Urbano e Mario Canivello. O filme chega aos cinemas no dia 1º de setembro, na semana do bicentenário da Independência.

Em 1831, D. Pedro deixa o Brasil independente rumo à Europa, a fim de preparar a luta contra o irmão Miguel pelo trono de Portugal, onde é tido como traidor. No meio do Atlântico, a bordo de uma fragata inglesa, misturam-se membros da corte, oficiais, serviçais e negros escravizados, numa babel de línguas, culturas e posições sociais. Pedro tenta reunir forças para a guerra fratricida que se aproxima, mas a doença e o medo da morte lançam-no numa espiral de alucinações. Revive diversos momentos da sua vida, a infância, o casamento com Leopoldina, o romance com Domitila de Castro e imagina discussões com o irmão.

Além de abordar questões importantes de gênero e raça neste contexto, a leitura do episódio histórico pela perspectiva de Laís Bodanzky chega em um momento oportuno – quando o coração de Dom Pedro I foi solicitado para celebrar os 200 anos da Independência. Como revela a diretora: “o governo atual flerta com ideais militares. Pedir o coração emprestado é uma forma ufanista e superficial de comemorar os 200 anos de uma independência que, de fato, nunca aconteceu. Podemos não ser mais colônia de Portugal, mas ainda somos uma colônia”.

No elenco, a artista plástica Rita Wainer estreia como atriz no papel de Domitila. Luise Heyer (“Dark”) interpreta Leopoldina, Francis Magee (“Game Of Thrones”, “Jimmy’s Hall”, “Rogue One”) vive o Comandante Talbot, e Welket Bunguê o Contra-almirante Lars. No elenco português estão Victória Guerra interpretando Amélia, Luísa Cruz no papel de Carlota Joaquina, João Lagarto vivendo Dom João VI, Isac Graça (“Catas da Guerra”) na pele de Miguel e Isabél Zuaa (“As Boas Maneiras”) interpretando Dira. Celso Frateschi (“3%”), Gustavo Machado (“A Suspeita”), Luisa Gattai, Dirce Thomas, Marcial Mancome, Sergio Laurentino (“Tungstênio”) e Denangowe Calvin completam o time. O diretor de arte inglês Adrian Cooper e o diretor de fotografia espanhol Pedro J. Márquez (“Ex-Pajé”, “A Última Floresta”) foram os responsáveis pelo trabalho de reconstrução de época.

A Viagem de Pedro” estreou mundialmente no Brasil na 45ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e foi exibido no 23º Festival do Rio. No Rio de Janeiro, conquistou o Troféu Redentor de melhor ator coadjuvante (Sergio Laurentino) e de melhor direção de ficção (Laís Bodanzky). Em Portugal, foi lançado em maio nos cinemas, além de ter sido exibido no 19º Indie Lisboa – Festival Internacional de Cinema, no mesmo mês. Em junho, o longa-metragem venceu o prêmio de Melhor Filme da América no Septimius Awards, em Amsterdã, foi exibido no Brooklyn Film Festival, em Nova Iorque – que qualifica produções para concorrer ao BAFTA, Oscar e para o Canadian Screen Awards, – participou do Latin American Film Festival, em Copenhagen, e teve uma exibição gratuita na USP, em São Paulo, seguida de debate com a diretora

Produzido por Biônica Filmes, Buriti Filmes e O Som e a Fúria (Portugal), A Viagem de Pedro“ conta com a coprodução da Globo Filmes. Bianca Villar, Cauã Reymond, Fernando Fraiha, Karen Castanho, Laís Bodanzky, Luiz Bolognesi, Luis Urbano e Mario Canivello são responsáveis pela produção. A Vitrine Filmes assina a distribuição.

Sinopse:

1831, Pedro, o ex-imperador do Brasil, busca forças físicas e emocionais para enfrentar seu irmão que usurpou seu reino em Portugal. O filme se passa no Oceano Atlântico, a bordo de uma fragata inglesa na qual se misturam membros da corte, oficiais, serviçais e escravizados, numa babel de línguas e de posições sociais. Pedro se vê doente e inseguro. Entra na embarcação em busca de um lugar e uma pátria. Em busca de si mesmo.

Elenco:

Cauã Reymond             Pedro  
Luise Heyer                  Leopoldina  
Victoria Guerra             Amélia  
Isabél Zuaa                  Dira  
Rita Wainer                  Domitila  
Francis Magee              Comandante Talbot  
Welket Bunguê             Contra Almirante Lars  
Sergio Laurentino         Chef  
Denangowe Calvin        Tigre 
Isac Graça                   Miguel  
João Lagarto                Dom João 
Luísa Cruz                   Carlota Joaquina 
Dirce Thomas              Benê 
Marcial Macome           Bukassa               
Luiza Gattai                 Maria da Glória 

Ficha Técnica:

Produção:  Biônica Filmes, Buriti Filmes e O Som e A Fúria.
Coprodução: Globo Filmes
Distribuição: Vitrine Filmes
Direção: Laís Bodanzky 
Roteiro: Laís Bodanzky   
Produção: Bianca Villar, Cauã Reymond, Fernando Fraiha, Karen Castanho, Laís Bodanzky, Luis Urbano, Luiz Bolognesi